Desireé Vignolli

DESIRÉE MARIA VIGNOLLI HOAGLAND
(52 anos)
Atriz

☼ New York, Estados Unidos (01/07/1965)
┼ Rio de Janeiro, RJ (21/01/2018)

Desirée Maria Vignolli Hoagland foi uma atriz nascida em New York, Estados Unidos, em 1965.

Filha de uma diplomata e um advogado, Desireé mudou-se para Brasília aos 12 anos, onde descobriu o gosto pelas artes cênicas. Em dois anos, estava no Rio de Janeiro, integrando um grupo de teatro.

Aos 16, estreou no "Sítio do Pica-Pau Amarelo". O inferno astral começou após a novela "O Mapa da Mina", exibida na Globo em 1994. Passou dois anos na geladeira da emissora.

Além de "Que Rei Sou Eu?", a atriz participou de novelas como "De Corpo e Alma" (1992), em que interpretou Mércia, "Mico Preto" (1990) no papel de Lucilene, e "Jogo da Vida" (1982) como Leninha.

Após ser cortada da minissérie "Chiquinha Gonzaga" em 1998, Desireé foi presa por furto após roubar a bolsa de uma colega em uma academia de ginástica no Rio de Janeiro. Segundo Desireé, ela furtou por dificuldades financeiras.

Desireé Vignolli foi casada com o ator Luís Gustavo, com quem teve uma filha, Jéssica. Também era mãe de Antônio e Anna Camilla.

Morte

Desirée Vignolli faleceu no domingo, 21/01/2018, no Rio de Janeiro, vítima de um infarto fulminante, aos 52 anos. Desireé foi encontrada morta por sua mãe Dona Decy. Quem confirmou a morte por infarto agudo do miocárdio foi sua filha, Jéssica Blanco, fruto da união com o ator Luis Gustavo.

Carreira

Televisão
  • 2000 - Vidas Cruzadas ... Dorothéia
  • 1999 - Zorra Total ... Participação Especial
  • 1999 - A Praça é Nossa ... Participação Especial
  • 1994 - Confissões de Adolescente ... Cliente
  • 1993 - O Mapa da Mina ... Bárbara Lourenço
  • 1992 - De Corpo e Alma ... Márcia
  • 1991 - Ilha das Bruxas ... Domingas
  • 1990 - Mico Preto ... Lucilene
  • 1989 - Que Rei Sou Eu? ... Denise
  • 1983 - Louco Amor ... Maria Luiza
  • 1981 - Jogo da Vida ... Leninha

Cinema
  • 1985 - Urubus e Papagaios

Teatro
  • 1987 - Baixa Sociedade (Com Luis Gustavo e Cassio Gabus Mendes)
  • 1992 - Sambarilove e As Mulheres (Com David Pinheiro)

Fonte: Wikipédia 
Indicação: Valmir Bonvenuto
#FamososQuePartiram #DesireeVignolli

Ruy Faria

RUY ALEXANDRE FARIA
(80 anos)
Cantor, Compositor e Produtor Musical

☼ Cambuci, RJ (31/07/1937)
┼ Rio de Janeiro, RJ (11/01/2018)

Ruy Alexandre Faria foi um cantor, compositor e produtor musical brasileiro, fundador e integrante do grupo MPB-4, do qual foi membro entre os anos de 1964 e 2004, nascido no Município de Cambuci, Rio de Janeiro, no dia 31/07/1937.

Filho de Enedina Alexandre Faria, que tocava piano e Octávio Faria, segundo pistom de uma banda. Iniciou suas atividades musicais como crooner do Boêmios do Ritmo, um conjunto de baile de Santo Antônio de Pádua, RJ.

Em Niterói, com Gerardo, Gilberto Peruzinho formou o Trio Alvorada, cover do Trio Irakitan e atuou como músico, cantor e ator no Centro Popular de Cultura (CPC) da União Nacional dos Estudantes (UNE), ao lado de Carlos Vereza, João das Neves e Oduvaldo Viana Filho, entre outros.

Em 1964, integrou o Conjunto do CPC, um embrião do que viria a ser o MPB-4, que em 1965 por força do golpe militar de 1964, virou profissional, em São Paulo. Formou então um dos principais grupos musicais da Música Popular Brasileira, ao lado de Magro, Miltinho e Aquiles, fazendo parte do MPB-4 até o ano de 2004. A escala vocal de Ruy Faria era a 1ª voz, marcando musicalmente os arranjos das músicas do quarteto.

MPB-4
Ainda nos anos 1960, o grupo iniciou uma frutífera parceria com Chico Buarque, que durou dez anos. Os grandes sucessos comerciais do grupo, porém, vieram nos anos 1970, com álbuns como "De Palavra Em Palavra" (1971), "Cicatrizes" (1972), "Canto Dos Homens" (1976) e "Cobra De Vidro" (1978).

Ruy Faria foi responsável por assinar roteiros para espetáculos do MPB-4, como "Canções e Momentos""Feitiço Carioca" e "Arte de Cantar".

