Mostrando postagens com marcador 2016. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador 2016. Mostrar todas as postagens

Mateus Caramelo

MATEUS LUCENA DOS SANTOS
(22 anos)
Jogador de Futebol

☼ Araçatuba, SP (30/08/1994)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Mateus Lucena dos Santos, conhecido como Mateus Caramelo, ou simplesmente Caramelo, foi um jogador de futebol brasileiro que atuou como lateral-direito, nascido em Araçatuba, SP, no dia 30/08/1994.

Mogi Mirim

Mateus Caramelo destacou-se pelo Mogi Mirim no Campeonato Paulista de 2013. Morando no alojamento do clube, a revelação fez sua estreia na vitória diante do São Paulo, pela última rodada, e foi o titular nas duas partidas que o Mogi Mirim faria pelo mata-mata da competição.

Seu apelido chamou a atenção de torcedores e imprensa: devido à música "Camaro Amarelo", da dupla sertaneja Munhoz & Mariano, em que os intérpretes cantam "Agora fiquei doce igual Caramelo, tô tirando onda de Camaro Amarelo", e a brincadeira com a composição foi inevitável. O próprio atleta dizia desconhecer a origem da alcunha.

São Paulo

Após as eliminações do São Paulo no Campeonato Paulista e na Libertadores na mesma semana, o presidente Juvenal Juvêncio fez uma reformulação no elenco, afastando sete atletas e contratando outros três, incluindo Mateus Caramelo e Roni, do Mogi Mirim.

Mateus Caramelo estreou cinco dias depois, em um amistoso contra o Londrina, mas, em jogos oficiais, teve de esperar até setembro, quando ganhou uma chance contra a Ponte Preta no primeiro jogo de Muricy Ramalho em sua última passagem como técnico do time. Mateus Caramelo atuaria apenas mais uma vez no ano, contra o Fluminense, entrando no segundo tempo, e acabou emprestado no início do ano seguinte, para adquirir experiência.

Atlético Goianiense

Em 17/01/2014, foi anunciado seu empréstimo ao Atlético Goianiense, com contrato até o fim da temporada. Mateus Caramelo ficou na reserva durante quase todo o período, mas lá marcou o único gol de sua carreira profissional, contra o América Mineiro. Nessa passagem, fez parte do elenco campeão goiano.

Chapecoense

Após voltar do empréstimo e seguir sem espaço no São Paulo, Mateus Caramelo foi novamente emprestado, até o fim de 2015, para a Chapecoense. Assim como no empréstimo anterior, também ficou na reserva na maior parte dos jogos, mas, mesmo assim, o clube catarinense queria estender o empréstimo.

Quando seu empréstimo à Chapecoense venceu, o São Paulo deu uma chance para Mateus Caramelo mostrar seu valor ao recém-chegado técnico Edgardo Bauza, no início de 2016. Ele foi aprovado por Edgardo Bauza e inscrito para a Libertadores, o que foi considerado uma surpresa.

Após a contratação do lateral argentino Buffarini e más atuações em jogos importantes, como um clássico contra o Santos Futebol Clube onde o São Paulo jogou com um time reserva, Mateus Caramelo perdeu espaço e foi procurado pelo Sport e Chapecoense.

No Morumbi, era visto como uma promessa. Alguém em quem o clube confiava para o futuro. Um jogador de muita força, profissional, sereno e bom de grupo. As duas temporadas por empréstimo na Chapecoense, 2015 e 2016, serviriam como amadurecimento para retornar e ser aproveitado.

Morte

Mateus Caramelo faleceu aos 22 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Chapecoense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Fonte: Wikipédia

Marcelo

MARCELO AUGUSTO MATHIAS DA SILVA
(25 anos)
Jogador de Futebol

☼ Juiz de Fora, MG (26/08/1991)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Marcelo Augusto Mathias da Silva, mais conhecido como Marcelo, foi um jogador de futebol brasileiro que atuou como zagueiro, nascido em Juiz de Fora, MG, no dia 26/08/1991.

Aos 19 anos, Marcelo viu a fome de perto quando jogava nas categorias de base do Macaé Esporte Futebol Clube e ouvia promessas não cumpridas dos dirigentes. Certa vez, segundo ele, ficou sem janta e precisou caminhar na praia para passar o tempo até o café da manhã. Descobriu por terceiros que seria dispensado do clube, assim como todos os outros jogadores dos juniores.

