Maria Clara Machado

MARIA CLARA MACHADO
(80 anos)
Escritora e Dramaturga

☼ Belo Horizonte, MG (03/04/1921)
┼ Rio de Janeiro, RJ (30/04/2001)

Maria Clara Machado foi uma escritora e dramaturga brasileira, nascida em Belo Horizonte, MG, no dia 03/04/1921. É autora de famosas peças infantis e fundadora do Tablado, escola de teatro do Rio de Janeiro. Filha de Aníbal Machado, escritor, futebolista, professor e homem de teatro brasileiro.

Nascida em Belo Horizonte, em 03/04/1921, Maria Clara mudou-se para o Rio de Janeiro aos 4 anos, indo morar em Ipanema. Permaneceu nesse bairro até sua morte, em 30/04/2001, aos 80 anos de idade.

Quando ela era criança, sua casa era um ponto de encontro de intelectuais, amigos de seu pai - nas palavras dela, "Um romântico comunista". Entre os grandes nomes que frequentavam as reuniões estavam Maria Helena Vieira da Silva, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade, Di Cavalcanti, Goeldi, Guignard, Cândido Portinari, Otto Lara Resende, Rubem Braga, João Cabral de Melo Neto, Moacyr Scliar e Tônia Carrero. Também passaram por lá Albert Camus e Pablo Neruda. Toda essa atmosfera contribuiu para cercar Maria Clara de cultura desde cedo.

Em 1949 concorreu a uma bolsa de estudos do governo francês para jovens intelectuais e acabou indo para Paris, onde teve contato definitivo com o teatro e a dança, se tornando aluna do mímico Decroux, do diretor Jean-Louis Barrault e de Rudolf Laban.


Um ano depois Maria Clara Machado voltou ao Brasil e foi trabalhar como enfermeira no Patronato da Gávea. Por ter muito jeito com crianças, acabou tentando montar um teatro amador com as pessoas da comunidade, mas como a grande maioria eram de operários que precisavam acordar muito cedo para trabalhar, ela tentou descobrir outra forma de realizar seu intento. Como não queria desistir dessa ideia, acabou por montar, em 1951, um grupo amador que apresentasse peças para a comunidade sem necessariamente contar com os moradores locais. Surgiu, então, o Teatro Tablado.

O Teatro Tablado apresentava peças para todos os públicos, mas sua principal força era com as peças infantis de Maria Clara Machado. Ela desenvolvia textos e fazia montagens de altíssima qualidade, até mesmo para a época. Seus textos são até hoje montados.

Considerada a maior autora de teatro infantil do país, Maria Clara Machado escreveu quase 30 peças infantis, livros para crianças e 3 peças para adultos: "As Interferências", "Os Embrulhos" e "Miss Brasil".

Além disso, o Teatro Tablado formou várias gerações de atores. Para se ter uma idéia, na primeira turma da escola faziam parte Marieta SeveroHildegard AngelNora Esteves e Djenane Machado. Durante seus 50 anos de existência, o Teatro Tablado formou mais de 5 mil atores, entre os quais várias estrelas do porte de Malu MaderLouise CardosoMiguel Falabella e Cláudia Abreu. E durante todo esse tempo, Maria Clara Machado sempre esteve presente, traçando diretrizes e ensinando mais e mais atores.


Sua primeira grande peça, "O Boi e o Burro a Caminho de Belém", de 1953, era um auto de Natal que rendeu ótimas críticas. A peça foi originalmente escrita para teatro de bonecos, mas, no fim, acabou sendo montada com atores.

De qualquer forma, foi em 1955 que surgiu o maior sucesso do Teatro Tablado e o texto mais montado de Maria Clara Machado: "Pluft, o Fantasminha". Essa peça, que conta com humor, poesia e diversas situações, possui apenas uma hora de duração, sendo considerada pela própria autora como sua obra mais completa.

Depois do sucesso de "Pluft, o Fantasminha", Maria Clara Machado escreveu várias outras peças, entre as quais "O Cavalinho Azul", "A Bruxinha Que Era Boa" e "A Menina e o Vento".

Sua última peça foi escrita em 2000, "Jonas e a Baleia", na qual Maria Clara Machado reconta esse episódio bíblico em parceria com Cacá Mourthé.

Em 2011 Maria Clara Machado foi enredo de Escola de Samba pela Porto da Pedra, pela terceira vez, sendo que a primeira foi com a Unidos do Jacarezinho e a segunda pela União da Ilha em 2003. Uma curiosidade é que o carnavalesco que desenvolveu o desfile da Porto da Pedra em 2011 é o mesmo que desenvolveu o desfile da União da Ilha em 2003.

