Dom Lino Deodato

LINO DEODATO RODRIGUES DE CARVALHO
(67 anos)
Bispo

* São Bernardo das Russas, CE (23/09/1826)
+ Aparecida, SP (19/08/1894)

Foi um sacerdote católico e nono bispo de São Paulo. Era filho de Joaquim José Rodrigues de Carvalho e de Alexandrina Rodrigues de Carvalho. Seus pais eram professores e com eles teve os primeiros estudos.

Em 1848 partiu para Olinda, sede do bispado, onde ingressou no seminário, numa época de reformas empreendidas principalmente por Dom João da Purificação Marques Perdigão (Ordem de Santo Agostinho), bispo de Olinda, e por Dom Romualdo Antônio Seixas, arcebispo da Bahia. Este espírito reformador marcou muito a personalidade do seminarista Lino.

Foi ordenado pelo próprio Dom João da Purificação Marques Perdigão. Após a ordenação, foi nomeado pároco de Russas, CE, onde também lecionou. Foi secretário do bispo do Ceará e deputado provincial pelo Partido Conservador em 1856.

Tendo sido indicado bispo de São Paulo por Dom Pedro II, imperador do Brasil, a 21/05/1871, aos 44 anos, e foi confirmado, por breve do Papa Pio IX, em 28/07/1872.

Foi sagrado bispo em São Paulo no dia 09/03/1873, sendo sagrante principal Dom Luís Antônio dos Santos, então bispo do Ceará e depois arcebispo da Bahia.

Tendo a saúde debilitada, solicitou a Roma um bispo auxiliar, no que foi atendido em 26/08/1892, com a nomeação de Dom Arcoverde.

Dom Lino Deodato foi bispo de São Paulo até 19/08/1894, quando veio a falecer, em Aparecida, aos 67 anos, durante uma Visita Pastoral.

Atividade e Contribuições

Dom Lino Deodato de Carvalho tomou posse em 06/01/1873, por seu procurador o cônego Drº Joaquim Manuel Gonçalves de Andrade, assumindo pessoalmente a 29/06/1873.

Ele foi o último bispo de São Paulo indicado pelo Imperador, porto que foi durante o seu governo que foi proclamada a República do Brasil, havendo a conseqüente separação entre a Igreja e o Estado.

Reformou a diocese, começando pelo seminário, trocando a direção, que até então era dos Frades Capuchinhos de Sabóia, e passando-a ao padre João Evangelista Braga.

Em 1888 convocou um Sínodo diocesano, insistiu na necessidade da boa formação do clero celibatário, na fidelidade doutrinária e na submissão total ao Romano Pontífice.

Exigiu dos párocos a residência, de fato, em suas paróquias. Fomentou a catequese e criou trinta e oito novas paróquias. Instituiu a província do Paraná, com vigários gerais forenses sediados em Curitiba.

Dom Lino Deodato sediou, em São Paulo a Conferência do Episcopado Brasileiro de 1890.

Em 28/11/1893, Dom Lino Deodato criou a paróquia de Aparecida, retirada do território de Guaratinguetá, e também concedeu à sua matriz o título de Santuário Episcopal.

Com a imigração italiana, Dom Lino Deodato procurou seguir as orientações do Papa Leão XIII para o trato dos imigrantes. Dom Lino Deodato recebeu muitos padres estrangeiros, sendo que a maioria dos seculares eram italianos. Também recebeu o clero religioso, destacando-se os Salesianos e Escalabrinianos. Porém, nenhum dos padres italianos foram admitidos no seminário.

Empreendeu, com diligência, suas Vistas Pastorais, tendo atenção extrema para com os "Livros do Tombo". Escreveu vinte e uma Cartas Pastorais e inúmeras cartas circulares. Soube conduzir a igreja de São Paulo na difícil transição do Império para a República. Teve sucesso na sua reforma da diocese, conseguindo aproximá-la do modelo romano desejado e mudando a mentalidade do clero.

Ordenações Episcopais

Dom Lino Deodato foi o principal sagrante dos seguintes bispos:

  • Dom Antônio Cândido de Alvarenga
  • Dom José Pereira da Silva Barros
  • Dom Joaquim José Vieira
  • Dom Manuel dos Santos Pereira

Fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!