terça-feira, 23 de setembro de 2014

João Dias

JOÃO DIAS RODRIGUES FILHO
(69 anos)
Cantor

* Campinas, SP (12/10/1927)
+ Rio de Janeiro, RJ (27/11/1996)

João Dias Rodrigues Filho foi um cantor nascido em Campinas, SP, no dia 12/10/1927.

Iniciou sua carreira em 1948 na Rádio São Paulo, para onde foi levado por Cardoso Silva, e em 1949 já estava na Rádio Bandeirantes.

Em 1950, foi descoberto por Francisco Alves, quando se apresentava na Boate Cairo, em São Paulo, sendo levado para o Rio de Janeiro onde gravou seu primeiro disco na gravadora Odeon, com "Guacyra" (Hekel Tavares e Joraci Camargo) e "Canta, Maria" (Ary Barroso). Em seguida gravou o bolero "Peço a Deus" (Francisco Alves e David Nasser). Obteve grande sucesso com as canções "Sinos de Belém" (Jingle Bells), de Pierpont, com versão de Evaldo Rui"Fim de Ano" (Francisco Alves e David Nasser), presenças obrigatórias nas festas de fim de ano daí em diante. 

Em 1952 gravou na Odeon seu primeiro grande sucesso carnavalesco, "Grande Caruso" (Osvaldo Guilherme e Augusto Duarte Ribeiro), e em novembro do mesmo ano estreou na Rádio e TV Tupi, do Rio de Janeiro, com o programa semanal "Audição João Dias", que ficou no ar por um ano. Gravou o bolero "Voltei, Voltei" (Joubert de Carvalho) e o samba canção "Santa Mulher" (Jair Maia e Felisberto Martins).

Em 1953 obteve sucesso canavalesco com a marcha "Grande Caruso". Gravou ainda o samba "Silêncio do Cantor" (Joubert de Carvalho David Nasser), homenagem ao cantor Francisco Alves, falecido no final do ano anterior. No mesmo período foi contratado pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro onde passou a apresentar um programa dominical. Gravou ainda na mesma época a valsa "Luzes da Ribalta", versão de João de Barro e Antônio Almeida para a composição original de Charles Chaplin para o filme do mesmo nome.

Em 1954 gravou a marcha "Botão de Rosa" (Denis Brean e Osvaldo Guilherme), a valsa "Vaya Com Dios" (Russel, James e Pepper), com versão de Joubert de Carvalho e os baiões "Noite de São João" e "Ninguém Fica Em Casa Hoje", ambos da dupla Haroldo LoboDavid Nasser, além de outras músicas. Gravou em dueto com a cantora Edith Falcão a canção "A Doce Canção de Natal" (Altir Gonçalves e Sivan Castelo Neto) e a valsa "O Velhinho" (Otávio Filho).

Conquistando grande popularidade, em 1955, seu programa da Rádio Nacional passou a ser apresentado no horário antes ocupado pelo de Francisco Alves, que ficou no ar por vários anos. Passou para a gravadora Copacabana, onde estreou cantando o bolero "Amor Cigano" (Mário Mascarenhas) e a canção "Separando Corações" (Francisco Alves e David Nasser).

Em 1956 homenageou o Flamengo gravando o "Hino Rubro-Negro" e a marcha "Gol do Flamengo", ambos de autoria de Paulo de Magalhães. Gravou com Ângela Maria, o sucesso "Mamãe" (Herivelto MartinsDavid Nasser).

Em 1957 gravou com sucesso o samba "Caminhando" (Ataulfo Alves).

Em 1959 gravou na Columbia a habanera "O Milagre da Volta" (Fernando César e Diva Correia), o samba "A Última Mulher" (Wilson Batista e Jorge de Castro) e a toada baião "Margarida" (Lupicínio Rodrigues).