Morte

Maria Clara Machado faleceu às 20h45 do dia 30/04/2001, aos 80 anos, em razão do Linfoma de Hodgkin, um tipo de câncer no Sistema Imunológico, diagnosticado há um ano e seis meses. Faleceu em sua casa em Ipanema, no Rio de Janeiro, RJ, ao lado da sobrinha, a atriz Cacá Mourthé, amigos e familiares.

"Ela detestava hospital, e se ficasse internada sofreria mais. Ela queria ficar perto da família", disse Cacá Mourthé.

O corpo de Maria Clara Machado foi levado para a capela do Patronato da Gávea, na Lagoa, próxima ao Teatro Tablado, onde foi velado.

O sepultamento aconteceu na terça-feira, 01/05/2001, às 16h00, no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Uma semana antes de seu falecimento, a escritora ganhou o Prêmio Shell de Personalidade, mas já não pôde ir recebê-lo. Foi representada por ex-alunos do Teatro Tablado, que a homenagearam.

Trabalhos

Peças Infantis (Escritora)
  • 1953 - O Boi e o Burro No Caminho de Belém
  • 1954 - O Rapto das Cebolinhas
  • 1955 - Pluft, o Fantasminha
  • 1956 - O Chapeuzinho Vermelho
  • 1957 - O Embarque de Noé
  • 1958 - A Bruxinha Que Era Boa
  • 1960 - O Cavalinho Azul
  • 1961 - Maroquinhas Fru-Fru
  • 1962 - A Gata Borralheira
  • 1963 - A Menina e o Vento
  • 1965 - A Volta do Camaleão Alface
  • 1967 - O Diamante do Grão-Mogol
  • 1968 - Maria Minhoca
  • 1969 - Camaleão na Lua
  • 1971 - Tribobó City
  • 1976 - O Patinho Feio
  • 1976 - Camaleão e as Batatas Mágicas
  • 1979 - Quem Matou o Leão?
  • 1980 - João e Maria
  • 1981 - Os Cigarras e os Formigas
  • 1984 - O Dragão Verde
  • 1985 - Aprendiz de Feiticeiro
  • 1987 - O Gato de Botas
  • 1992 - Passo a Passo no Paço
  • 1994 - A Coruja Sofia
  • 1994 - Tudo Por um Fio
  • 1996 - A Bela Adormecida
  • 2000 - Jonas e a Baleia (Com Cacá Mourthé)
  • 2004 - O Alfaiate do Rei

Peças Adultas (Escritora)
  • 1951 - A Moça da Cidade
  • 1963 - Referência 345
  • 1966 - As Interferências
  • 1970 - Os Embrulhos
  • 1970 - Miss, Apesar de Tudo, Brasil
  • 1972 - Um Tango Argentino [3]

Direção
  • 1951 - O Pastelão e a Torta
  • 1951 - A Moça e a Cidade
  • 1952 - Sganarello
  • 1953 - A Sapateira Prodigiosa
  • 1953 - O Boi e o Burro no Caminho de Belém
  • 1954 - O Rapto das Cebolinhas
  • 1955 - Pluft, o Fantasminha
  • 1956 - Chapeuzinho Vermelho
  • 1956 - A Sombra do Desfiladeiro
  • 1957 - O Embarque de Noé
  • 1958 - A Bruxinha Que Era Boa
  • 1958 - O Matrimônio
  • 1958 - O Rapto das Cebolinhas
  • 1959 - Do Mundo Nada Se Leva
  • 1960 - O Cavalinho Azul
  • 1961 - Maroquinhas Fru-Fru
  • 1962 - A Gata Borralheira
  • 1962 - O Médico à Força
  • 1963 - Barrabás
  • 1963 - A Menina e o Vento
  • 1964 - Sonho de Uma Noite de Verão
  • 1964 - Pluft, o Fantasminha
  • 1965 - Arlequim, Servidor de Dois Patrões
  • 1965 - A Volta de Camaleão Alface
  • 1966 - As Interferências
  • 1966 - O Cavalinho Azul
  • 1967 - O Diamante do Grão-Mogol
  • 1967 - As Aventuras de Pedro Trapaceiro
  • 1967 - O Pastelão e a Torta
  • 1968 - Maria Minhoca
  • 1968 - Aprendiz de Feiticeiro
  • 1969 - Pluft, o Fantasminha
  • 1969 - Camaleão na Lua
  • 1970 - Os Embrulhos
  • 1970 - Maroquinhas Fru-Fru
  • 1971 - O Boi e o Burro no Caminho de Belém
  • 1971 - Tribobó City
  • 1972 - Um Tango Argentino
  • 1972 - A Menina e o Vento
  • 1973 - O Embarque de Noé
  • 1973 - O Boi e o Burro no Caminho de Belém
  • 1974 - Vassa Geleznova
  • 1974 - Pluft, o Fantasminha
  • 1975 - O Dragão
  • 1976 - O Patinho Feio
  • 1976 - Camaleão e as Batatas Mágicas
  • 1977 - Pluft, o Fantasminha
  • 1978 - Quem Matou o Leão?
  • 1979 - O Cavalinho Azul
  • 1980 - João e Maria
  • 1980 - Platonov
  • 1981 - Os Cigarras e Os Formigas
  • 1982 - O Rapto das Cebolinhas
  • 1983 - Chapeuzinho Vermelho
  • 1984 - O Dragão Verde
  • 1985 - Aprendiz de Feiticeiro
  • 1985 - Pluft, o Fantasminha
  • 1986 - O Boi e o Burro no Caminho de Belém
  • 1987 - O Gato de Botas
  • 1988 - Tribobó City
  • 1990 - O Cavalinho Azul
  • 1991 - O Boi e o Burro no Caminho de Belém
  • 1992 - O Rapto das Cebolinhas
  • 1992 - O Boi e o Burro no Caminho de Belém
  • 1993 - O Diamante do Grão-Mogol
  • 1995 - Pluft, o Fantasminha
  • 1997 - O Gato de Botas