Com uma pubalgia, se desiludiu e decidiu abandonar o futebol. De volta a sua cidade, Juiz de Fora, Marcelo, precisou trabalhar um tempo como marceneiro. Mas Paulo, seu pai, não se conformava em ver o filho desistir do sonho e o convenceu a aceitar um convite do Volta Redonda Futebol Clube para conversar.
"Ele arrumou um carro de um amigo e me levou. Chegamos lá, eu não acreditava muito no que me prometiam. Estava desiludido, parecia tudo muito fácil do jeito que falavam. Não queria mais sofrer. Ele se sentou atrás de uma caçamba de entulho, me chamou e disse que eu deveria aceitar. Que Deus havia me colocado naquele caminho. Começou a chorar. Não tive como recusar. Fiquei e hoje sou muito grato ao Volta Redonda"
Volta Redonda

Marcelo foi contratado pelo Volta Redonda antes do início da Copa Rio de 2013 e foi um dos principais responsáveis pela defesa titular do Volta Redonda não levar gols durante dez jogos seguidos na competição. Nesta competição, Marcelo esteve presente em 14 dos 16 jogos do Volta Redonda e a equipe sofreu apenas cinco gols na Copa Rio nas partidas em que ele atuou.

No ano seguinte se destacou no Campeonato Carioca de 2014. O defensor jogou em 14 dos 15 jogos do Volta Redonda, que teve a sexta melhor defesa da competição, com 19 gols sofridos, e fez um gol.

Suas boas atuações chamaram a atenção do Fluminense. O Volta Redonda não fez boa campanha, terminando na 11ª colocação, mas o zagueiro chamou a atenção em pelo menos três jogos contra equipes grandes e outras partidas do torneio, mostrando segurança, poder de antecipação e eficiência no jogo aéreo, após boas partidas contra Flamengo, Vasco da Gama e Botafogo, quando deu um belo chapéu no centroavante Ferreyra.

No total, Marcelo atuou em 28 jogos com a camisa do Volta Redonda, fez um gol, levou seis cartões amarelos e nos jogos em que esteve em campo, a equipe sofreu 23 gols.

Cianorte

Marcelo deixou o Volta Redonda tendo parte dos direitos econômicos adquirida por investidores e foi vinculado ao Cianorte, do Paraná. O valor pago ao clube da Cidade do Aço girou na casa de R$ 500 mil.

Flamengo

O Flamengo encaminhou a contratação de Marcelo, que foi chamado de "Novo Dedé", em 17/04/2014. A contratação, por empréstimo, com opção de compra, foi finalizada em 23/04/2014, onde Marcelo foi novamente chamado de "Novo Dedé". Foi apresentado oficialmente com a camisa rubro-negra em 26/04/2014, junto com o atacante Arthur.
"É um motivo de alegria vestir a camisa do Flamengo. É o sonho de qualquer atleta. Cheguei com o intuito de vencer e ajudar o clube em qualquer situação. Pretendo fazer o meu melhor, o Flamengo merece. Lutei bastante para estar aqui. Se cheguei aqui, acredito que estou preparado. Vou buscar o meu espaço, correr pelas pontas, respeitar meus companheiros e fazer o melhor para o Flamengo!"
Foi regularizado em 30/04/2014 e realizou sua estreia pelo Rubro-Negro no clássico contra o Botafogo no Maracanã, jogando como titular. Estava fazendo uma boa partida quando, perto do fim do jogo, ele acabou cometendo um erro em que perdeu a bola e quase resultou no gol de empate do Botafogo, mas o Flamengo venceu o rival por 1x0.

Em seu quinto jogo com a camisa do Flamengo, ele entrou pela primeira vez na Seleção da Rodada do Campeonato Brasileiro, feita pelo GloboEsporte.com, após fazer uma grande partida contra o Coritiba, ajudando a equipe a conquistar a primeira vitória fora de casa.

No dia 31/08/2014, no jogo contra o Vitória, no Barradão, seu oitavo jogo pelo clube, ele marcou, de cabeça, o seu primeiro gol com a camisa rubro-negra, após cobrança de escanteio batida pelo Everton. Por conta de sua atuação, ele entrou novamente na Seleção da Rodada do site GloboEsporte.com.

Marcelo terminou o primeiro turno o brasileirão com a melhor média entre os zagueiros, no Troféu Armando Nogueira, do SporTV.

Também ficou marcado por protagonizar uma entrevista polêmica, onde afirmava que tinha a "total dúvida" que o time estava de parabéns, pois o Flamengo havia vencido o jogo com sobras.

Chapecoense

Após não renovar com o Flamengo, Marcelo foi anunciado como reforço da Chapecoense para a temporada de 2016.

Morte

Marcelo faleceu aos 25 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Flamengo
  • 2015 - Torneio Super Series

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Fonte: Wikipédia

Lucas Gomes

LUCAS GOMES DA SILVA
(26 anos)
Jogador de Futebol

☼ Bragança, PA (29/05/1990)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Lucas Gomes da Silva, mais conhecido como Lucas Gomes, foi um jogador de futebol brasileiro que atuou como atacante, nascido em Bragança, PA, no dia 29/05/1990. Sua última atuação foi pela Chapecoense, emprestado pelo Londrina.

Nascido em Bragança, Lucas Gomes estreou no time profissional do Bragantino em 2010. Após atuar por clubes da região Norte, foi contratado pelo Londrina em 04/05/2013.

