Graça Araújo

MARIA GRACILANE ARAÚJO DA SILVA
(62 anos)
Jornalista e Apresentadora de Televisão

☼ Itambé, PE (02/04/1956)
┼ Recife, PE (08/09/2018)

Maria Gracilane Araújo da Silva, mais conhecida como Graça Araújo, foi uma jornalista e apresentadora de televisão, nascida em Itambé, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, PE, no dia 02/04/1956.

Aos três anos de idade foi morar com a família em São Paulo, que buscava trabalho, onde estudou em escolas públicas. Teve toda sua formação escolar e acadêmica em São Paulo, numa época em que muitos nordestinos migravam para a região sul e sudeste.

Aos 14 anos, já trabalhava para ajudar em casa. A jornada profissional começou cedo. Tinha que ajudar a família.
"Trabalhei como embaladora de enxoval de bebê, em uma fábrica de brinquedos e até em banco!"
O interesse pela área da comunicação surgiu na época em que trabalhava como secretária de uma revista.
"Antes eu queria ser médica, como todo filho de família pobre que quer ajudar as pessoas. Mas achei no jornalismo a oportunidade de trabalhar o compromisso social" 

Formou-se em Jornalismo pela Faculdade Integrada Alcântara Machado em 1987 e voltou ao Pernambuco em busca de experiência profissional, fazer um estágio e depois voltar pra São Paulo. Acabou ficando.

O primeiro trabalho na capital pernambucana foi na rádio Transamérica. Em seguida, foi para a Rádio Clube. Passou pela TV Manchete, TV Pernambuco e se tornou chefe de reportagem da TV Jornal, afiliada do SBT em 1992. Na emissora, ajudou na formatação do TV Jornal Meio-Dia, do qual foi âncora por 26 anos. Na época, Graça Araújo era a única apresentadora negra na televisão pernambucana.

Há 20 anos, Graça Araújo trabalhava na afiliada do SBT em Recife. Começou como chefe de reportagem depois passou a apresentar o "Jornal do Meio-dia" de segunda a sexta, às 11h40. Na hora do almoço, o telespectador fica sabendo das principais notícias de Pernambuco: Os fatos do dia, além das denúncias de problemas e a cobrança de soluções, em quadros como o "Boca no Trombone" e o "Proteste Meio-Dia o Telespectador Tem Voz".

Em 2008 o rádio voltou a fazer parte da sua atividade profissional. Surgiu o convite para integrar a Rádio Jornal, pertencente ao Sistema JC de Comunicação, e apresentar o programa "Rádio Livre e o Consultório de Graça", que reunia, diariamente, médicos para abordar diferentes temas relacionados à saúde.


Quando a Rádio Jornal mudou para a frequência modulada, o alcance do programa cresceu ainda mais. Na emissora também participou do quadro "Passando a Limpo", onde ela juntamente com Geraldo Freire, Wagner Gomes e Rafael Souza, comentavam e davam sua opinião sobre os assuntos mais relevantes do dia.

Em fevereiro de 2010 recebeu o título de Cidadã do Recife da Câmara Municipal. O projeto de lei foi uma iniciativa do vereador Aerto Luna (PRP). Antes já havia sido homenageada com a Medalha José Mariano.

Em entrevista publicada no site da TV Jornal em novembro de 2011, a apresentadora falou sobre sua escolhe de ser jornalista.
"Eu vi que o jornalismo é capaz de curar muitas feridas profundas, fazer transformações. Isso se você faz teu trabalho com responsabilidade, com ética e com disciplina, né?"
Eleita em 2015 entre os "Mais Admirados Jornalistas Brasileiros" está no destaque dos 10 mais admirados da Regional Nordeste. A votação é uma realização do Jornalistas&Cia em parceria com a Maxpress.

Na vida pessoal, era conhecida por fazer atividades físicas e participar de corridas, conquistando várias medalhas. Nas suas redes sociais, era comum ver fotos da apresentadora praticando exercícios na academia ou correndo ao ar livre. Ela chegou a disputar a Maratona de São Silvestre, em São Paulo, onde estreou em 2010, e a Maratona de Paris.

Morte

Graça Araújo fazia exercícios físicos em uma academia na Zona Sul do Recife, na noite de quinta-feira, 06/09/2018, quando passou mal e foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Na noite em que foi internada, o estado de saúde dela era considerado grave pelos médicos. Na quinta-feira, o hospital informou que o quadro clínico da paciente passou para gravíssimo.

No sábado, 08/09/2018, o hospital informou, pouco depois das 11h00, que o quadro clínico da paciente se mantinha inalterado e ela continuava respirando com a ajuda de aparelhos.

Graça Araújo faleceu aos 62 anos, nas dependências do Hospital Esperança no dia 08/09/2018, às 12h55, em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico extenso, sofrido no início da noite de 06/09/2018, quando realizava exercícios em uma academia na Zona Sul de Recife.

O velório aconteceu no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife, onde o corpo chegou por volta das 18h40. Depois das homenagens prestadas por parentes, amigos e fãs durante a manhã e a tarde do domingo, 09/09/2018, houve uma cerimônia de cremação do corpo.

Segundo a neurologista Silvia Laurentino, Graça estava em coma profundo e estava sendo monitorada para uma possível doação de órgãos, desejo sinalizado pela família.
"Estávamos monitorando para entrar em contato com a central de transplantes e estava tudo ok!"
No entanto, o funcionamento irregular dos órgãos foi notado pela equipe do hospital.
"O coração começou a bater muito fraquinho e a pressão caiu subitamente. Nessas condições não houve tempo de fazer o contato para todo preparo para doação de órgãos!"
Fonte: Wikipédia e G1
#FamososQuePartiram #GracaAraujo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!