Marcos Roberto

MARCOS ROBERTO DIAS CARDOSO
(71 anos)
Cantor e Compositor

* São Paulo, SP (26/06/1941)
+ Osasco, SP (21/07/2012)

Marcos Roberto foi um cantor e compositor brasileiro que fez sucesso desde a década de 1960 e na década de 1980 com a música A Última Carta, que ficou meses em primeiro lugar nas paradas e vendeu mais de dois milhões de discos.

Um dos cantores mais premiados, ganhou o Troféu Chico Viola e vários discos de platina e diamante. Devido ao grande sucesso, participou dos principais programas de rádio e televisão da época. A música A Última Carta originalmente é do compositor potiguar Antonio Marcelino Vieira, falecido em 2006, que doou a letra e a melodia a Marcos Roberto, por ocasião de uma apresentação que este último fazia numa pequena cidade do Rio Grande do Norte, em 1970. A doação de músicas por pequenos compositores a artistas de renome nacional, era um fato corriqueiro nos anos 60 e 70 no nordeste brasileiro.

Marcos Roberto continuava compondo músicas e atualmente era produtor de novos cantores e bandas musicais. Marcos Roberto foi um dos nomes ligados à Jovem Guarda, nos anos 60, participante do consagrado programa comandado por Roberto Carlos, na TV Record. Ele apareceu já no final da Jovem Guarda com a musica "Vá Embora Daqui", e fez tanto sucesso na seqüência de sua carreira, que foi convidado a estrelar o filme "Idílio Proibido" que Edna Thereza também participou.

Participou com grande brilho do show da Rádio América, em 15 de março de 1968, no antigo Cine Piratininga do Brás, espetáculo comandado por José Paulo de Andrade, Sergio de Freitas e Newton Miranda, apresentadores de uma das programações jovens de maior audiência no rádio, na época.

Morte

O cantor da Jovem Guarda, Marcos Roberto, faleceu no sábado (21/07/2012) vítima de Falência Múltipla de Órgãos. Seu corpo será velado a partir das 00:00 hs de domingo (22/07/2012), no Velório Bela Vista do Cemitério Municipal de Osasco.

Fonte: Ligeirinho do Rádio

9 comentários:

  1. Marcos Roberto..Fiquei triste...Não era do meu tempo,era da minha mãe já falecida ela adorava cantar as musicas dele,de vez em guando eu via pela tv mas ia cantando as musicas dele a ''carta''FIQUEI TRISTE DO JEITO QUE ELE MORREU SOZINHO NA FALÊNCIA.

    ResponderExcluir
  2. Eu vi ele ao vivo no programa do Silvio Santos, eu devia ter uns 10 anos de idade! Eu morava na mesma rua do Teatro Cine Sol, onde por anos era realizado o programa.

    ResponderExcluir
  3. Eu vi esse cantor ao vivo no programa do Silvio Santos, eu devia ter uns 10 anos de idade e morava na mesma rua do Cine Sol, local que por décadas foi realizado os programas do SBT.

    ResponderExcluir
  4. Saudoso Marcos Roberto estaria completando hoje 72 anos morreu no esquecimento e pobreza autor de O Tremendão titulo dado a Erasmo Carlos - na Musica com seu parceiro tambem saudoso Dory Edson. Pertenceu a Jovem Guarda mais seu maior sucesso foi a ultima Carta. anos 80.

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  6. pena que na maioria das vezes estes artistas passam no esquecimento.

    ResponderExcluir
  7. eu vi o Marfcos Roberto no programa silvio santos cantando justamente esse grande sucesso dele a Ultima carta ...............eu estava em Belo Horizonte na casa de um primo......

    ResponderExcluir
  8. o Marcos Roberto foi um dos idolos da jovem guarda, que foi um grande movimento musical,que envolveu e projeto outros nomes da musica popular brasileira.......

    ResponderExcluir
  9. O filme Idílio Proibido foi rodado em Matão-SP, minha cidade, nos anos 60. Ele deu um show gratuito no palco de um cinema (Cne Yara) e eu tenro adolescente pude ver esse grande cantor de pertinho.

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!