Zazá

AREOVALDO BATISTA DA SILVA
(67 anos)
Cantor

☼ Ipameri, GO (1952)
┼ Ipameri, GO (12/07/2019)

Areovaldo Batista da Silva, mais conhecido por seu nome artístico Zazá, ou ainda Zazá Brasil, foi um cantor, nascido em Ipameri, GO, em 1952, famoso por ter sido o segundo parceiro musical de Zezé di Camargo, antes deste tornar-se famoso ao lado de Luciano Camargo. A história da parceria dos dois, que era conhecida como Zazá & Zezé, tornou-se notória após ser mostrada no filme "2 Filhos de Francisco", em 2005.

A dupla Zazá & Zezé foi formada por volta de 1979 e foi o primeiro trabalho profissional de Zezé di Camargo, depois da extinção da dupla Camargo & Camarguinho, que formou, ainda criança, com o irmão Emival.

A dupla Zazá & Zezé gravou três discos. O primeiro deles, "A Caminho do Além", foi lançado em 1980 pela gravadora Chantecler. Neste LP, eles interpretaram as músicas "Canto, Bebo e Choro" (Zazá), "Por Favor, Volte Pra Mim" (Zazá), "Adeus Maria" (Zazá), "Alma da Terra" (João do Pinho e Zazá), "Casinha Triste" (João do Pinho e Zezé di Camargo), "Bandeira Branca" (Odaés Rosa), "Erro Imortal" (Sargento Marra), "Chuvas de Maio" (S. Flores Rivera e Santiago) e "Caminho do Além" (José Rico e Sargento Marra).


Em 1982, lançaram, pela Chantecler, o segundo LP, "Berço do Mundo", no qual interpretaram as músicas "Gosto de Fruta" (Zezé di Camargo), "Esperança Morta" (Zezé di Camargo), "Entre o Céu e o Inferno" (Ourival SirianoZezé di Camargo), "Posto da Esquina" (Zé de MeloZezé di Camargo), "Despida na Cama" (Bandeirante, Ourival SirianoZezé di Camargo), "Coração de Ninguém" (Lourival SirianoZezé di Camargo) e "Berço do Mundo" (Jaci Cardoso e Zazá).

Em 1984, a dupla lançou o seu último disco, o LP "Festa dos Quinze Anos", também pela Chantecler, com as músicas "A Festa dos Quinze Anos" (Darci Rossi e Marciano), "Rodovia" (Danúbio do Prado e Franco Montylla), "Aeronave do Adeus", "Uma Vez Por Semana", "A Noite é Nossa", "Saudade Danada", "Sonho de Amor", "Veneno", "Nosso Amor é Mais Importante", "Dama de Paus", "Paraíso" e "Casa Flutuante".

Depois deste disco, a parceria acabou se dissolvendo.

Em uma entrevista dada em 2017, Zezé contou que passou a usar o sobrenome di Camargo porque Areovaldo teria registrado o nome Zazá & Zezé sem que ele soubesse.

Carreira Pós Parceria Com Zezé di Camargo

Terminada a parceria com Zezé di Camargo, Zazá passou a adotar o nome artístico Zazá Brasil, e chegou a gravar alguns discos solo, mas não seguiu com a carreira, embora nunca tenha abandonado a música.

Ainda na década de 1980, Zazá chegou a se candidatar a vereador em Ipameri, GO, mas a sua verdadeira vocação sempre foi a música.

Nos anos 1990, Zazá se uniu a Maurício Rabelo, e formou a dupla Maurício Rabelo & Zazá Brasil.

Processos Contra Zilu Camargo e Contra os Produtores do Filme "2 Filhos de Francisco"

Em 2005, Zazá entrou com uma ação em que pedia indenização contra a esposa de Zezé di Camargo, Zilu Almeida Godoy de Camargo, com a alegação de que ela teria dito em uma entrevista à revista "Chiques e Famosos" que ele havia morrido e que isso trouxe transtornos irreparáveis a sua carreira. Zazá, porém, perdeu a ação, já que a Justiça entendeu que houve um erro do autor da matéria e que o mesmo foi reparado na edição seguinte da mesma revista, na seção "Gente e Destaques", com o título "Zazá Mais Vivo Que Nunca".

Em 2010, Zazá abriu uma nova ação na Justiça por danos morais contra a Columbia Tristar Filmes do Brasil, a Conspiração Filmes Entretenimento S.A., a Globo Filmes e a Zezé Di Camargo & Luciano Produções Ltda. com a alegação de "distorções sobre sua pessoa no filme 2 Filhos de Francisco".

No filme, Zazá aparece como Dudu e, segundo alega na ação, teve sua história contada de forma equivocada, o que lhe trouxe prejuízos para a carreira. A juíza, porém, julgou como improcedente a ação por entender que tratava-se de uma obra de ficção, não havendo obrigação de o filme narrar com exatidão toda a vida da dupla formada por Zezé di Camargo e seu irmão Luciano. "Principalmente em se tratando de filme cinematográfico cuja duração média é de duas horas, sendo impossível retratar em tão pouco tempo duas vidas inteiras".

Morte

Zazá faleceu na sexta-feira, 12/07/2019, aos 67 anos, em um hospital de Ipameri, região sudeste de Goiás, onde morava atualmente, vítima de um câncer no pâncreas.

"Ele descobriu o câncer há uns dois anos e fazia tratamento. Operou em 2018 e deu uma melhorada, mas agora piorou e não resistiu!", disse o irmão, também músico, Lázaro Batista da Silva.

Zazá foi velado em Ipameri, GO e sepultado no sábado, 13/07/2019, às 16h, no Cemitério Municipal.

Zazá era divorciado e deixou dois filhos.

Discografia

Os Caçulas do Brasil
  • 1978 - Os Caçulas do Brasil

Zazá & Zezé
  • 1980 - A Caminho do Além (Chantecler)
  • 1982 - Berço do Mundo (Chantecler)
  • 1984 - Festa dos 15 Anos (Chantecler)

* Participação da dupla nas coletâneas "Na Boca do Forno", de 1981, com a música "Erro Imortal", e "Movimento Jovem Sertanejo", também de 1982, interpretando as canções "Força da Fé" (Itapuã), e "O Imigrante" (José Fortuna e Paraíso).

Maurício Rabelo
  • 1992 - Maurício Rabelo e Zazá Brasil

Fonte: Wikipédia
#FamososQuePartiram #Zaza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!