Salimen Júnior

JOSÉ SALIMEN JÚNIOR
(77 anos)
Jornalista, Publicitário, Radialista, Ator, Empresário e Animador de Auditório

* Pelotas, RS (02/02/1934)
+ Porto Alegre, RS (30/07/2011)

Mais conhecido como Salimen Júnior, foi jornalista, radialista, publicitário, empresário, rádio-ator, animador de auditório e pioneiro na implantação da televisão em cores no Brasil, com a primeira transmissão em cores da Festa da Uva (Caxias do Sul, 19 de fevereiro de 1972), pela TV Difusora.

Infância

Filho de imigrantes sírios, começou a trabalhar muito cedo: com oito anos de idade já saia de bicicleta para fazer as entregas das compras feitas no armazém do pai, em Pelotas. Ainda menino começou a se revelar como comunicador: caçula de cinco filhos, costumava irradiar as partidas de botão dos irmãos.

Carreira Profissional

Salimen Júnior (Foto: Marco Quintana)
Aos 16 anos, estreou na Rádio Cultura, de Pelotas, como locutor esportivo e começou a trabalhar no vespertino Opinião Pública.

Em 1954, foi convidado a integrar a equipe da Rádio Farroupilha. Então, com 20 anos, mudou-se para Porto Alegre. Sua primeira função na rádio foi de locutor esportivo e, em seguida, ator de rádio-novelas.

Em 1957, virou animador de auditório, assumindo o comando do Vesperal Farroupilha, tendo como principal concorrente Maurício Sirotsky Sobrinho, da Rádio Gaúcha. Identificado como o "animador-galã", trazia grandes astros da música brasileira a Porto Alegre, como Maysa, Hebe Camargo, Dercy Gonçalves, Jamelão, Cauby Peixoto, Ângela Maria. Foi eleito, por quatro vezes consecutivas, o melhor animador de rádio do Rio Grande do Sul.

A carreira na Rádio Farroupilha terminou em 1963, quando foi contratado pela Rádio Gaúcha, para assumir o programa de seu antigo concorrente, Maurício Sirotsky Sobrinho, que passou a se chamar MS, "M" de Maurício e "S" de Salimen.

Depois de um ano passou a atuar, na TV Gaúcha nos três anos seguintes e, em 1968, protagonizou um momento marcante da história da imprensa gaúcha fundando a TV Difusora, com Walmor Bergesch.

Salimen Júnior (Foto: João Mattos - JC)
Como Diretor-Superintendente da TV Difusora, canal 10, hoje TV Bandeirantes, liderou a audiência no Rio Grande do Sul e foi pioneiro na implantação da transmissão em cores na televisão brasileira e na América Latina.

Honrando as origens gaúchas, o primeiro evento escolhido para ser transmitido em cores em rede nacional foi a Festa da Uva, de Caxias do Sul, em 19 de fevereiro de 1972. A primeira estação do país a se equipar inteiramente a cores entrou no ar no dia 10 de outubro de 1969 e teve, sob seu comando, destaques no Brasil como: Melhor Desempenho Empresarial (pela Revista Visão) e Melhor Emissora do Ano (pela Revista Propaganda).

Teve passagens ainda como conselheiro da Reemtsma Cigarettenfabriken-GM, da Alemanha, foi diretor do Grupo Construtora Maguefa e da empresa Crédito Imobiliário Sulbrasileiro. Atuou em propaganda nas agências Panam - Casa de Amigos, Salimen & Franchini, Publivar e Símbolo Comunicação, em Porto Alegre.

Salimen Júnior
Foi diretor de expansão do Jornal do Comércio, de Porto Alegre, onde também produzia uma página semanal, a "Business'n'Business", na qual eram apresentados nomes importantes do Rio Grande do Sul. Sua maior criação nesse veículo foi o "Caderno Dia do Médico", único da imprensa escrita brasileira.

Salimen foi Cidadão de Porto Alegre (1993, quando Tarso Genro era prefeito), Jovem Destaque da Câmara Júnior de Porto Alegre (1969), Publicitário do Ano (1971, pela ARP), Vice-presidente da Federasul, Conselheiro do Museu Júlio de Castilhos, de Porto Alegre, membro da Associação dos Amigos do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) e Irmão da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre.

José Salimen Júnior morreu na madrugada de sábado (30/07/2011) no Hospital Santa Rita, do Complexo Hospitalar da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre, vítima de Câncer.

Fonte: Wikipédia

Walmor Bergesch

WALMOR BERGESCH
(73 anos)
Empresário, Jornalista, Radialista e Escritor

* Estrela, RS (10/04/1938)
+ Porto Alegre, RS (29/08/2011)

Walmor é considerado um dos pioneiros da televisão brasileira e junto com José Salimen Júnior, ajudou na primeira transmissão da televisão colorida, no Brasil, quando era diretor da TV Difusora de Porto Alegre, atual TV Bandeirantes.

Em 1955 iniciou sua carreira na Rádio Farroupilha e logo em seguida foi um dos selecionados por Assis Chateaubriand para realizar um curso sobre televisão na TV Tupi e retornando ao Rio Grande do Sul, instalou e inaugurou a TV Piratini em dezembro de 1959 e em 1962 ajudou a inauguração da TV Gaúcha.

Fonte: Wikipédia

Monique Alves

MONIQUE ALVES FRANKENHUIS
(32 anos)
Atriz

* Rio de Janeiro, RJ (07/08/1962)
+ Rio de Janeiro, RJ (29/08/1994)

Monique Alves foi uma atriz brasileira, filha de Jean Pierre Frankenhuis e Alcina Maria Fernandes Alves.

Nos seus 32 anos de vida, Monique Alves impressionou com seu talento e sua beleza.

Foi casada com o diretor Dennis Carvalho, com quem teve uma filha, Tainah, hoje mãe de Nina, primeira neta de Monique Alves e Dennis Carvalho.

Monique Alves, Dennis Carvalho e Tainah (1981)
Morte

Monique Alves morreu no dia 29/08/1994 em virtude de complicações por causa de uma leucemia depois de 2 transplantes de medula, uma feita em Paris e outra no Instituto do Câncer no Rio de Janeiro.

Trabalhos

  • 1990 - Meu Bem, Meu Mal … Luciana
  • 1989 - Pacto de Sangue
  • 1986 - Rockmania … Renata
  • 1984 - A Máfia no Brasil (Minissérie)
  • 1984 - Partido Alto
  • 1984 - Amenic - Entre o Discurso e a Prática
  • 1983 - Pão Pão, Beijo Beijo … Maria Helena
  • 1982 - Sétimo Sentido … Rosinha
  • 1982 - Aventuras de um Paraíba

Dárcio Campos

DÁRCIO CAMPOS
(49 anos)
Ator, Cantor, Narrador e Apresentador

* Uberaba, MG (08/09/1945)
+ (28/08/1995)

Mineiro de Uberaba, nasceu no dia 08/09/1945. Começou sua carreira na Rádio São Paulo, pertencente às Emissoras Unidas, como narrador de rádio-novelas.

Famoso por usar o bordão "Chanty", como forma carinhosa de se comunicar com os ouvintes, trabalhou na Rádio Record, onde comandava um programa com seu nome.

Também gravou músicas como cantor e foi apresentador de TV, passando pela TV Record, TV Gazeta e TV Bandeirantes.

Foi diretor da Rádio Record e Rádio Atual.

Faleceu vítima de AIDS.