Paralelamente ao seu trabalho com o MPB-4, Ruy Faria gravou, com produção e direção próprias, o álbum solo "Amigo É Pra Essas Coisas", remasterizado e relançado em CD pela gravadora Velas. Fez shows individuais em várias cidades cantando músicas do disco.

Atuou como diretor artístico e produtor musical de um disco de Roberto Nascimento e do LP "Pronta Pra Consumo", de Cynara, do Quarteto em Cy, com quem foi casado e teve três filhos: João, Irene e Francisco.

Ruy Faria foi responsável por assinar inúmeros roteiros para espetáculos do MPB-4, como "Canções e Momentos", "Feitiço Carioca" (Em homenagem a Noel Rosa em 1987), "Melhores Momentos" (Em homenagem aos 30 anos do Canecão, RJ) e, com Miguel Falabela e Maria Carmem, "Arte de Cantar" (Em comemoração aos 30 anos de carreira do grupo). Atuou também como diretor artístico do CD "Melhores Momentos", gravado ao vivo pelo MPB-4 no Teatro Rival.

MPB-4 em 1995
Participou de projetos como roteirista e diretor geral de shows de Danilo Caymmi, Marisa Gata Mansa e Reinaldo Gonzaga em homenagem à obra de Antonio Maria. Do show de lançamento do CD da cantora Dora Vergueiro e do show de lançamento do instrumentista, compositor e cantor Kiko Furtado.

Em 2004, saiu do MPB-4 após desentendimentos com Milton Lima dos Santos Filho (Miltinho), pois não concordava que ele assumisse a dianteira nos assuntos empresariais do grupo. Em seguida, foi substituído por Dalmo Medeiros, que ocupa atualmente sua posição vocal.

Ao deixar o MPB-4, após 40 anos de trabalho em conjunto, Ruy Faria fez shows em dupla com o compositor Carlinhos Vergueiro, no Rio de Janeiro e em 2005, lançaram juntos o CD "Dupla Brasileira - Só Pra Chatear", reverenciando duplas que marcaram o cenário da Música Popular Brasileira, como Francisco Alves e Mário Reis, Cascatinha e Inhana, Zé da Zilda e Zilda do Zé, Jackson do Pandeiro e Almira, Joel e Gaúcho, Jonjoca e Castro Barbosa, Toquinho e Vinicius, Irmãos Tapajós e ainda Cynara e Cybele.


Em 2007, após 43 anos formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Ruy Faria conseguiu emitir seu registro como advogado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional do Rio de Janeiro e atuou em um dos conceituados escritórios na cidade.

Em 2008, Ruy adaptou e dirigiu o espetáculo musical "Calabar", de Chico Buarque e Rui Guerra, no Teatro Niemeyer, Niterói.

Ruy Faria foi casado com Cynara, integrante do Quarteto Em Cy. Os dois tiveram três filhos: JoãoIrene e Francisco. O casamento também rendeu boas parcerias musicais, como a música "Mar Da Tranqüilidade" (Ruy FariaCynara e Aquiles), 1968, e os LPs "Cobra De Vidro" (1978), "Bate-Boca" (1997), "Somos Todos Iguais Nesta Noite" (1998) e "Vinícius, a Arte do Encontro" (2000).

Os filhos João Faria e Chico Faria seguiram a carreira musical. O primeiro excursiona com artistas consagrados, como o MPB-4, e segue também carreira solo. Seu irmão Francisco também realiza estas atividades e lança também suas próprias composições.

Morte

Ruy Faria faleceu na tarde de quinta, 11/01/2018, aos 80 anos. Ele estava internado para tratar de uma pneumonia desde 09/12/2017, no Hospital Federal de Bonsucesso. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos em decorrência de uma pneumonia.

O velório e o sepultamento de Ruy Faria ocorreu na sexta-feira, 12/01/2018, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, às 14h00, na capela 9.

Indicação: Valmir Bonvenuto
#FamososQuePartiram #RuyFaria

Henrique César

HENRIQUE CÉSAR
(84 anos)
Ator

☼ Canguçu, RS (11/01/1933)
┼ Rio de Janeiro, RJ (09/01/2018)

Henrique César foi um ator brasileiro nascido em Canguçu, RS, no dia 11/01/1933.

Henrique César estreou na televisão em 1964, na novela "Ilsa". Com um vasto currículo na televisão, no teatro e no cinema, Henrique César atuou nas novelas "Passo dos Ventos" (1968), sexta novela das 20h00 da TV Globo, "Bambolê" (1987), "A Viagem" (1994), "O Cravo e a Rosa" (2000), "Cabocla" (2004), "Páginas da Vida" (2006), "O Profeta" (2006), "Beleza Pura" (2008), "Caras & Bocas" (2009), "Passione" (2010), "Morde & Assopra" (2011) e "Guerra dos Sexos" (2012).

Seu trabalho mais recente foi uma participação em "Babilônia" (2015), como um cadeirante que protestou após tentar usar a rampa da calçada e ser impedido por causa do carro de Luís Fernando (Gabriel Braga Nunes).