Em 18/09/2013, foi emprestado ao Sampaio Corrêa para a disputa da Série C de 2013. Após o acesso do clube maranhense, ele retornou ao Londrina em dezembro, fez parte do elenco que conquistou o Campeonato Paranaense de 2014 e foi novamente emprestado, dessa vez ao Icasa, em julho de 2014.

Em 23/12/2014, Lucas Gomes foi emprestado ao Fluminense por um ano.

Em janeiro de 2016, Lucas Gomes foi anunciado como reforço da Chapecoense.

Morte

Lucas Gomes faleceu aos 26 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Londrina
  • 2014 - Campeonato Paranaense

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Fonte: Wikipédia

Josimar

JOSIMAR ROSADO DA SILVA TAVARES
(30 anos)
Jogador de Futebol

☼ Pelotas, RS (18/08/1986)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Josimar Rosado da Silva Tavares, mais conhecido como Josimar, foi um jogador de futebol brasileiro que atuava como volante, nascido em Pelotas, RS, no dia 18/08/1986. Sua última atuação foi pela Chapecoense.

Sua primeira oportunidade no Internacional foi em 2007, aos 20 anos, jogando pelo time B que representou o clube nas primeiras rodadas do Gauchão. Depois disso, teve passagens de empréstimo por Brasil de Pelotas, Fortaleza, e Al-Watani, da Arábia Saudita.

Retornou ao Internacional em 2009, sendo titular no meio-campo do time B, durante a Copa Arthur Dallegrave (FGF), na qual o Internacional foi campeão. Com a conquista do título Estadual, o grupo B representou o Internacional nas primeiras partidas do Gauchão 2010, com Josimar novamente no comando do meio-campo colorado. Com boas atuações rapidamente subiu ao time principal.

Em maio de 2010, é anunciado seu empréstimo à Ponte Preta para a disputa da Série B do Brasileirão.

Josimar voltou ao Internacional em 2012. Disputou posição no meio-campo colorado, tendo sido inscrito na Pré-Libertadores. Apesar de ter sido trocado por Dátolo na lista de inscritos da competição, continuou sendo relacionado pelo técnico Dorival Júnior. Com a classificação colorada nas oitavas de final da Libertadores, foi reinscrito.

Depois de anos no Internacional, Josimar marcou seu primeiro gol pelo clube em partidas oficiais no dia 02/09/2012, em partida contra o Flamengo. Na ocasião, o Internacional venceu por 4x1.

Em 2013, Josimar ganhou sequência como titular pelo técnico Dunga, tendo ido ao ataque e arriscando chutes a gol.

Em 2014, por indicação do técnico Gilson Kleina, com quem trabalhou na Ponte Preta, foi emprestado ao Palmeiras até o final do ano. Após a goleada sofrida de 6x0 para o Goiás, Josimar acabou sofrendo tentativas de agressão e foi repassado seu empréstimo para o Ponte Preta.

Morte

Josimar faleceu aos 30 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Internacional B
  • 2009 - Copa FGF

Internacional
  • 2013 - Taça Farroupilha
  • 2013 - Campeonato Gaúcho
  • 2013 - Taça Piratini1
  • 2012 - Taça Farroupilha
  • 2012 - Campeonato Gaúcho
Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Fonte: Wikipédia

Gil

JOSÉ GILDEIXON CLEMENTE DE PAIVA
(29 anos)
Jogador de Futebol

☼ Santo Antônio, RN (03/09/1987)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

José Gildeixon Clemente de Paiva, mais conhecido como Gil, foi um jogador de futebol brasileiro que atuava como volante, nascido em Santo Antônio, RN, no dia 03/09/1987.

Gil era um menino franzino, desconfiado, mas com um sonho de ser tornar jogador de futebol. Habilidoso, começou a dar os primeiros toques em uma escolinha no município de Nova Cruz, no interior do Rio Grande do Norte. O primeiro treinador foi Valdo Salú, ex-jogador, que tornou-se agente de Gil com o passar dos anos. A primeira "peneira" que participou foi aos 14 anos, onde mostrou que teria um futuro brilhante.

Entre os 15 e os 16 anos, Gil realizou testes para entrar nas categorias de base de três clubes: Sport, CSA e União Recreativa dos Trabalhadores (URT). Sem sucesso nas investidas, quase desistiu do sonho de calçar uma chuteira. Motivado pelo professor, foi levado para mais uma etapa eliminatória na carreira e, desta vez, firmou vínculo no Mogi Mirim. Aos 16 anos, foi destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior, em 2005, onde ficou por mais três anos.

Aos 19 anos, voltou a Nova Cruz e fez parte da equipe amadora da cidade potiguar em um campeonato com clubes do interior do Rio Grande do Norte.

Em 2008, foi negociado por empréstimo ao Guaratinguetá, e, em seguida, para o Vitória. Nesse período, mudou de agente esportivo e perdeu contato com Valdo Salú.