Em 1960 relançou o samba "Eterna Capital" (Newton TeixeiraDavid Nasser), em homenagem ao Rio de Janeiro, que naquele ano, deixava de ser capital do país. Voltou a gravar na Odeon interpretando o bolero "Dia e Noite" (Fernando César e Tony Vestani) e o samba canção "As Horas de Tua Vida" (Armando Cavancanti).

Em 1961 viajou com Dalva de Oliveira por todo o país, depois de regravar o sucesso "Brasil" (Benedito Lacerda e Aldo Cabral).

Em 1962 voltou a gravar em dueto com Dalva de Oliveira, registrando a música "O Relicário" (J. PadilhaDavid Nasser). Lançou ainda os LPs "João Dias", pela Odeon e "Tangos", pela Imperial.

João Dias foi o idealizador e responsável pela Lei de Direito Conexo, que, tendo sido aprovada e regulamentada em 1968, garantiu ao intérprete receber direitos pela execução posterior de suas gravações, o que anteriormente era restrito aos autores.

Em 1975, lançou pela Odeon o LP comemorativo de seus 25 anos de carreira, com músicas de compositores atuais.

Ao todo, lançou pela Odeon seis LPs e um pela Copacabana, além de lançar em média dois a três discos por ano. Considerado o "Herdeiro de Francisco Alves", de quem foi grande amigo. João Dias ficou conhecido também com o slogan de "Príncipe da Voz".

Entre seus maiores sucessos, destacam-se, além dos já citados, a marcha do Carnaval de 1966 "É o Pau, e o Pau" (Jujuba e Rodrigues Pinto), "Quando Eu Era Pequenino" (David NasserFrancisco Alves e Felisberto Martins), "Canção dos Velhinhos" (René Bittencourt) e "Silêncio do Cantor" (Joubert de CarvalhoDavid Nasser).

No ano em que faleceu 1996, dirigia a Sociedade Brasileira de Intérpretes e Produtores Fonográficos (SOCIMPRO).

Com 45 anos de carreira, João Dias, gravou cerca de 320 músicas em 78 rpm, LPs e CDs.

