Adelar Bertussi

ADELAR BERTUSSI
(84 anos)
Cantor, Compositor e Acordeonista

☼ Caxias do Sul, RS (15/02/1933)
┼ Campo Largo, PR (30/09/2017)

Adelar Bertussi foi um acordeonista, cantor e compositor de destaque no cenário mundial, consagrado pela exímia habilidade como acordeonista e um dos pioneiros na música tradicionalista gaúcha, nascido em Caxias do Sul, RS, no dia 15/02/1933.

De família de músicos, em 1940, seu pai Fioravante Bertussi formou um grupo com seus quatro filhos para tocar em bailes e festas: Honeyde, tocava violão e acordeon, Walmor, clarinete e bateria, Wilson, clarinete e saxofone e Adelar, ainda menino, tocava cavaquinho, gaita de botão e pandeiro, aperfeiçoando-se mais tarde em acordeon.

Na década de 1950, Honeyde e Adelar se destacaram tocando e cantando, e formaram a maior dupla gaúcha de todos os tempos, os Irmãos Bertussi.

Sua carreira de músico contou com mais de 70 anos de vida profissional. Entre LPs e CDs, possuiu mais de 50 discos gravados. Realizou mais de 6 mil apresentações entre bailes, shows e participações especiais no Brasil e exterior.


Possuiu mais de 400 músicas gravadas incluindo folclóricas e regionais do sul, além de músicas populares brasileiras, internacionais e clássicos. Também escreveu métodos de acordeon que em parceria com o maestro Waldir Teixeira, lançou o primeiro método "Som Bertussi" e na sequência o segundo volume intitulado "Som Bertussi - Som Maior".

Entre títulos, homenagens, prêmios, troféus e diversas formas de reconhecimento que recebeu, destacam-se o Título de Cidadão Honorário do Estado do Paraná e dos municípios de Pinhão, PR, São Marcos, RS e Emérito de Caxias do Sul, RS.

Participação especial no 4º Encontro dos Tradicionalistas Gaúchos nos Estados Unidos e na Festa das Nações em New York, a inauguração do Monumento aos Irmãos Bertussi em frente a Fazenda Bertussi, o lançamento do livro de Renato Mendonça, "Os Quatro Pilares da Tradição Gaúcha" e do livro "Coração Gaúcho - Irmãos Bertussi", de Tânia e Charles Tonet.

Também recebeu o Troféu Prêmio Açoriano, Melhores Gaiteiros do Mundo, e Prêmio da Música da Serra Gaúcha pela sua obra musical. Teve sua vida artística retratada em DVD no documentário musical chamado "Adelar Bertussi - O Tropeiro da Música Gaúcha".

História

Adelar Bertussi, criou com seu irmão Honeyde Bertussi um grupo de baile ao qual foi dado o nome de Irmãos Bertussi. Ele e seu irmão foram os pioneiros da música tradicionalista gaúcha, e também foi o primeiro grupo a incluir a bateria em bailes, fato inédito, porque na época os artistas se apresentavam nos bailes com um pandeiro, uma gaita, um violão e um bumbo. Os dois irmãos formavam um dueto de acordeon, dando assim início à moda de baile com duas gaitas ao invés de uma.

Hoje, Adelar Bertussi é referenciado como um símbolo do tradicionalismo gaúcho. Deixou o duo Os Bertussi no ano de 1998, e foi substituído por seu filho Gilney Bertussi. Passou então a apresentar-se em shows pelo Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Hoje o grupo Os Bertussi segue o caminho musical deixado por Adelar Bertussi com Gilney Bertussi (gaita e voz solo), Jaciano Fogaça (gaita e voz), Leandro (guitarra e vocal), Marcos Gomes do Nascimento (baixo e vocal) e Paulo Alessandro (bateria).

Morte

Adelar Bertussi faleceu na manhã de sábado, 30/09/2017, aos 84 anos, em Campo Largo, PR, quando estava internado no Hospital de Campo Largo, em decorrência de problema cardíacos. Adelar Bertussi enfrentava problemas cardíacos e respiratórios.

O velório aconteceu no domingo, 01/10/2017, no salão de São Jorge da Mulada e o sepultamento aconteceu na segunda-feira, 02/10/2017, na mesma localidade.

Fonte: Wikipédia
Indicação: Malcom Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!