Abreu Sodré

ROBERTO COSTA DE ABREU SODRÉ
(82 anos)
Advogado, Empresário e Político

* São Paulo, SP (21/06/1917)
+ São Paulo, SP (14/09/1999)

Abreu Sodré foi um advogado formado na Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, empresário e político. O pai, Francisco Sodré, foi o segundo prefeito do município de Santa Cruz do Rio Pardo e o responsável pela chegada dos trilhos da Estrada de Ferro Sorocabana. Por conta disso, um dos distritos de Santa Cruz do Rio Pardo foi batizado como Sodrélia, em homenagem ao pai de Abreu Sodré.

Abreu Sodré foi um dos fundadores da União Democrática Nacional (UDN) em 1945 e posteriormente integrante da Aliança Renovadora Nacional (ARENA), a partir de 1966. Foi deputado estadual e governador do estado de São Paulo de 31/01/1967 a 15/03/1971, sendo eleito de maneira indireta.

O Governo Abreu Sodré

Abreu Sodré foi o primeiro governador a ser eleito indiretamente, para o período de 1967 a 1971, durante o período da Ditadura Militar Brasileira. Suas principais realizações foram nas seguintes áreas:
  • Energia Elétrica: Continuidade ao plano energético do Estado, implantando o "linhão" de Urubupungá em direção a São Paulo.
  • Transportes: A conclusão do primeiro trecho da Rodovia do Oeste, cujo nome foi mudado para Rodovia Castelo Branco, em homenagem ao presidente recém-falecido Humberto de Alencar Castelo Branco. Abreu Sodré também iniciou a construção da Rodovia dos Imigrantes, como alternativa à Via Anchieta, que já se encontrava em vias de saturação. Também iniciou as primeiras escavações para a construção do Metrô de São Paulo. Responsável pela aquisição dos primeiros Boeing 737 da aviação civil brasileira, dotando a Viação Aérea São Paulo (VASP) destes aviões, sendo então a pioneira em toda a América Latina.
  • Saneamento Básico: Criou a Companhia Metropolitana de Abastecimento (COMASP) - voltada à produção de água, e a Saneamento do Estado de São Paulo (SANESP) voltada ao tratamento dos esgotos. Empresas que posteriormente dariam origem à Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP) junto com outras empresas estatais. Nesse período, Abreu Sodré iniciou as obras de abastecimento de água do Sistema Cantareira, na zona norte de São Paulo.
  • Segurança Pública: Nesse período a então força de segurança do estado chamada Força Pública foi rebatizada de Polícia Militar. Além do nome, a instituição começou a receber instruções e aparato do exército, Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI) e outras instituições vinculadas ao regime militar da época. Vem daí a truculência da Polícia Militar do Estado de São Paulo, em alguns casos com reflexos posteriores, como o Massacre do Carandiru, em 1992, e reflexos de menor monta que seguem até os dias atuais.
  • Educação e Cultura: Criação da Fundação Padre Anchieta e das emissoras TV Cultura e Rádio Cultura de São Paulo e também criou o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS), autarquia estadual ligada a Secretaria de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia, responsável pela Escola Técnica Estadual (ETEC) e a Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATEC), que oferecem ensino médio, técnico e tecnólogo superior de qualidade.
Presidente de Estatal, Ministro e Empresário

Em 1980 Abreu Sodré foi um dos fundadores do Partido Democrático Social (PDS), sucessor daAliança Renovadora Nacional (ARENA). Abreu Sodré também foi presidente da ELETROPAULO em 1982.

Na Nova República, Abreu Sodré foi Ministro das Relações Exteriores durante alguns anos do governo de José Sarney (1986-1990), tendo sido substituído no governo Fernando Collor por Francisco Rezek.

Nos seus últimos anos de vida, abandonou a vida pública, trabalhando como advogado e empresário.

Morte

Abreu Sodré estava internado desde o dia 10/09/1999, no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para o tratamento de uma pneumonia, mas não resistiu e faleceu vítima de insuficiência respiratória.

O velório do ex-governador aconteceu no dia 15/09/1999 a partir das 9:00 hs, no Palácio dos Bandeirantes. O enterro aconteceu às 17:00 hs no Cemitério da Consolação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!