Como Atriz (Teatro)
  • 1949 - A Farsa do Advogado Pathelin
  • 1951 - A Moça e a Cidade
  • 1951 - O Moço Bom e Obediente (Nô Japonês)
  • 1952 - Sganarello
  • 1953 - A Sapateira Prodigiosa
  • 1954 - Nossa Cidade
  • 1955 - Diálogo das Carmelitas
  • 1955 - Tio Vânia
  • 1957 - O Tempo e os Conways
  • 1959 - Do Mundo Nada Se Leva
  • 1959 - Living-room
  • 1960 - Dona Rosita, a Solteira
  • 1961 - O Mal Entendido
  • 1981 - Ensina-me a Viver
  • 1985 - Este Mundo é um Hospício

Filmografia (Atriz)
  • 1951 - Angela
  • 1984 - O Cavalinho Azul

Televisão (Escritora)
  • 1972 - A Patota (TV Globo)

Adaptações de Suas Obras Para a TV e Cinema
  • 1964 - Pluft, o Fantasminha (Cinema)
  • 1975 - Pluft, o Fantasminha (TV Globo)
  • 1984 - O Cavalinho Azul (Cinema)

Livros
  • Pluft, O Fantasminha
  • Tribobó City
  • O Cavalinho Azul
  • O Dragão Verde
  • Clarinha na Ilha
  • Aventura do Teatro
  • Dudu e o Dinossauro
  • Lila e Sibila na Praia
  • Maria Clara Machado: Eu e o Teatro
  • Teatro I
  • Pacheco, O Cachorro Gigante
  • Teatro IV
  • O Sapateiro Feliz
  • A Menina e o Vento
  • A Bruxinha Que Era Boa
  • O Cavalinho Azul
  • Os Cigarras e os Formigas
  • A Aventura do Teatro
  • Antologia de Histórias
  • O Diamante do Grão-Mogol
  • Camaleão na Lua
  • Maria Minhoca a Volta do Camaleão Alface
  • Uma Aventura na Floresta
  • A Viagem de Clarinha
  • Teatro V: Cigarras e os Formigas, Quem Matou Leão?
  • Lila e Sibila no Mar

Prêmios

Associação de Críticos Teatrais
  • 1955 - Melhor Espetáculo (Pluft, o Fantasminha)
  • 1955 - Melhor Autor Nacional (Pluft, o Fantasminha)

Festival Nacional de Teatro Infantil, RJ
  • 1958 - Prêmio "Hors Concours" (A Bruxinha Que Era Boa)
  • 1970 - Tablado Ganha o Primeiro Lugar (Maroquinhas Fru-Fru)

Prêmio na IV Bienal de São Paulo
  • 1963 - A Menina e o Vento
  • Prêmio Paulo Pontes (FUNARJ)
  • 1980 - Uma das 7 personalidades mais atuantes no teatro em 1980

Premio Molière
  • 1980 - 30 Anos do Tablado

Prêmio Mambembe
  • 1984 - Melhor autora de texto para teatro infantil (O Dragão Verde)
  • 1985 - Melhor Autor de Peça Nacional (Indicada)
  • 1987 - Melhor Espetáculo (O Gato de Botas)
  • 1996 - Grupo, Movimento ou Personalidade (A Bela Adormecida)

Prêmio Ministério de Educação e Cultura e Inacen
  • 1985 - Cinco melhores espetáculos do ano (O Dragão Verde)
  • 1985 - Um dos melhores espetáculos apresentados no ano (Pluft, o Fantasminha)

Prêmio Coca-Cola
  • 1988 - Categoria Hors Concours
  • 1993 - Categoria Hors Concours (O Diamante do Grão-Mogol)
  • 1994 - Melhor Espetáculo (A Coruja Sofia)

Prêmio Machado de Assis Academia Brasileira de Letras (ABL)
  • 1991 - Conjunto de sua obra

Fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!