Pitangueira

EUCLIDES FORTUNA
(84 anos)
Cantor e Compositor

* Itápolis, SP (18/10/1928)
+ São Paulo, SP (11/01/2013)

Euclides Fortuna junto com seu irmão e renomado compositor José Fortuna, formaram a dupla Zé Fortuna & Pitangueira, cantores de música sertaneja.

Em 1947, José Fortuna e Euclides Fortuna, criaram a dupla Zé Fortuna & Pitangueira. No mesmo período, mudaram-se para São Paulo onde conheceram o acordeonista Juventus Merenda. Os três formaram então um trio no qual Juventus Merenda ficou pouco tempo.

Em 1948, conheceram o acordeonista Coqueirinho, formando com ele o trio Os Maracanãs. Apresentaram-se no mesmo ano na Rádio Record de São Paulo.

Em 1953, a acordeonista Rosinha substituiu Coqueirinho, e Os Maracanãs passou a atuar com sucesso no programa "Terra, Sempre Terra", na Rádio Piratininga em São Paulo. Em 1956, gravaram o cateretê "O Selo de Sangue" (José Fortuna e Euclides Fortuna), e um de seus maiores sucessos. Em 1957, emplacaram outro sucesso com a valsa "Lenda da Valsa dos Noivos" (José Fortuna e Euclides Fortuna). Em 1958, passaram a atuar na Rádio Bandeirantes.

Em fins dos anos 1950, passou a fazer parte do trio o acordeonista Zé do Fole, em lugar de Rosinha, dando assim forma definitiva ao trio Os Maracanãs até a sua dissolução, em 1973.


Em 1959, gravaram a valsa "Paineira Velha" (José Fortuna), que se tornou um dos maiores sucessos do trio.

Em 1960, interpretaram a composição "Sob o Céu de Brasília" na inauguração da nova capital brasileira, e considerado como o hino inaugural de Brasília. No mesmo ano, gravaram a guarânia "Por Que?" (José Fortuna e Euclides Fortuna) e o tango "O Tango do Adeus" (José Fortuna e Lucílio Antunes dos Santos).

Em 1961, fizeram grande sucesso com a valsa "Retalhos de Amor" (José Fortuna), no mesmo disco em que gravaram o tango "Divina Pecadora" (José Fortuna e Euclides Fortuna). Em 1962, foram para a Rádio Tupi, e no mesmo ano, fizeram sucesso com a guarânia "Lembrança" (José Fortuna). Em 1963, gravaram o tango "Justiça de um Filho" (Léo Canhoto). Em 1964, passaram a atuar na Rádio Nove de Julho, em São Paulo. Em 1965, transferiram-se para a Rádio Nacional, também em São Paulo.

Ao longo dos anos 1950 e 1960, apresentaram-se nas principais rádios de quase todos os estados do Brasil. Em 1968, lançaram o LP "O Sol e a Lua".

Gravaram cerca de 40 LPs e diversos discos em 78 rotações. A maior parte das gravações do trio eram composições dos irmãos José Fortuna e Euclides Fortuna.

Euclides Fortuna, ou Pitangueira, era tio de Iara Fortuna, filha do José Fortuna, casada com o cantor e compositor Paraíso da dupla Mocóca & Paraíso.

Zé Fortuna & Pitangueira
Morte

Pitangueira faleceu no dia 11/01/2013, em São Paulo. O corpo de Pitangueira foi velado no Cemitério Parque dos Pinheiros no Tremembé em São Paulo, e o sepultamento ocorreu no dia 12/01/2013 às 14:00 hs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!