Hebe Camargo

HEBE MARIA MONTEIRO DE CAMARGO RAVAGNANI
(83 anos)
Apresentadora de TV, Atriz e Cantora

* Taubaté, SP (08/03/1929)
+ São Paulo, SP (29/09/2012)

Hebe Maria Monteiro de Camargo Ravagnani, mais conhecida como Hebe Camargo ou simplesmente Hebe, foi uma apresentadora de televisão, atriz e cantora brasileira, tida como a "Rainha da Televisão Brasileira". Ravagnani era seu sobrenome de casada.

Em mais de 60 anos de história na televisão brasileira, a apresentadora tinha um estilo próprio de entrevistar as pessoas. Ela se tornou popular com a expressão "gracinha", usada para elogiar convidados. Outra marca registrada de Hebe Camargo era dar selinhos nos entrevistados que passavam por seu famoso sofá.


Início da Carreira

Nascida em Taubaté,  a 130 km da capital, filha de Segesfredo Monteiro Camargo e Esther Magalhães Camargo, Hebe Camargo teve uma infância humilde. A Diva brasileira conviveu com a arte desde o seu nascimento. Seu pai, era violinista de cinema, já que os cinemas da época eram mudos e a trilha sonora dos filmes era feita ao vivo. Mas, em 1943, com o fim do cinema mudo,  Segesfredo ficou desempregado e a família Camargo tratou logo de ir para São Paulo em busca de melhores oportunidades. Foi ai que a então menina, Hebe Camargo, começou uma das mais fantásticas histórias artísticas do Brasil.

Logo em 1943, ano da mudança para SP, seu pai começou a trabalhar na Rádio Difusora, integrando a orquestra. No ano seguinte Hebe Camargo seguiu a veia artística de seu pai e iniciou sua participação em programas de calouros nas rádios de São Paulo, cantando e fazendo imitações de Carmem Miranda.

Já consagrada como caloura, Hebe Camargo formou o quarteto "Do-Ré-Mi-Fá" com sua irmã Estela e suas duas primas, Helena e Maria. O grupo fez sucesso, foi contratado pela Rádio Tupi, mas se extinguiu três anos depois. Hebe Camargo chegou a formar uma dupla sertaneja com sua irmã Stella Monteiro de Camargo Reis, chamada "Rosalinda e Florisbela", mas não durou muito tempo. Hebe Camargo então decidiu seguir carreira solo, lançando seu primeiro disco em 1959, chamado "Hebe e Vocês". Como cantora, a estrela ainda fez algumas participações em filmes do comediante Mazzaropi, contracenando com Agnaldo Rayol em um deles.  

Com o passar do tempo a cantora foi se transformando em apresentadora. Hebe Camargo estava junto com o grupo liderado por Assis Chateaubriand, que foi ao Porto de Santos para buscar os primeiros equipamentos de televisão da história brasileira, dando origem à primeira rede televisiva nacional, a TV Tupi. Sua estreia ocorreu na década de 50, com o programa "Calouros em Desfile". Logo após, surgiu o primeiro programa feminino da televisão, "O Mundo é das Mulheres".

Foi convidada por Assis Chateaubriand para participar da primeira transmissão ao vivo da televisão brasileira, no bairro do Sumaré, na cidade de São Paulo, em 1950. No primeiro dia de transmissões da Rede Tupi, Hebe Camargo viria a cantar no início do "TV na Taba" (que representava o início das trasmissões) o "Hino da Televisão", mas teve que faltar ao evento e sendo substituída por Lolita Rodrigues. Hebe Camargo faltou à cerimônia para acompanhar seu namorado na época em uma cerimônia na qual seria promovido.

O programa "Rancho Alegre" (1950) foi um dos primeiros programas em que Hebe Camargo participou na TV Tupi de São Paulo: sentada em um balanço de parquinho infantil Hebe Camargo fez um dueto com o cantor Ivon Curi. Tal apresentação está gravada em filme e é considerada uma relíquia da televisão brasileira, uma vez que o videotape ainda não existia e na época não se guardava a programação em acervos, como atualmente.


Estreou como apresentadora em 1955, no programa “O mundo é das mulheres”, na TV Carioca, a primeira atração voltada especialmente para mulheres. Antes disso, havia substituído Ary Barroso no programa de calouros apresentado por ele.

Em 1955 Hebe Camargo deu início ao primeiro programa feminino da TV brasileira, "O Mundo é das Mulheres",  na TV Carioca, onde chegou a apresentar cinco programas por semana. "O Mundo é das Mulheres"  foi a primeira atração voltada especialmente para mulheres. Antes disso, havia substituído Ary Barroso no programa de calouros apresentado por ele.

