Delegado da Mangueira

HEGIO LAURINDO DA SILVA
(90 anos)
Mestre Sala e Presidente de Honra da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira

* Rio de Janeiro, RJ (29/12/1921)
+ Rio de Janeiro, RJ (12/11/2012)

Nascido e criado no Morro da Mangueira em 29 de dezembro de 1921, cresceu na comunidade e começou a frequentar o samba ainda no colo da mãe, aos 3 anos. Ele integrou o bloco Unidos da Mangueira.

Aos 17 anos começou a desfilar como mestre-sala, arte que aprendeu vendo Marcelino, um dos fundadores da atividade, que desfilava como baliza do Bloco dos Arengueiros, precursor da Estação Primeira de Mangueira.

Por 36 anos Delegado tirou a nota máxima no desfile, ao lado das portas-bandeiras Nininha, Neide e Mocinha. Considerado um "pé de valsa" frequentador de gafieiras, alto e esguio tinha um jeito elegante de dançar, e prendia a atenção das moças, na época, o que lhe valeu o apelido de Delegado.

Em 2011 Delegado conquistou o título de Presidente de Horna da Mangueira.


Morte

Segundo os médicos, Delegado, o eterno mestre-sala da verde-e-rosa, estava internado na Clínica Santa Branca, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, desde o dia 6 de novembro de 2012. Delegado estava com 90 anos e morreu em decorrência de complicações de um Câncer na Próstata.

A morte do sambista foi atestada às 11:18hs. O velório foi marcado para 18:00hs de segunda-feira,  12/11/2012, na quadra da Mangueira, na Zona Norte. O enterro ocorreu na terça-feira, 13/11/2012, no Cemitério do Caju, na Zona Portuária.


Velório Com Cerveja

Os tambores e repiques da bateria Surdo Um anunciaram ao som do "Hino da Mangueira" o velório de Delegado. No início da noite, vários integrantes da escola foram à quadra da verde e rosa, na Zona Norte do Rio, para se despedir de um dos maiores ícones da agremiação. Além de samba, houve distribuição de cerveja e salgadinhos para a comunidade.

O presidente da Mangueira, Ivo Meirelles, explicou que Delegado sempre pediu para ser velado dessa maneira.

"O Hino da Mangueira era a música que ele mais gostava. Ele é o símbolo da escola, o maior mangueirense de todos os tempos, não vai aparecer outro igual. Temos que lembrar sempre desse cara, que nunca deixou de frequentar a escola, nunca pediu nada em troca e sempre conseguiu nota 10 em todas as vezes que desfilou", disse Ivo Meirelles, acrescentando que vai pedir à Prefeitura do Rio de Janeiro a mudança de nome para Delegado do viaduto ou da Avenida Visconde de Niterói, onde fica a quadra da escola.

Suluca, irmã de Delegado e presidente da ala das baianas, não conteve as lágrimas ao ver a chegada do corpo do irmão na quadra da escola: "Meu irmão é tudo na Mangueira. Foi mestre-sala, diretor de honra, é um símbolo", afirmou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!