Guilherme de Brito

GUILHERME DE BRITO BOLLHORST
(84 anos)
Compositor, Cantor, Pintor e Escultor

* Rio de Janeiro, RJ (03/01/1922)
+ Rio de Janeiro, RJ (26/04/2006)

Guilherme de Brito Bollhorst foi um compositor brasileiro de samba. Nasceu no bairro de Vila Isabel, filho de Alfredo Nicolau Bollhorst e Marieta de Brito Bollhorst. Aos oito anos ganhou um cavaquinho e aos doze anos, com a morte do pai, largou os estudos e conseguiu um emprego na Casa Edison. A Casa Edison foi uma das primeiras gravadoras brasileiras, fundada em 1900 por Frederico Figner no Rio de Janeiro. Inicialmente apenas importava e revendia cilindros fonográficos, utilizados nos fonógrafos de Thomas Edison, e discos, utilizados nos gramofones de Emil Berliner, mas, em 1902, lançou o que é considerada a primeira música brasileira gravada no país, o lundu "Isto é Bom" do compositor Xisto Bahia na voz de Baiano.

Com o tempo, Guilherme de Brito, passou a utilizar mais o violão. Já tinha uma boa produção de músicas quando, em 1955, o cantor Augusto Calheiros gravou um compacto com dois de seus sambas: "Meu Dilema" e "Audiência Divina". Ainda nos anos 1950, conheceu o seu grande parceiro, Nelson Cavaquinho.

A primeira parceria de Guilherme de BritoNelson Cavaquinho, foi um samba denominado "Garça"Guilherme de Brito fez a primeira parte e mostrou a Nelson Cavaquinho, que sem hesitar, fez a segunda parte do samba. Deu-se início a dupla mais poética e lírica da Música Popular Brasileira. A dupla Guilherme de BritoNelson Cavaquinho rendeu vários sucessos, dentre os quais, podemos destacar: A Flor e o Espinho, "Folhas Secas", "Pranto de Poeta", "O Bem e o Mal", "Quando Eu Me Chamar Saudade", entre outras.

Considerado por muitos como o grande poeta do samba, fez versos definitivos como "Tire o seu sorriso do caminho / que eu quero passar com a minha dor", de A Flor e o Espinho. Ou mesmo "Quando eu piso em folhas secas / Caídas de uma mangueira", de "Folhas Secas".

Guilherme de Brito gravou pela primeira vez em 1977. Atuou também como pintor, tendo sido premiado por seus quadros, e como escultor. Expôs no Japão, onde também lançou um CD.

Nelson Cavaquinho, Beth Carvalho e Guilherme de Brito
Morte

Guilherme de Brito foi internado dia 2 de abril de 2006 com problemas respiratórios, teve um infarto e ficou em coma por 15 dias, morrendo dia 26 de abril de 2006, aos 84 anos, vítima de Falência Múltipla dos Órgãos.

Deixou a mulher Nena e dois filhos. Guilherme de Brito foi enterrado no mausoléu do compositor, no Cemitério do Catumbi.

Fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!