Em 1957,  Hebe Camargo, originalmente com os cabelos escuros passou a se apresentar com os cabelos tingidos de louro, os quais tornaram-se uma de suas marcas registradas.

Em 1960 foi contratada pela TV Continental para apresentar o programa "Hebe Comanda o Espetáculo".

Em 1964 a apresentadora casa-se com o empresário Décio Cupuano, união da qual nasceu Marcello de Camargo Capuano.

Em 10 de abril de 1966, foi ao ar pela primeira vez o seu programa dominical homônimo "Hebe Camargo", acompanhada do músico Caçulinha e seu regional TV Record. O programa a consagrou como entrevistadora e a tornou líder absoluta de audiência da época.

Durante a Jovem Guarda muitas personalidades e novos talentos passaram pelo "Sofá da Hebe", no qual eram entrevistados em um papo descontraído. Seus temas preferidos na época eram separações, erotismo, fofoca e macumba. Logo depois, a apresentadora Cidinha Campos veio ajudá-la nas entrevistas.

Para dedicar-se ao filho, Hebe Camargo ficou afastada da televisão por cerca de dez anos, quando voltou a aparecer na TV Bandeirantes. Passou por quase todas as emissoras de TV do Brasil, entre elas a Record e a Bandeirantes, nas décadas de 1970 e 1980. Na Bandeirantes, ficou até 1985, quando foi contratada pelo SBT.


Carreira Musical

 Famosa como apresentadora, ela não deixou de lado a carreira musical. Após lançar três discos entre 1959 e 1966, compilou suas canções mais conhecidas no CD "Maiores sucessos", de 1995. Depois, lançou mais quatro discos. "Pra Você" (1998), "Como é Grande Meu Amor Por Vocês" (2001), "As Mais Gostosas da Hebe" (2007) e "Hebe Mulher" (2010 - Ano em que participou do Grammy Latino).

O último álbum da carreira contou com participações de Daniel Boaventura e Roberto Carlos. Em todos os discos, o repertório foi abastecido por canções românticas.


Vida Pessoal

Foi casada duas vezes. Seu primeiro matrimônio foi com o empresário Décio Capuano. Ele foi o segundo namorado de Hebe Camargo e estavam morando juntos haviam 15 anos. Hebe Camargo se casou no civil e na igreja em 14 de julho de 1964, de vestido rosa, pois, por tradição da época, a noiva que não fosse mais virgem não poderia usar branco e Hebe Camargo também já tinha 35 anos, ela achava feio se casar como uma jovenzinha.

No mesmo ano descobriu que estava grávida. Em 20 de setembro de 1965 deu à luz um menino, a quem batizou de Marcello de Camargo Capuano. A criança nasceu de parto normal, na Maternidade São Paulo, na Cidade de São Paulo, em um parto prematuro de 8 meses. Décio era muito ciumento, não aceitava a carreira de Hebe Camargo, tanto que ela interrompeu por um ano até voltar às rádios e TVs.

No período que morou com Décio, antes de se casar oficialmente, Hebe Camargo engravidou duas vezes mas sofreu aborto espontâneo. O marido e ela brigavam muito, e ele a acusava de estar trabalhando demais na televisão, querendo que ela parasse de atuar, e a acusava de ser a culpada pelos dois abortos sofridos, porque trabalhava demais. Depois de casada e conseguir ter seu filho, o jeito do marido não mudou, se tornando infeliz no casamento. Não aguentando a oposição do marido a sua carreira e a crises conjugais, Hebe Camargo saiu de casa levando o filho do casal em 1971, e se divorciaram no mesmo ano.

Morando sozinha com o filho Marcello, conheceu o empresário Lélio Ravagnani. Eles começaram a namorar e em 1973 casou-se com Lélio, que ajudou-a a criar seu filho, mesmo o pai indo vê-lo as vezes. Hebe Camargo e Lélio Ravagnani viveram um casamento feliz por 29 anos, até a morte dele, em 2000.

Depois do falecimento de Lélio Ravagnani, Hebe Camargo permaneceu viúva, mas sempre com boas companhias. A amizade entre a apresentadora e as atrizes Nair Bello e Lolita Rodrigues, por exemplo, sempre foi uma referência na mídia. Sempre que vistas juntas publicamente, os resultados eram os mesmos: muitas risadas. O trio foi marcado por boas histórias, brincadeiras e gargalhadas.

