Juarez Soares

JUAREZ SOARES MOREIRA
(78 anos)
Jornalista Esportivo e Político

☼ São José dos Campos, SP (16/07/1941)
┼ São Paulo, SP (23/07/2019)

Juarez Soares Moreira, também conhecido pelo apelido de China, foi um político e jornalista esportivo nascido em São José dos Campos, SP, no dia 16/07/1941.

Juarez Soares era filho de Adolfo Soares Moreira e Josefina Soares Moreira. Formou-se em Pedagogia na Faculdade Oswaldo Cruz, de São Paulo, e foi casado por mais de 30 anos com a jornalista Helena de Grammont.

Em 1958, com 17 anos, começou a trabalhar na Rádio Cultura de Lorena, no interior de São Paulo, transmitindo os jogos do campeonato da Segunda Divisão.

Em 1961, transferiu-se para São Paulo, capital, onde foi aprovado em testes nas Emissoras Associadas, passando a trabalhar como repórter esportivo. Até o ano de 1969, quando foi para a Rádio Globo a convite de Pedro Luís Paoliello, o então diretor de Esportes, Juarez Soares já havia passado também pelas rádios Tupi e Gazeta.

Sua carreira evoluiu quando se transferiu para a Rádio Tupi, levado por Pedro Luiz, um dos principais locutores esportivos da época. Juarez Soares fez parte da "Equipe 1040" na Rádio Tupi, que marcou época na história do rádio brasileiro.

Atuou como repórter na TV Globo na década de 1970 até o início dos anos 80, participando da cobertura da emissora na Copa do Mundo de 1982, na Espanha. Nessa época também foi locutor nas rádios Globo e Excelsior.

Juarez Soares no telejornal "Bom Dia São Paulo", da TV Globo
Na TV Globo, em São Paulo, Juarez Soares trabalhou ao lado de locutores que marcaram época na televisão, como Ciro JoséLuciano do Valle. Além disso, teve reportagens esportivas veiculadas nos principais telejornais da emissora e fez parte da equipe dos programas "Globo Esporte" e "Esporte Espetacular".

Como repórter, cobriu pela TV Globo a Olimpíada de Montreal, no Canadá, em 1976, a Copa do Mundo de 1978, na Argentina, e a Copa do Mundo da Espanha, em 1982.

Na Copa da Espanha, que a TV Globo transmitiu com exclusividade, Juarez Soares acompanhou a Seleção Brasileira ao lado do cinegrafista Daniel Andrade.

Juarez Soares também participou da estreia do telejornal "Bom Dia São Paulo", em 1977, onde permaneceu por quase três anos como comentarista esportivo ao lado dos apresentadores Carlos Monforte e Dácio Arruda.

Até sair da TV Globo, após a Copa do Mundo de 1982, conciliaria seu trabalho na televisão com a atuação nas rádios Globo e Excelsior. Na Rádio Excelsior, fez o programa "Balancê" ao lado de Osmar Santos, no início da década de 1980.


Em seguida, Juarez Soares teve uma breve passagem pela Rádio Record e depois se transferiu para a TV Bandeirantes, onde trabalhou por 11 anos ao lado de Luciano do Valle, principalmente no programa "Show do Esporte".

Na TV Bandeirantes, Juarez Soares chegou a assumir o posto de Diretor de Esportes, participando ainda da cobertura de três Copas do Mundo - 1986, no México, 1990, na Itália, e 1994, nos Estados Unidos - como comentarista e como responsável pela cobertura jornalística da Seleção Brasileira.

Em 1994, Juarez Soares passou a trabalhar no SBT, onde ficou até o ano de 2000.

Em 2001, foi convidado por Milton Neves para participar do programa "Debate Bola" da TV Record. Em seguida, virou comentarista e chefe de equipe da Rádio Record, ocupando as duas funções até 2011. Teve passagem também pela TV Cultura, no programa "Cartão Verde".

Apesar de ter trabalhado ao longo de sua carreira principalmente no rádio e na televisão, Juarez Soares também atuou como jornalista em outros veículos de mídia, como nos jornais Folha da Manhã e Mundo Esportivo e no site de esportes do portal Terra.

Juarez Soares foi comentarista da Rádio Transamérica, que o demitiu em janeiro de 2016. Foi comentarista de futebol na RedeTV! até 05/04/2019, quando foi demitido. Também em 2019, voltou ao rádio esportivo como comentarista do programa "Capital da Bola", pela Rádio Capital.
Juarez Soares com amigos durante o 33º Prêmio Ford ACEESP, em 19/122016 no Esporte Clube Sírio, em São Paulo
Carreira Política

Juarez Soares foi filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) por 21 anos, legenda pela qual foi eleito vereador em 1988 como o 6º vereador mais votado da cidade e o terceiro melhor do Partido dos Trabalhadores (PT), com quase 40 mil votos.

Após as eleições, aceitou o convite da então prefeita Luiza Erundina para assumir o cargo de Secretário dos Esportes da cidade de São Paulo. Em sua gestão, conseguiu com que o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 voltasse a ser disputado no Autódromo de Interlagos.

Juarez Soares desfiliou-se do Partido dos Trabalhadores (PT) em 2003 e em junho do mesmo ano ingressou no Partido Democrático Trabalhista (PDT), sendo candidato a vice-prefeito na chapa de Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força, nas eleições de 2004. Mas a chapa não obteve sucesso amargando a 5ª colocação com 86.549 votos (1,4% dos votos válidos).

No governo de José Serra a frente da Prefeitura de São Paulo, Juarez Soares foi secretário-adjunto da Secretaria do Municipal do Trabalho, mas pediu exoneração no início de 2006, quando o jornal Folha de S.Paulo publicou uma denúncia de nepotismo contra ele, que mantinha a filha e o genro empregados na secretaria onde trabalhava.

Juarez Soares foi casado com a também jornalista Helena de Grammont, irmã de Eliane de Grammont, vítima de um assassinato passional ocorrido em 30/03/1981 pelo ex-marido, o cantor Lindomar Castilho.

Morte

Juarez Soares faleceu na terça-feira, 23/07/2019, aos 78 anos, em São Paulo, SP, vítima de um infarto fulminante. Ele lutava contra um câncer.

Um comentário:

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!