"Nessa saída dele do Mogi Mirim para o Guaratinguetá, houve um contrato diferente e nós perdemos o contato. Mesmo assim, o acompanhei na carreira e vi a evolução técnica dele, que era um excelente volante!"


Do Guaratinguetá, Gil passou ainda pelo Vitória e Santo André, mas não obteve o sucesso e o rendimento esperado.

Em 2010, foi emprestado para a Ponte Preta, mas também não conseguiu demonstrar o futebol que o marcou no início da carreira.

Negociado com o Coritiba em 2011, Gil teve uma alavancada na carreira. Gil estreou no Coritiba pelo Campeonato Brasileiro, substituindo Tcheco em uma vitória de 3x1 em casa diante do Ceará.

No seu começo no Coritiba não teve muito destaque, ficando na maioria das vezes na reserva ou nem isso, muito em conta do ex-treinador Marcelo Oliveira. Com a chegada de Marquinhos Santos no segundo semestre de 2012, Gil obteve espaço e se tornou titular absoluto da equipe alviverde, sendo de forma direta um dos grandes responsáveis pela arrancada da equipe no segundo turno do Brasileirão.

Esteve em campo com a camisa do Coritiba em 107 jogos. Sem espaço na equipe, foi emprestado a Chapecoense e completou 96 partidas, com cinco gols. Valdo Salú lamenta a perda do amigo, a quem chamava de irmão.

"Era um cara muito simples, humilde, sempre na dele, nunca bebeu e nunca teve vício nenhum. Sempre teve uma boa personalidade. Depois das travadas no início da carreira, conseguiu uma alavancada impressionante. Perdemos um grande amigo, perdi um irmão e Nova Cruz perdeu um grande uma pessoa. A cidade está triste. O pessoal que gosta de futebol está sentindo muito. Os amigos estão inconsoláveis!"

Morte

Gil faleceu aos 29 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Mogi Mirim
  • 2006 - Campeonato Paulista Sub-20

Coritiba
  • 2012 - Campeonato Paranaense
  • 2013 - Campeonato Paranaense

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Gimenez

GUILHERME GIMENEZ DE SOUZA
(21 anos)
Jogador de Futebol

☼ Ribeirão Preto, SP (18/06/1995)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Guilherme Gimenez de Souza, mais conhecido como Gimenez, foi um jogador de futebol brasileiro que atuou como lateral-direito, nascido em Ribeirão Preto, SP, no dia 18/06/1995.

Gimenez foi um volante rápido e habilidoso, que se aprimorou na lateral-direita, tendo se destacado na Copa Paulista de 2014 pelo Botafogo (SP).

Revelado em 2012 pelo extinto Olé Brasil, clube da sua cidade natal, foi campeão paulista Sub-17. Gimenez passou pelo Comercial (SP) em 2013 e chegou ao Botafogo (SP) em abril de 2014.

Marcou seu único gol da careira como profissional, na vitória contra o São Paulo por 2x0, pelo Campeonato Paulista de 2015. Essa atuação chamou a atenção do Goiás, que contratou o atleta dois meses depois para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Permaneceu no Esmeraldino até dezembro de 2015, quando foi contratado pela Chapecoense e se mudou para Santa Catarina com a família. Porém, apesar de jovem, Gimenez nunca escondeu o sonho de voltar à Ribeirão Preto e encerrar suas atividades profissionais.

Gimenez chegou em dezembro a Santa Catarina para começar sua história na Chapecoense. Na época, em entrevista, o jovem falou das suas expectativas no clube de Chapecó.

"Vou honrar o manto da Chape com muita vontade e orgulho. No que depender de mim, trarei muita alegria para a diretoria e torcida!"

No clube, disputou 51 partidas como titular, a última contra o Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro. Os clubes em que ele jogou nos últimos anos decretaram luto oficial e paralisaram as atividades em homenagem a Gimenez, que deixa a esposa e uma filha de dois anos.

Pela Chapecoense, conquistou o Campeonato Catarinense em campo e a Copa Sul-Americana post-mortem, ambos em 2016.

Era casado com Patricia, com quem teve uma filha, Ana Clara.

Morte

Gimenez faleceu aos 21 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Filipe Machado

FILIPE JOSÉ MACHADO
(32 anos)
Jogador de Futebol

☼ Gravataí, RS (13/03/1984)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Filipe José Machado, mais conhecido como Filipe Machado, foi um jogador de futebol brasileiro que atuava como zagueiro, nascido em Gravataí, RS, no dia 13/03/1984.

Filipe Machado foi revelado pelo Internacional e teve uma trajetória de 14 anos no futebol. Com passagens por clubes como Fluminense, Esportivo (RS), CSKA Sofia (Bulgária), Salernitana (Itália), Inter Baku (Azerbaijão) e Al Dhafra (Emirados Àrabes) antes de defender a Chapecoense, o zagueiro era idolatrado no Macaé.