Com a morte de Nair Bello em 2007, a amizade entre Hebe Camargo e Lolita Rodrigues fortaleceu-se ainda mais. A amizade que durou cerca de 65 anos, começou na adolescência quando as duas possuíam o sonho de tornarem-se cantoras. Anos mais tarde, já casadas, a amizade continuou firme. Com o nascimento de Marcello, filho de Hebe Camargo, Lolita Rodrigues passou a visitar a amiga todos os dias da semana. Posteriormente, as agendas cheias as impediram de se ver com frequência, mas a amizade era eterna.

Em uma entrevista a revista Veja, Hebe Camargo declarou que aos 18 anos, em 1947, na sua primeira relação sexual, engravidou do seu primeiro namorado, o empresário Luís Ramos, um homem mais velho e experiente em conquistas. Tomou essa decisão pelo fato que ele a traía constantemente, os dois viviam brigando, e por ser vergonhoso para os pais terem uma filha mãe solteira. A situação piorou quando Hebe Camargo foi abandonada grávida por Luís. Sem alternativas, com medo de ser expulsa de casa e com pena dos pais pelo vexame que passariam de ter uma filha sem marido e com filho, um dia, sem contar a ninguém, decidiu fazer um aborto, indo a casa afastada que fazia esse tipo de procedimento.

Hebe Camargo relatou que o aborto foi sem nenhum tipo de anestesia, a fazendo gritar de dor, por causa do corte na hora de tirar o feto. Isso a fez sofrer muito. Ao sair de lá, continuou mal e demorou por meses para se recuperar, sentindo dores e hemorragias. Ela acabou mentindo para os pais, escondendo tudo deles e dizendo que estava bem, somente com cólicas. Passou a tomar remédios e mais remédios escondida, sem orientação médica, e por milagre não faleceu ou teve sequelas, sarando sozinha. Apesar de tanto sofrimento físico e emocional, Hebe Camargo diz que não se arrependeu desse ato, que fez isso na hora certa. Não poderia ter um filho naquela época, afirmou.

Hebe Camargo (Foto: Clayton de Souza/AE)
SBT

Em 1986, Hebe Camargo foi para o SBT, onde apresentou três programas: "Hebe", no ar até 2010, "Hebe Por Elas" e "Fora do Ar", além de participar do "Teleton" e em especiais humorísticos, como um quadro do espetáculo da entrega do Troféu Roquette Pinto, "Romeu e Julieta", em que contracenou com Ronald Golias e Nair Bello, já falecidos, artistas que foram grandes amigos da apresentadora.

O programa "Hebe" entrou no ar em 4 de março de 1986. Entre 1986 a 1993, o programa foi ao ar nas terças-feiras. Em 1993, migrou para as tardes de domingo. No ano seguinte, foi para a segunda. Durante um período, foi exibido aos sábados. A apresentadora recebia convidados para pequenos debates e apresentações musicais: todos se sentavam em um confortável sofá, que é quase uma instituição da televisão brasileira.

Em 1995, a gravadora EMI lançou um CD com os maiores sucessos de Hebe Camargo. Em 1999 voltou a lançar um CD. Em 22 de abril de 2006 comemorou o milésimo programa pelo SBT.


DVD "Hebe Mulher e Amigos"

Em 2010, aos 81 anos, Hebe Camargo gravou seu primeiro DVD ao vivo, "Hebe Mulher e Amigos", com duas apresentações, uma em São Paulo, no Credicard Hall em 27 de outubro e outro no Rio de Janeiro, no Citibank Hall em 24 de novembro. No show, a apresentadora recebeu diversas personalidades da música brasileira como Fábio Jr., Daniel, Leonardo, Maria Rita, Paula Fernandes, Chitãozinho & Xororó e Bruno & Marrone, os quais entrevistou em um sofá, como se estivesse em seu programa de auditório.

SBT e RedeTV!

Por volta das 16:30 hs de 13 de dezembro de 2010, ao final da gravação do especial de Reveillon de seu programa no SBT, Hebe Camargo, pegando a todos de surpresa, leu uma carta de próprio punho para seu auditório e público informando que aquela foi a sua última atuação como funcionária do SBT. Estava ela se despedindo da emissora de Silvio Santos depois de 24 anos. O contrato dela com o SBT venceria no dia 31 de dezembro, mas diante disto Hebe Camargo confirma que não deve mais renovar com a emissora.

O último programa de Hebe Camargo no SBT foi ao ar em 27 de dezembro de 2010. Dois dias antes de anunciar a saída da emissora, no dia 11 de dezembro. Hebe Camargo, com permissão do SBT, gravou com o apresentador Fausto Silva o "Domingão do Faustão", da Rede Globo, onde recebeu uma homenagem. Este programa foi ao ar no dia 26 de dezembro de 2010.

