Dirce Migliaccio

DIRCE MIGLIACCIO DIAS
(75 anos)
Atriz

* São Paulo, SP (30/09/1933)
+ Rio de Janeiro, RJ (22/09/2009)

A atriz Dirce Migliaccio estreou no teatro em 1958, na peça "Eles Não Usam Black Tie, de Gianfrancesco Guarniere. Logo depois chegou às telas dos cinemas com um grande sucesso : "O Assalto ao Trem Pagador" de 1962.

Participou também de "Pluft, O Fantasminha" (1965), que voltou a interpretar anos mais tarde em um especial da TV Cultura de São Paulo. Depois fez "Tio Maneco, O Caçador de Fantasmas" (1975), filme em que atuou ao lado do irmão, o também ator Flávio Migliaccio; "Baixo Gávea" (1986); "Simão, O Fantasma Trapalhão" (1998) e "Bufo e Spallanzani" (2001).

Na TV atuou nas novelas "Nino, o Italianinho", "Toninho on the Rocks", "O Bem-Amado" (onde interpretou seu papel mais famoso, Judicéia Cajazeira), "Marrom-Glacê", "A Gata Comeu", " Quem é Você? "; No seriado" O Bem Amado "(de 1980 a 1984), e fez participações em" A Comédia da Vida Privada "," Sai de Baixo "," Você Decide "e" Brava Gente ".

Fez também o curta "Célia & Rosita" (2000).

No teatro, Atuou em peças como "Vestido de Noiva", "As Tias de Mauro Rasi", "Os Ratos do Ano 2030", entre outras.

Em 2006, Dirce Migliaccio excursionou pelo país com uma Peça "Astro por um Dia" ao lado do irmão Flávio Migliaccio.

Em 2007, apareceu nas telas do cinema no filme "Xuxa em Sonho de Menina".

Desde setembro de 2008, Dirce Migliaccio travava uma luta pela vida. A mais famosa Emília do "Sítio do Picapau Amarelo" se recuperava no Retiro dos Artistas, no Rio de Janeiro.

No início de setembro de 2008, a atriz sofreu um AVC, perdendo o movimento das pernas dos braços e da casa onde vivia sozinha em São Paulo, ela foi levada para o abrigo em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

A atriz vivia em uma cadeira de rodas e não teve a fala comprometida, mas a eterna irmã cajazeira de "O Bem-Amado" pouco conversa. Sua rotina incluia sessões de fisioterapia e repouso. Quando perguntada sobre sua temporada no Retiro dos Artistas, Dirce Migliaccio se limitava a dizer:

- Só tenho rezado.

A atriz recebia a visita do irmão, o também ator Flávio Migliaccio, todos os fins de semana. Alguns atores, como Emiliano Queirós, seu companheiro de elenco dos tempos de "O Bem-Amado", também iam vê-la.

Dirce tinha planos de voltar ao batente - seu último trabalho foi no filme "Xuxa em um sonho de menina", lançado em 2007.

O Retiro dos Artistas, Instituição que dá uma assistência Grandes Atores do passado, recebeu, em 12 de fevereiro de 2009, das mãos da jovem atriz Karina Ferrari, a Anusha da novela "Caminho das Índias", um cheque da Rede Globo, com o valor de parte da bilheteria do show de Roberto Carlos na Arena do Rio, quando foi feita uma gravação do especial de fim de ano.

Para receber o presente em nome do Retiro, foi escalada a atriz, que deixou a menina muito emocionada por ser irmã de seu colega de elenco, o ator Flávio Migliaccio.

Dirce Migliaccio morreu dias antes de completar 76 anos. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde do Rio de Janeiro, ela estava internada com quadro de Pneumonia e Infecção Urinária desde o dia 8 de setembro de 2009, quando deu entrada na enfermaria do Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. Dez dias depois, ela foi transferida para o Hospital Municipal Álvaro Ramos, em Jacarepaguá, onde faleceu.

Fonte: Dramaturgia Brasileira - In Memoriam

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!