Átila Iório

ÁTILA IÓRIO
(81 anos)
Ator

* Rio de Janeiro, RJ (1921)
+ Rio de Janeiro, RJ (10/12/2002)

Estreou nenhum cinema com o filme "Caídos do Céu", em 1946, de Luís de Barros, ao lado de grandes comediantes como Dercy Gonçalves e Walter D'Ávila.

Mas o sucesso chegou mesmo com o papel de Fabiano, protagonista do clássico "Vidas Secas", de Nelson Pereira dos Santos, em 1963, adaptado do romance de Graciliano Ramos.

Em 1964, Átila Iório atuou em outra famosa obra da cinematografia nacional: "Os Fuzis", de Ruy Guerra, no papel de Gaúcho. A partir daí, sua carreira seguiu com dezenas de outros filmes importantes como "Assalto ao Trem Pagador", "Os Carrascos Estão Entre Nós", "A Guerra dos Pelados", "Sagarana, o Duelo" e "Diário da Província".

Átila Iorio também foi um importante nome das novelas brasileiras com papéis marcantes em "Os Fantoches" (1967), "Os Estranhos" (1969) e "Dez Vidas" (1969), todas na TV Excelsior. Participou das duas versões em 1976 e 1997 da novela "Anjo Mau"; "O Feijão e o Sonho"; "Escrava Isaura" de 1976 como Miguel; "Os Gigantes" (1979) e "O Rei do Gado", todas da Rede Globo. Participou também da minissérie "Chapadão do Bugre" (1988) na TV Bandeirantes.


Átila Iório também fez aparições nos programas dos Trapalhões, sempre interpretando o personagem "malvado" dos quadros. Foi ao lado de Renato Aragão, Dedé Santana e Mussum que Átila Iório fez seu último filme, "O Mistério de Robin Hood", lançado em 1990.

De 1993 a 1997, Átila Iorio presidiu o Retiro dos Artistas, em Jacarepaguá e foi responsável pela implantação de uma série de melhorias para os velhos artistas que vivem lá.

Em uma carreira de mais de 50 anos participou de mais de 30 filmes e 13 novelas e minisséries. Faleceu em sua casa em Sepetiba, Rio de Janeiro, aos 81 anos, vítima de problemas decorrentes de asma, bronquite e enfisema pulmonar.

Átila Iório foi casado com a apresentadora e também atriz Adélia Iório.