Discografia


  • 1963 - É Por Ti Que Eu Choro / Deixa-me Só (Odeon, 78)
  • 1963 - O Relicário / Dias De Vinho E Rosa (Odeon, 78)
  • 1962 - O Amor É Um Só / O Beijo (Odeon, 78)
  • 1962 - Você Merece Um Tango / Porteiro Suba E Diga (Odeon, 78)
  • 1962 - Ora Pílulas / Não Vou Pela Cara Da Mulher (Orion, 78)
  • 1961 - Poema Das Mãos / Perdão Senhorita (Odeon, 78)
  • 1961 - Exodus / Brasil (Odeon, 78)
  • 1961 - Transformação / Angélica (Odeon, 78)
  • 1960 - Dia E Noite / As Horas De Tua Vida (Odeon, 78)
  • 1960 - Sino De Belém / Fim De Ano (Odeon, 78)
  • 1959 - Contigo, Comigo / Dançar Com Você (Copacabana, 78)
  • 1959 - O Milagre Da Volta / Margarida (Columbia, 78)
  • 1959 - O Homem Da Vassoura / Avental De Pastora (Columbia, 78)
  • 1959 - Eu Falei, Está Falado / A Última Mulher (Columbia, 78)
  • 1959 - Protesto / Moleque (Columbia, 78)
  • 1958 - Engole Ele, Paletó / Bicho Carpinteiro (Copacabana, 78)
  • 1958 - Volta Ao Mundo / Mais Uma Vez Escuta (Copacabana, 78)
  • 1958 - Otário / O Mundo Nos Fez Para Amar (Copacabana, 78)
  • 1958 - Eterna Capital / Vida (Copacabana, 78)
  • 1958 - Até Logo Crocodilo / Garota Enxuta (Copacabana, 78)
  • 1958 - Quem Dá Cartaz / Remador (Copacabana, 78)
  • 1958 - Noite Cheia De Estrelas / Por Causa Dessa Cabocla (Copacabana, 78)
  • 1957 - Desde Que O Mundo É Mundo / Vou Procurar Outro Bem (Copacabana, 78)
  • 1957 - Sem Dinheiro E Sem Cabelo / Andorinha (Copacabana, 78)
  • 1957 - Morena, Morena... / Todo Mundo Censurou (Copacabana, 78)
  • 1957 - Que Murmurem / Tecedeira (Copacabana, 78)
  • 1957 - Caminhando / Amarras (Copacabana, 78)
  • 1957 - Marcelino Bom Menino / O Relógio (Copacabana, 78)
  • 1957 - Geny / Arlindo (Copacabana, 78)
  • 1956 - Passarinho / Homem Que É Homem (Copacabana, 78)
  • 1956 - Margot / Mandrake (Copacabana, 78)
  • 1956 - Cego / Boneca Aventureira (Copacabana, 78)
  • 1956 - Quem Amanhece Cantando / Amar É Pecado (Copacabana, 78)
  • 1956 - História De Um Amor / Roteiro De Boêmio (Copacabana, 78)
  • 1956 - Hino Rubro-Negro / Gol Do Flamengo (Copacabana, 78)
  • 1955 - Amor Cigano / Separando Corações (Copacabana, 78)
  • 1955 - A Abelha E A Borboleta / Rainha Do Show (Copacabana, 78)
  • 1955 - Desejo / Salomé (Copacabana, 78)
  • 1955 - Divina Comédia / Fim De Romance (Copacabana, 78)
  • 1955 - Esperando Você / Revanche (Copacabana, 78)
  • 1954 - Don Juan / Botão De Rosa (Odeon, 78)
  • 1954 - Vaya Com Dios / Outono Da Vida (Odeon, 78)
  • 1954 - Um Paulista No Rio / História Paulista (Odeon, 78)
  • 1954 - Noite De São João / Ninguém Fica Em Casa Hoje (Odeon, 78)
  • 1954 - É O Amore / Falso Amigo (Odeon, 78)
  • 1954 - Mamma Mia / Sinal Dos Tempos (Odeon, 78)
  • 1954 - Meu Último Reinado / Cigana (Odeon, 78)
  • 1954 - Sinceridade / Ai, Meu Tempo (Odeon, 78)
  • 1954 - A Doce Canção De Natal / O Velhinho (Odeon, 78)
  • 1953 - Grande Caruso / Bobo (Odeon, 78)
  • 1953 - Beber Faz Bem / Meu Figurino (Odeon, 78)
  • 1953 - O Silêncio Do Cantor / Quando Eu Era Pequenino (Odeon, 78)
  • 1953 - Canção Dos Velhinhos / Orfão De Mãe (Odeon, 78)
  • 1953 - Buenos Aires / Te Odeio (Odeon, 78)
  • 1953 - Atende / Travesseiro (Odeon, 78)
  • 1953 - Luzes Da Ribalta / Padam... Padam... (Odeon, 78)
  • 1953 - Moulin Rouge / Eu Beijo A Tua Mão Madame (Odeon, 78)
  • 1952 - Eu Hei De Encontrar / Se O Mundo Acabar (Odeon, 78)
  • 1952 - Voltei, Voltei / Presença De Maria (Odeon, 78)
  • 1952 - Santa Mulher / Madrecita (Odeon, 78)
  • 1952 - Divórcio / Vestido De Noiva (Odeon, 78)
  • 1952 - Tango Valentino / Chega (Odeon, 78)
  • 1951 - Canta Maria / Guacira (Odeon, 78)
  • 1951 - Peço A Deus / Plena Manhã (Odeon, 78)
  • 1951 - Amor... Saudade / Triste Despertar (Odeon, 78)
  • 1951 - Doce Amor / Três Palavrinhas (Odeon, 78)
  • 1951 - Jingle Bells / Fim De Ano (Odeon, 78)
  •   S/D - João Dias (Odeon, LP)
  •   S/D - Tangos (Imperial, LP)

Fonte: Dicionário Cravo Albin da MPB
Indicação: Miguel Sampaio