Ele foi um dos destaques do título do Leão na Série C do Campeonato Brasileiro de 2014 e era um dos jogadores mais queridos do clube. Na despedida do time para defender o Saba Qom, do Irã, em 2015, Filipe Machado se emocionou e prometeu retornar ao clube.

"É muito dolorido ter que deixar a cidade, o clube. Mas eu estou aqui como um pai de família, pensando no futuro da minha filha. Quero procurar dar um bom estudo para ela, o melhor para a vida dela... Quero agradecer o carinho que a cidade sempre teve por mim, pela minha família, por estes anos. Dizer que eu vou voltar um dia. É só um até logo. É dolorido ter que deixar amigos, uma cidade que sempre me tratou bem, a minha família!"

Carismático, querido e guerreiro, Filipe Machado era conhecido pela humildade e pelo jeito receptivo e acolhedor com os companheiros de equipe e com os jornalistas. Descontraído, gostava de brincar com tudo - até mesmo com os profissionais da imprensa. Técnico, só utilizava chuteiras pretas por ordem do pai e gostava de ser lembrado como um "zagueiro à moda antiga", que sabia sair jogando. Era visto constantemente nos gramados com a filha Antonella nos braços.

Será lembrado principalmente pelo sorriso largo que carregava.

Morte

Filipe Machado faleceu aos 32 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Macaé
  • 2014 - Campeonato Brasileiro - Série C

Chapecoense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Kempes

EVERTON KEMPES DOS SANTOS GONÇALVES
(34 anos)
Jogador de Futebol

☼ Carpina, PE (03/08/1982)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Everton Kempes dos Santos Gonçalves, mais conhecido como Kempes, foi um kogador de futebol que atuava como atacante, nascido e, Carpina, PE, no dia 03/08/1982.

Kempes chegou para compor o ataque da Chapecoense. O experiente jogador passou por diversos times como Portuguesa, Nacional de Muriaé, Paraná, Vitória, Estrela do Norte, Sertãozinho, Ceará, Caxias, Ipatinga, Criciúma, Novo Hamburgo, Américo Mineiro e pelo Cerezo Osaka, do Japão.

A Associação Portuguesa de Desportos foi o clube que proporcionou seu empréstimo à outros clubes.

No Vitória, Kempes foi campeão Capixaba em 2006, tendo marcado um dos gols da vitória por 3 x 1 na final sobre o Estrela do Norte no estádio Salvador Costa, dando o título a equipe alvianil após 30 anos na fila.

Kempes retornou a Portuguesa do empréstimo em 2010, vindo do Novo Hamburgo. Sua re-estreia, marcou dois gols, no empate frente ao Coritiba, ganhando, assim, chance no time de Oswaldo Alvares, o Vadão. No jogo seguinte, mais dois gols, igualando-se a Héverton na Artilharia do time na Série B.


Em 2010, Kempes foi emprestado ao Ceará para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Em 2011, Kempes foi emprestado ao América Mineiro para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Em 2012, acertou sua ida ao Japão para atuar pelo Cerezo Osaka, também por empréstimo.

Retornou á Portuguesa em 2013, voltou de empréstimo do Cerezo Osaka.

Acertou sua volta ao futebol japonês, contratado pelo JEF United Ichihara Chiba, clube da segunda divisão do Japão.

No ano de 2014 voltou ao Brasil contratado pelo Joinville.

Em dezembro de 2015, Kempes é anunciado como novo reforço da Chapecoense para a temporada 2016, assinando contrato até dezembro.

Morte

Kempes faleceu aos 34 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Vitória - ES
  • 2006 - Campeonato Capixaba

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Artilharias
  • 2013 - J. League Division 2 (22 gols)

Fonte: Wikipédia

Dener Assunção

DENER ASSUNÇÃO BRAZ
(25 anos)
Jogador de Futebol

☼ Bagé, RS (28/06/1991)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Dener Assunção Braz, mais conhecido como Dener Assunção, foi um jogador de futebol brasileiro que atuava como lateral-esquerdo, nascido em Bagé, RS, no dia 28/06/1991.

Dener Assunção deu seus primeiros passos na cidade gaúcha de Bagé e chegou ao Grêmio ainda nas categorias de base. Ele estreou como profissional na equipe de Porto Alegre e teve passagem por Guarany de Bagé, Veranópolis, Vitória, Caxias, Ituano e Coritiba.

Foi campeão paulista à frente do Ituano em 2014 e pela Chapecoense, foi campeão catarinense em 2016.

A bola de futebol, a mulher e o filho eram companheiros inseparáveis de Dener. Aos 25 anos, o lateral-esquerdo passava por um momento mágico da vida: A felicidade com a família que há dois anos ficou completa com a chegada do primogênito, e a boa fase nos gramados. O jogador sonhava até com uma chance na seleção brasileira. Um sonho que acabou junto com o da Chapecoense em disputar a inédita final da Copa Sul-Americana.

