Guido Brunini

GUIDO BRUNINI
(32 anos)
Ator e Cantor

* Piúma, ES (1963)
+ Rio de Janeiro, RJ (1995)

Guido Brunini  foi um ator e cantor brasileiro. Participou de uma única novela, "Bambolê", em 1987.

Diagnosticado como soropositivo aos 24 anos, Guido Brunini não descansou enquanto não conseguiu gravar seu primeiro CD. Saiu da gravação direto para o hospital. Durante o show de lançamento, já estava muito doente, mas arranjou forças.

"Ele saía do palco e a febre vinha. Saía arrasado, mas na hora de cantar conseguia superar tudo."
(Liana Brunini, mãe de Guido Brunini)

Guido Brunini omitiu a doença com receio de que a gravadora deixasse de investir em sua iniciante carreira de cantor. Estava certo. Pronto no master, o CD "Guido Brunini" nunca foi lançado comercialmente pela PolyGram.

"Liguei para lá, chorei, pedi, mas só consegui que fizessem mil discos, que comprei e vendi para amigos." - contou Liana Brunini, a mãe do artista.

Guido Brunini faleceu em 1995, no Rio de Janeiro. Em sua homenagem, a cidade de Piúma, no Espírito Santo, tem uma avenida com o seu nome.

Fonte: Wikipédia

Gérson de Abreu

GÉRSON RIBEIRO DE ABREU JÚNIOR
(37 anos)
Ator, Humorista, Escritor e Apresentador de Programas Infantis

* Iguape, SP (11/08/1964)
+ Iguape, SP (18/07/2002)

Gérson de Abreu começou sua carreira na TV Cultura. A sua primeira participação foi em 1982.

A escola em que o ator estudava participou do programa "É Proibido Colar", apresentado por Antônio Fagundes e Clarisse Abujamra. Ele interpretou um cozinheiro e foi tão bem que a emissora o convidou para fazer um teste na emissora.

Dois anos depois, quando estava com dezoito anos, foi contratado como repórter do programa "Tempo de Verão". Em seguida, apresentou vários programas da emissora como "Caleidoscópio", "Bambalalão" e "Som Pop".

Em 1992 estreou o programa infanto-juvenil "X-Tudo", programa que revelou o seu enorme talento de se comunicar com as crianças.

O gordo, como era chamado por todos, se orgulhava muito em divertir e ensinar "sem precisar vender sandalinhas e queijinhos". Depois de dois anos de muito prestígio e audiência com o programa "X-Tudo" foi para a TV Record apresentar o programa "Agente G" (1995) e depois participou de "Vila Esperança" (1998).

Com formação no Teatro-Escola Helena, Gérson de Abreu atuou nas peças do Grupo Ornitorrinco ("Ubu-Rei" e "Teledeum"). Em 1993, com o Grupo Circo Grafitti apresentou a peça "Almanaque Brasil", ao lado de Rosi Campos, Helen Helene e Roney Facchini. Outras grandes atuações: a peça "Você Vai Ver o que Você Vai Ver", com direção de Gabriel Villella e "Aquarela do Brasil", minissérie da Rede Globo.

Sua última peça em cartaz, apresentada até final de março de 2002, foi "Gato Preto".

O ator faleceu em sua casa, na cidade de Iguape, aos 37 anos, vítima de Infarto. Ele estava com excesso de peso, por isso o ataque que sofreu foi fulminante.

Gérson era casado e pai de três filhos.