Maurício Tapajós

MAURÍCIO TAPAJÓS GOMES
(51 anos)
Cantor, Compositor, Produtor Musical e Instrumentista

* Rio de Janeiro, RJ (27/12/1943)
+ Rio de Janeiro, RJ (21/04/1995)

Tornou-se popular com as canções "Mudando de Conversa", "Tô Voltando" e "Aparecida". Maurício Tapajós Gomes era filho do compositor e radialista Paulo Tapajós e irmão do também compositor Paulinho Tapajós e da cantora Dorinha Tapajós.

Sua primeira composição gravada foi "Carro de Boi" (com A.C. Brito), pelo conjunto Os Cariocas. Em 1967, "Mudando de Conversa" (Maurício Tapajós Hermínio Bello de Carvalho) obteve sucesso na interpretação de Dóris Monteiro.

Em 1966, assinou a direção musical e a trilha sonora, em parceria com Hermínio Bello de Carvalho e Antonio Carlos Brito (Cacaso), da ópera popular "João Amor e Maria", de autoria de Hermínio Bello de Carvalho. O musical foi encenado no Teatro Jovem, no Rio de Janeiro, por um elenco formado por Betty Faria, Fernando Lébeis, José Wilker, José Damasceno, Cecil Thiré e os integrantes do grupo vocal MPB-4, com direção de Kleber Santos e Nélson Xavier, e cenários de Marcos Flaksman. A trilha sonora do espetáculo, de sua parceria com Hermínio Bello de Carvalho, foi lançada em disco.

Maurício Tapajós teve diversas músicas gravadas na década de 70, incluindo o clássico anti-censura "Pesadelo" (Maurício TapajósPaulo César Pinheiro) e o hino da anistia "Tô Voltando".

Criou sua própria gravadora, Sociedade de Artistas e Compositores Independentes (Saci). Pela SACI lançou "Olha Aí" e o LP duplo "Aldir Blanc & Maurício Tapajós".

Foi fundador da Associação dos Músicos, Arranjadores e Regentes (AMAR) e presidente da entidade.

No ano de sua morte, foi realizado, no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, o show tributo "Amigos Lembram Maurício Tapajós", com a participação de Paulinho Tapajós, Mú Carvalho, Chico Buarques, Paulinho da Viola, Carlinhos Vergueiro, João Nogueira, Sérgio Ricardo, Cristina Buarque, Miúcha, Os Cariocas, O Trio, Cristóvão Bastos, Zezé Gonzaga, Célia Vaz, Alaíde Costa, Moacyr Luz, Marco Sacramento, Paulo Malaguti, Elza Maria e Amélia Rabelo, entre outros.

Maurício Tapajós faleceu aos 51 anos vítima de um ataque cardíaco em 21/04/1995. Ele já sofria de problemas do coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!