Dener era um pai dedicado e estava sempre com o garoto Bernardo ao lado. Amanda Machado era a companheira de todas as horas para o jogador. Os dois já viviam juntos, mas estavam se preparando para uma cerimônia de casamento, que seria realizada no dia 08/12/2016, a quinta-feira depois do jogo, de volta da decisão da competição.

Em campo, Dener estava em boa fase. Ele negociava com o São Paulo, e o Flamengo também o cobiçava.

O lateral chegou à Chapecoense em 2015 e fez dois gols, o último deles na vitória por 2 x 0 sobre o São Paulo, no dia 20/11/2016. O bom momento fazia o lateral acreditar que poderia ter uma chance na Seleção Brasileira.

Na terça, 29/11/2016, Amanda estava com seu pai em São Paulo, onde iria experimentar o vestido de noiva que tinha encomendado. Até a noite, estava tentando embarcar para Medellín.

"Se eu pudesse, diria que o amo muito. Meu sonho era casar com ele. E ele sabia disso!"
(Amanda Machado)

Morte

Dener Assunção faleceu aos 25 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Daniella Assunção, irmã de Dener, disse que conversou com ele antes do embarque, via Whatsapp. "A hora que eu chegar, eu ligo para vocês", escreveu Dener à família na mensagem.

Moradora de Bagé, RS, Daniella Assunção contou que recebeu a notícia do acidente durante a madrugada.

"Era o sonho dele, desde pequenininho, o que ele mais queria era jogar futebol"

Ela ainda relembra que o irmão estava muito feliz pelo bom momento que vivia na carreira e, quem sabe, com isso, pudesse realizar o sonho de atuar na Seleção Brasileira.

O primeiro treinador de Dener, Nei Ferraz também estava muito emocionado.

"Final do ano passado fui na casa dele e ele me deu essa camisa (da Chapecoense). E eu guardei com muito orgulho. Para mim isso aqui é um troféu!"

Os dois trabalharam juntos em Bagé, quando Dener era adolescente, antes de conseguir uma vaga no Grêmio.

"Com 13, 14 anos, a gente via que ele tinha potencial. Já tinha qualidade, já era um homem. Foi por méritos dele que conseguiu a vaga no Grêmio!"

Títulos

Veranópolis
  • 2012 - Campeonato Gaúcho (Campeão do Interior)

Ituano
  • 2014 - Campeonato Paulista

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Danilo Padilha

MARCOS DANILO PADILHA
(31 anos)
Goleiro

☼ Jussara, PR (31/07/1985)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Marcos Danilo Padilha, conhecido simplesmente como Danilo Padilha, foi um jogador de futebol brasileiro que atuava como goleiro, nascido em Jussara, PR, no dia 31/07/1985.

Danilo Padilha iniciou a carreira de jogador profissional na cidade vizinha de sua cidade natal, no time do Cianorte. Após passar pelo Operário de Ponta Grossa e Arapongas, foi contratado pelo Londrina em maio de 2011. Foi o goleiro menos vazado do Campeonato Paranaense nas edições de 2011, 2012 e 2013.

Em setembro de 2013, Danilo Padilha assinou contrato com a Chapecoense, de Santa Catarina, por empréstimo até o fim daquele ano. Fez sua estréia pela equipe em 23/11/2013, na vitória por 2x1, fora de casa, contra o Icasa, em jogo válido pela Série B. Era sua primeira participação nesta competição. O time terminou como vice-campeão, atrás apenas do Palmeiras, chegando à Série A pela primeira vez em sua história.

Em janeiro de 2014 assinou contrato em definitivo com a Chapecoense, estreando como titular em 19/04/2014, no empate em 0x0 em casa diante do Coritiba, na abertura do Campeonato Brasileiro.

Danilo Padilha foi uma figura sempre presente durante a campanha, sendo peça defensiva importante e mantendo a titularidade deste então, colocando o ídolo Marcelo Boeck no banco de reservas e participando de momentos históricos, como a Copa Sul-Americana de 2015, primeiro torneio internacional de grande porte da história do clube, chegando às quartas de final mas sendo eliminado pelo River Plate, da Argentina.

Na Copa Sul-Americana de 2016 foi o principal protagonista nas oitavas de final contra o Independiente da Argentina. Defendeu quatro cobranças de pênalti, classificando o Chapecoense para as quartas de final. Na semifinal contra o San Lorenzo da Argentina, fez uma incrível defesa no último minuto do jogo de volta, com o pé direito, classificando sua equipe para a final do campeonato.

Danilo Padilha foi um dos principais ídolos do Chapecoense.

Morte

Danilo Padilha faleceu aos 31 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Danilo Padilha estava no auge de sua carreira quando faleceu aos 31 anos, poucos dias após completar 150 jogos com a camisa da Chapecoense.

