Guilherme Corrêa

GUILHERME FLORES DA CUNHA CORRÊA
(75 anos)
Ator

* Quaraí, RS (29/10/1930)
+ Rio de Janeiro, RJ (02/02/2006)

Guilherme Corrêa desde cedo apaixonou-se por teatro. Estreou como amador em 1948, quando estudava no Colégio Júlio de Castilhos, em Porto Alegre.

Em 1953, fez sua estréia profissional na na Cia Nicette Bruno e Paulo Goulart, na peça "Weekend", com direção de Antunes Filho, ganhando o Prêmio Governador do Estado de Ator Revelação.

Trabalhou no Teatro Brasileiro de Comédia Companhia Nydia Licia - Sergio Cardoso. Fez Teatro de Revista com Lilian Fernandes e Colé Santana.

No teatro viveu diversos sucessos como: "Marido Matriz e Filial e Lá", "Um Edifício Chamado 200", "Feira de Adultério", "Se", "Camas Redondas, Casais Quadrados", "O Analista de Bagé", "A Nonna", "Estrela Dalva", "Trair e Coçar é Só Começar" e "Violetas na Janela", adaptação do livro psicografado por Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho, onde participou como diretor e ator por sete anos.

Na televisão, Guilherme Corrêa estreou no Teatro da Juventude, na TV Tupi. O programa se chamava "Grande Teatro Infantil". Participou também do "Grande Teatro Tupi", em peças importantes como "Anjos Sem Asas" e "Vestido de Noiva", de Nelson Rodrigues. Participou ainda inúmeras vezes do Teatro Record.

Em 1955 ele conquistou sucesso com o peão gaúcho do programa "Feira de Sorocaba", da TV Record.

Na década de 70, Guilherme Corrêa participou de todas as emissoras de televisão. No SBT esteve nas produções "Cavalo Amarelo" e "Dulcinéia Vai à Guerra". Na TV Tupi ele fez parte do elenco de "A Viagem". Na TV Manchete participou do sucesso "Dona Beija". Na Rede Globo participou de várias novelas, como "Rei do Gado", "Por Amor" e "Suave Veneno". Um de seus últimos trabalhos foi como o Padre José da minissérie "Aquarela do Brasil" (2000).

Sua carreira extensa inclui também participações em filmes brasileiros, com destaque para sua participação em "Bem Dotado, o Homem de Itu".

Guilherme Corrêa morreu aos 75 anos, no Rio de Janeiro, vítima de um infarto agudo do miocárdio. Era casado com atriz Ana Rosa, com quem teve duas filhas e adotou outras duas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!