Walter Alfaiate

WALTER NUNES DE ABREU
(79 anos)
Cantor e Compositor

* Rio de Janeiro, RJ (07/06/1930)
+ Rio de Janeiro, RJ (27/02/2010)

Alfaiate - que, de fato, exercia a profissão que lhe deu apelido - começou a despontar nos anos 60, com a participação em rodas no Teatro Opinião e de shows na Boate Bolero. Teve músicas gravadas por João Nogueira e Paulinho da Viola na década de 70 e foi "redescoberto" pela mídia nos anos 90, também com apoio de Paulinho da Viola. Seu primeiro disco, Olha Aí foi gravado em 1998.

Nascido no Rio de Janeiro, iniciou o trabalho como alfaiate aos 13 anos, no bairro de Botafogo. Autodidata, compôs para blocos carnavalescos da região, como o Foliões de Botafogo e o São Clemente.

Participou nos anos 60 de rodas de samba no Teatro Opinião e formou vários grupos, com destaque para os Reais do Samba e o Samba Fofo. Mesmo sendo um dos principais nomes do samba em Botafogo, que viria a se tornar o grande celeiro de compositores do gênero, o cantor e compositor só foi descoberto na década de 70, quando Paulinho da Viola gravou três de suas canções – Coração Oprimido, A.M.O.R.Amor e Cuidado, Teu Orgulho Te Mata.

Brilhou como crooner da Boate Bolero, em Copacabana, onde ficou conhecido como Walter Sacode, por interpretar com maestria o samba Sacode Carola, de Hélio Nascimento e Alfredo Marques.

Em 1982 foi convidado pelo parceiro e amigo Mauro Duarte a entrar para o Grêmio Recreativo Escola de Samba Portela. Cultuado pela maioria dos sambistas do Rio de Janeiro, jamais foi reconhecido pelas gravadoras – com mais de 50 anos de carreira e com 200 sambas compostos, gravou apenas um disco intitulado, Olha Aí, lançado em 1998 pelo selo Alma e produzido por Aldir Blanc e Marco Aurélio.

Morte

O sambista carioca Walter Alfaiate, morreu no sábado (27/02/2010) por volta das 17hs, no Rio de Janeiro. O músico estava internado em estado grave há cerca de dois meses no Hospital da Lagoa, na Zona Sul da cidade.


Alfaiate havia sido transferido para a unidade de saúde em dezembro. Anteriormente, ele foi internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Instituto Estadual de Cardiologia Aloysio de Castro, no Humaitá, também na Zona Sul, por quase um mês.

O cantor e compositor deixou três filhos.

Fonte: Wikipédia e G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!