Maria Teresa

MARIA TERESA FRÓES
(63 anos)
Humorista

* Cambreúva, SP (13/03/1936)
+ São Paulo, SP (14/08/1999)

Maria Teresa foi humorista do programa "A Praça é Nossa" entre maio de 1987 e julho de 1995, na qual interpretou Vamércia, com o gesto do dedo indicador batendo levemente nos lábios, enquanto pronunciava a frase "Minha boca é um túmbalo!", tornou-se conhecido em todo o país. Vamércia era hóspede do hotel, em que fazia fofocas com as personagens, e Lady Grace Benedita, uma cantora que fingia falar inglês e só enrolava, falando palavras sem sentido em inglês, misturando com o português.

Sua carreira começou no início da década de 50 quando participou de radionovelas e passou por quase todas as redes nacionais de televisão do Brasil, onde apresentou e participou de vários programas. Em 1964, contratada da TV Excelsior de São Paulo, a comediante estreou o "Maria Teresa Show", escrito por Irvando Luís e aproveitando plenamente os recursos cômicos da artista.

Fez muito sucesso interpretando a personagem Marieta em dupla com Murilo Amorim Correa, o Vitório, tendo gravado sete LPs com estórias deste casal de italianos.


Maria Tereza foi a comediante feminina que mais venceu prêmios, tendo ganho vários Troféus Imprensa e Prêmios Roquete Pinto, o mais importante prêmio da TV brasileira na década de 60. Na década de 80, interpretou a personagem Mãe Mundinha, famosa pelo bordão "Quem furunfou, furunfou, quem não furunfou, não furunfa mais", pelo qual ganhou o Troféu Imprensa de 1982. Naquele mesmo ano, Sílvio Santos gravou uma música de carnaval utilizando o bordão de Mãe Mundinha como refrão.

Outro personagem seu que merece destaque é a velha Terezoca, que interpretou em parceria com Adoniran Barbosa, o Charutinho, no programa de rádio "História das Malocas", campeão de audiência da Rádio Record na década de 50, e que produziu um LP com a dupla. Dona Terezoca, uma pobre alma maloqueira reduzida à miséria material e moral por obra da condição econômica desfavorável, vivendo pequenas histórias de sabor cômico mas com qualidades de realismo e humanidade que eram a razão do sucesso dessa admirável série radiofônica no final da década de 50.

Além de "História das Malocas", na Rádio Record, integrava seu elenco de comediantes e participava de programas com títulos sugestivos como "Trupiquei na Jaca""Aqui, Gerarda" "Choá Para Dois"


Em meados dos anos 60, o programa humorístico que a comediante estrelava ao lado de Pagano Sobrinho era hilariante e atingia enormes índices de audiência pela Rádio Excelsior de São Paulo. 

Na década de 70, foi várias vezes censurada e impedida de trabalhar pela ditadura militar, devido às críticas sociais de alguns de seus vários personagens, como o engraxate Zé Galinha.

Sua carreira de sucesso foi coroada em 1993, quando chegou a ter um programa especial no SBT, chamado "Maria Teresa Especial" e participou de vários especiais do programa "A Praça é Nossa".

Maria Tereza faleceu aos 63 anos, vítima de edema pulmonar agudo e insuficiência coronariana, no Hospital São Camilo, em São Paulo.

Maria Teresa faleceu aos 63 anos, vítima de Edema Pulmonar Agudo e Insuficiência Coronariana, no Hospital São Camilo, em São Paulo.

Fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!