Títulos

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Prêmios

Chapecoense
  • 2016 - Seleção do Campeonato Catarinense
  • 2016 - Melhor Goleiro da Copa Sul-Americana
  • 2016 - Brasil Prêmio Craque da Galera do Brasileirão

Fonte: Wikipédia

Cléber Santana

CLÉBER SANTANA LOUREIRO
(35 anos)
Jogador de Futebol

☼ Olinda, PE (27/06/1981)
┼  La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Cléber Santana Loureiro foi um jogador de futebol brasileiro que atuava como volante ou meia, nascido em Olinda, PE, no dia 27/06/1981.

Nascido na Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco, Cléber Santana começou profissionalmente no Sport Club do Recife. Depois passou pelos clubes brasileiros Vitória e Santos, passando por uma temporada no Kashiwa Reysol na J. League em 2005.

Em julho de 2007, Cléber Santana assinou com o Atlético de Madrid um contrato de três anos no valor de seis milhões de euros. Apesar de não ter tido uma partida memorável, ele contribuiu disputando 23 jogos no campeonato levando o time à UEFA Champions League, depois de 12 anos sem disputar a competição.

Em 2008/2009, Cléber Santana foi emprestado ao Real Club Deportivo Mallorca. Em 09/11/2008, ele marcou seu primeiro gol pelo time das Ilhas Baleares, em um empate por 3x3 em casa contra o Athletic Bilbao, e terminou a campanha (em que ele se destacou fortemente, ao lado de outro jogador emprestado pelo Atlético, José Manuel Jurado), com cinco gols, que também incluiu o da vitória contra o já coroado campeão Barcelona em 17/05/2009, e um gol solitário na semana seguinte, na vitória do Real Madrid por 3x1.

Cléber Santana voltou ao Atlético de Madrid, para ser pouco utilizado, mas balançou a rede em casa no empate de 2x2 contra o Almería, em 23/09/2009.


No final de janeiro de 2010, apesar de ele ter renovado seu contrato até junho 2012, Cléber Santana retornou ao Brasil, assinando com o São Paulo. Atuou todo o restante do ano de 2010 pelo Tricolor Paulista e, no ano seguinte, foi emprestado ao Atlético Paranaense aonde disputou o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana.

Para a temporada de 2012, Cléber Santana foi anunciado como reforço do Avaí. No clube de Florianópolis, disputaria o Campeonato Catarinense e a Série B do Campeonato Brasileiro. Fez sua estreia pelo time no dia 12/02/2012, num jogo válido pela sétima rodada do estadual. Seu primeiro gol foi numa cobrança de falta, e veio no dia 04/03/2012 na vitória de 2x0 sobre o Criciúma no Heriberto Hülse.

Ao longo do estadual Cléber Santana foi se destacando como o principal jogador da equipe, se confirmando nas duas partidas finais com o maior rival do Avaí, o Figueirense. O Avaí venceu o primeiro jogo por 3x0 na Ressacada com um golaço de falta de Cléber Santana, e venceu também o segundo jogo na casa do adversário por 2x1 com mais um gol de Cléber Santana. Com isso, sagrou-se Campeão Catarinense de 2012.

Embalado pelo título, Cléber Santana continuou sendo o grande destaque da equipe Avaíana no Campeonato Brasileiro da Série B. Chegou a ser sondado para reforçar o Palmeiras, mas o Maestro como era chamado pelos torcedores do Avaí resolveu permanecer em Florianópolis.

No dia 17/09/2012 o Flamengo acertou sua contratação até o fim de 2014, numa negociação envolvendo além dele, mais 3 jogadores. Em 23/09/2012, portanto dois dias depois da sua apresentação, Cléber Santana, na sua estreia, marca o gol de empate flamenguista contra o Atlético-GO, em jogo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.


Emprestado ao clube carioca até o último dia de seu vínculo com o São Paulo, 31/01/2013, Cléber Santana já assinou um pré-contrato com o primeiro até o final do próximo ano. Para o jogador, depois de "roer o osso", ao livrar o rubro-negro da Série B, a temporada vindoura terá que "ser de títulos, de grandeza".

Uma dívida pendente com o Avaí de R$ 1,9 milhão pela sua contratação junto aos catarinenses pôde, contudo, tirar Cléber Santana do Flamengo. O mandatário do Avaí, João Nílson Zunino, afirmou que mesmo em débito pela contratação de Cléber Santana e Renato Santos, o Flamengo pagou uma parte. O valor pago pelo rubro-negro foi de R$ 667 mil reais, sobrando ainda R$ 1,4 milhões de reais.

Sem tantas chances no Flamengo em maio de 2013, Cléber Santana, depois de meses negociando, acertou sua volta para o Avaí. Se utilizando dos valores devidos pelo Flamengo junto ao Avaí, o clube catarinense conseguiu repatriar Cléber Santana ao seu elenco.

Com negociações com o Criciúma, Cléber Santana conseguiu a rescisão do seu contrato com o Avaí. A diretoria afirmou que só liberou Cléber Santana porque não teria como arcar com seu salário durante esse período. Um grupo de empresários que ajudava o Avaí a pagar os vencimentos do jogador cancelou o acordo nos últimos meses, dificultando a permanência do meia na Ressacada.

