Eduardo Wandenkolk

EDUARDO WANDENKOLK
(64 anos)
Militar e Político

* Rio de Janeiro, RJ (29/06/1838)
+ Rio de Janeiro, RJ (03/09/1902)

Filho do almirante João Maria Wandenkolk, Barão de Araguari no Brasil, e de Gregória Martina Gomensoro, falecida um ano antes da concessão do título nobiliárquico.

Era irmão de José Eduardo Wandenkolk, capitão de mar e guerra reformado, em 1870, que alguns confundem como sendo seu pai.

Tendo alcançado o posto de almirante, foi ministro da marinha do governo de Deodoro da Fonseca e senador da República de 1890 a 1900. Foi reformado pelo marechal Floriano Peixoto em 1892, após ter assinado o Manifesto dos 13 Generais. Foi detido e mandado para Tabatinga, no alto Amazonas, junto com outros presos políticos.

Após ter os seus direitos restabelecidos foi nomeado chefe do Estado-Maior da Armada em 1900.

Faleceu durante operação de Câncer na Garganta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!