Henrique César, sua esposa Riva Nimitz e o fiho do casal.
Já no cinema, Henrique César coleciona mais de 10 filmes, entre eles "Memórias Póstumas" (2001), que foi seu último trabalho no cinema, "Elite Devassa" (1984), "Viúvas Precisam de Consolo" (1979), "Cinco Vezes Favela" (1962), "Couro de Gato" (1961) e "Vou Te Contá" (1958), seu primeiro filme.

Intitulado "O ator que mais participou de novelas em todos os tempos", Henrique César estrelou folhetins nas extintas TV Excelsior, Rede Manchete e TV Tupi, além de ter brilhado com papéis marcantes em produções da TV Record, Bandeirantes, SBT e TV Globo.

Em 2007 e 2008 apresentou-se no teatro com a peça "A Pane", de Friedrich Dörrenmatt e direção de José Henrique Moreira.

Henrique César foi casado com a atriz Riva Nimitz.

Morte

Henrique César faleceu na segunda-feira, 08/01/2018, aos 84 anos, três dias antes de completar 85 anos, vítima de câncer, após ficar internado no Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, no bairro de Acarai, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Henrique César estava com pneumonia e metástase de um carcinoma, e tratava de um câncer no estomago.

O velório de Henrique César foi realizado na quarta-feira, 10/01/2018, na Capela Histórica do Cemitério Ordem Terceira da Penitência ao lado do Cemitério do Caju, no Rio de Janeiro. A partir das 14h00 ocorreu a cremação no Crematório São Francisco Xavier.

Carreira

Televisão
  • 2015 - Babilônia ... Cadeirante (Participação)
  • 2012 - Guerra Dos Sexos ... Juiz
  • 2011 - A Vida Da Gente ... Ivo
  • 2011 - Morde & Assopra ... Padre Aluísio
  • 2010 - Passione ... Senhor que socorre Agostina
  • 2010 - Força-Tarefa ... Isaque
  • 2010 - Malhação ID ... Samad
  • 2009 - Caras & Bocas ... Epitácio
  • 2008 - Beleza Pura ... Genealogista
  • 2006 - O Profeta ... Juiz
  • 2006 - Páginas Da Vida ... Drº Moretti
  • 2006 - Malhação ... Almirante
  • 2005 - Mano A Mano ... Bóris
  • 2004 - Cabocla ... Delegado André
  • 2004 - Um Só Coração
  • 2002 - Desejos De Mulher ... Nelson
  • 2000 - O Cravo E A Rosa ... Ursulino Montenegro
  • 2000 - Esplendor ... Delegado
  • 1995 - Tocaia Grande ... Drº Eusébio
  • 1994 - A Viagem ... Duarte
  • 1994 - Castelo Rá-Tim-Bum ... Eugênio, o Gênio
  • 1990 - A História De Ana Raio E Zé Trovão ... Ranulfo
  • 1988 - Vida Nova ... Juca
  • 1987 - Bambolê ... Osório
  • 1985 - Jogo Do Amor ... Bonifácio (Boni)
  • 1983 - Vida Roubada
  • 1983 - Razão De Viver ... Lindolfo
  • 1983 - Sombras do Passado
  • 1982 - O Coronel E O Lobisomem ... Juju Bezerra
  • 1982 - Pic-nic Classe C ... Ferreri
  • 1980 - Um Homem Muito Especial ... Chico
  • 1980 - Pé De Vento ... Juca
  • 1979 - Os Gigantes
  • 1976 - Papai Coração ... Pompeo
  • 1976 - Canção Para Isabel
  • 1974 - O Machão ... Rachid
  • 1972 - Os Fidalgos Da Casa Mourisca
  • 1971 - Quarenta Anos Depois
  • 1971 - Os Deuses Estão Mortos
  • 1970 - As Pupilas Do Senhor Reitor ... Malaquias
  • 1969 - João Juca Jr.
  • 1969 - A Última Testemunha ... Fernando
  • 1968 - Passo Dos Ventos ... Genvillon
  • 1966 - Redenção
  • 1966 - As Minas De Prata ... Batista
  • 1966 - Ninguém Crê Em Mim
  • 1965 - A Grande Viagem ... Pardini
  • 1965 - Vidas Cruzadas ... Secretário
  • 1964 - Ilsa ... Zé

Cinema
  • 2001 - Memórias Póstumas
  • 1984 - Elite Devassa
  • 1980 - Alguém
  • 1979 - Viúvas Precisam De Consolo
  • 1978 - O Estripador De Mulheres
  • 1978 - J.J.J., O Amigo Do Super-Homem
  • 1976 - Quem É O Pai Da Criança?
  • 1975 - Cada Um Dá O Que Tem
  • 1975 - As Secretárias... Que Fazem De Tudo
  • 1962 - Cinco Vezes Favela
  • 1962 - O Vigilante Rodoviário
  • 1961 - Couro De Gato
  • 1958 - O Grande Momento
  • 1958 - Vou Te Contá

Indicação: Valmir Bonvenuto
#FamososQuePartiram #HenriqueCesar