Sonho antigo do Criciúma, Cléber Santana acertou com o Tigre no dia 22/08/2014.

Em 17/06/2015 foi contratado pela Chapecoense até o final do ano para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Marca

Na vitória fora de casa contra o Náutico por 1x0 em 27/05/2014, Cléber Santana completou 100 jogos defendendo o Avaí, somando-se também os jogos de sua primeira passagem pelo clube em 2012.

Morte

Cléber Santana faleceu aos 35 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Sport
  • 2000 - Campeonato Pernambucano
  • 2000 - Copa do Nordeste
  • 2003 - Copa Pernambuco
  • 2003 - Campeonato Pernambucano

Vitória
  • 2004 - Campeonato Baiano
  • 2004 - Taça Estado da Bahia

Santos
  • 2006 - Campeonato Paulista
  • 2007 - Campeonato Paulista

Atlético de Madrid
  • 2007 - Copa Intertoto da UEFA
  • 2009 - Liga Europa
  • 2010 - Liga Europa

Avaí
  • 2012 - Campeonato Catarinense

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Prêmios Individuais
  • 2012 - Melhor Jogador do Campeonato Catarinense
  • 2012 - Seleção do Campeonato Catarinense
  • 2016 - Melhor Jogador do Campeonato Catarinense
  • 2016 - Seleção do Campeonato Catarinense

Fonte: Wikipédia

Bruno Rangel

BRUNO RANGEL DOMINGUES
(34 anos)
Jogador de Futebol

☼ Campos dos Goytacazes, RJ (11/12/1981)
┼ La Unión, Colômbia (28/11/2016)

Bruno Rangel Domingues, mais conhecido como Bruno Rangel, foi um jogador de futebol brasileiro que atuou como atacante, nascido em Campos dos Goytacazes, RJ, n o dia 11/12/1981.

No Paysandu, Bruno Rangel se destacou fazendo muitos gols pela equipe, sendo o artilheiro do Campeonato Brasileiro da série C.

No Joinville Bruno Rangel teve bom aproveitamento, fazendo 13 gols em 34 partidas. E foi campeão Brasileiro da série C pelo Joinville Esporte Clube. Antes de ir para a Chapecoense passou pelo Metropolitano em que também teve uma boa passagem, em 7 partidas, marcou 2 vezes.

Chapecoense

2014

Bruno Rangel atuou em diversos clubes do Brasil. Após rápida passagem pelo futebol do Qatar, retornou à Chapecoense, em que se tornou o maior artilheiro de uma única edição da Série B do Campeonato Brasileiro, tendo alcançado a marca de 31 gols em 34 jogos.

Marcou contra o Cruzeiro seu primeiro gol no seu retorno ao Chapecoense, e a partida ficou 1x1 na Arena Condá.

2015

No dia 28/10/2015 marcou dois gols contra o River Plate, da Argentina, pela Copa Sul Americana. Apesar da vitória por 2x1, não conseguiu a classificação para as semifinais.

2016

Bruno Rangel é o maior artilheiro da história da Associação Chapecoense de Futebol, atingindo essa marca na partida Chapecoense 5x0 Avaí, válida pelo Campeonato Catarinense de 2016 superando Índio.

Além de campeão, foi o artilheiro do Campeonato Catarinense de 2016 com 10 gols marcados.

No dia 01/06/2016 Bruno Rangel fez 3 gols contra o Coritiba, tornando-se o primeiro jogador da Chapecoense a fazer 3 gols em um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro de Futebol - Série A.

No dia 31/08/2016, Bruno Rangel marcou dois gols na virada da Chapecoense contra o Cuiabá, garantindo a classificação do time na Copa Sul-Americana.

Bruno Rangel atingiu mais uma marca importante pela Chapecoense. No jogo contra o Santa Cruz, na tarde de quarta-feira, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O centroavante chegou a 80 gols com a camisa do Verdão do Oeste. Na partida, ele cobrou pênalti no fim do jogo. Com tranquilidade, deslocou o goleiro na hora da cobrança e tocou com categoria para a meta.

No dia 29/10/2016 fez o seu décimo gol no Brasileirão, de pênalti contra o Corinthians, na Arena Corinthians.

Morte

Bruno Rangel faleceu aos 34 anos vítima de um acidente aéreo. Ele foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 28/11/2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín, onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.

Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional, comissão técnica, diretoria, convidados e a tripulação da aeronave.

Títulos

Paysandu
  • 2010 - Campeonato Paraense

Joinville
  • 2011 - Campeonato Brasileiro - Série C

Chapecoense
  • 2016 - Campeonato Catarinense
  • 2016 - Copa Sul-Americana

Artilharias

Paysandu
  • 2010 - Campeonato Brasileiro - Série C (9 gols)

Chapecoense
  • 2013 - Campeonato Brasileiro - Série B (31 gols)
  • 2016 - Campeonato Catarinense (10 gols)

Fonte: Wikipédia