Após sua saída do SBT, ela assinou contrato com a RedeTV! em 15 de dezembro de 2010 para receber 500 mil reais por mês mais 50% de todos os merchandisings, estreando na emissora em 16 de março de 2011, ocupando o terceiro lugar na audiência na Grande São Paulo. O programa possuia o mesmo formato do seu programa na antiga emissora sendo exibido ás terças-feiras.

Segundo a o site Radar Online da revista Veja a emissora estaria propondo aos seus funcionários uma diminuição para a renovação dos contratos pela metade do salário. Em 24 de agosto de 2012 a colunista do jornal Folha de São Paulo, Keila Jimenez, publicou que após a apresentadora ter reclamado dos atrasos de salários pela emissora a equipe de seu programa havia sido desmanchada. Após várias especulações sobre a ida da apresentadora de volta para o SBT o colunista Flávio Ricco do portal UOL intitulou a matéria de "Hebe Camargo Está de Volta ao SBT", sobre o retorno a sua antiga "casa", o que foi desmentido pelo agente da apresentadora.

A confirmação da rescisão do contrato com a RedeTV! saiu dois dias após, em 17 de setembro. A última exibição do programa Hebe Camargo na RedeTV! ocorreu no dia 25 de setembro de 2012 em uma edição especial de despedida da emissora. Dois dias após a exibição do especial o SBT anunciou a volta da apresentadora a casa.

Em julho de 2012, quando  Hebe Camargo estava internada num hospital da cidade de São Paulo, ela teve a ideia de ligar para Carlos Nascimento, jornalista e apresentador do SBT. Na ligação, ela disse que queria votar para o reality show "O Maior Brasileiro de Todos os Tempos". Durante esta semana, o programa estava em uma competição do Pelé e Juscelino Kubitschek, e ela escolheu votar no rei Pelé. Durante a conversa também falou sobre o estado de saúde, afirmando que graças a Deus e à riqueza dos remédios, estava melhorando. Em sua participação, aproveitou para elogiar o ex-patrão Silvio Santos e criticou a sua antiga emissora, a RedeTV!.

"Eu queria dizer que Silvio Santos jamais atrasou os pagamentos!"
(Hebe Camargo)


Doença e Morte

A apresentadora foi diagnosticada com Câncer no Peritônio, membrana que envolve os órgãos do aparelho digestivo, em janeiro de 2010. Em sua primeira gravação após 12 dias internada para a retirada de nódulos e para o início do tratamento quimioterápico, Hebe Camargo mostrou gratidão com fãs e celebridades que a apoiaram. "Posso até morrer daqui a pouco, que vou morrer feliz da vida", comentou em março de 2010, ainda no SBT.

Na ocasião, Hebe Camargo subiu ao palco ao som de Ivete Sangalo, Ney Matogrosso, Leonardo e Maria Rita cantando juntos. "Vocês são a causa disso tudo. Me colocaram nesse pedestal que eu não mereço. É impossível encontrar palavras para descrever esse momento", disse para a plateia. Depois, entoou "Ó Nóis Aqui Traveis", samba do grupo Demônios da Garoa.

Em setembro de 2011, Hebe Camargo iniciou um novo tratamento contra o câncer, com sessões de quimioterapia preventivas. "Não estou doente, apenas continuo me tratando pra poder ficar com vocês muito tempo ainda", disse. Por conta do retorno ao tratamento, ela havia voltado a perder cabelo e, consequentemente, a usar perucas.

"Evidentemente, todo remédio forte causa algum problema. O meu problema é que eu, de novo, fiquei carequinha. Eu não estou careca, mas quase. Então, evidentemente, estou de peruca", afirmou, em comunicado enviado à imprensa. Ela ainda brincou, referindo-se ao ator Reynaldo Gianecchini, que fazia um tratamento contra um câncer no sistema linfático. "Vou sair linda, igual ao Reynaldo Gianecchini", disse.

Nos últimos dois anos, Hebe passou por várias cirurgias e tratamentos contra o câncer. Em janeiro de 2010, a apresentadora ficou 12 dias internada para retirada de nódulos na região do peritônio e iniciou tratamento quimioterápico. Em 2011, fez novas sessões de quimioterapia preventivas. Em março de 2012, passou por uma cirurgia de emergência para retirar um tumor que causava obstrução intestinal, ficando 13 dias no hospital. Em junho, realizou uma nova cirurgia de emergência para retirada da vesícula. No mês de julho, segundo o sobrinho Claudio Pessutti, ficou internada por cinco dias para a realização de exames.

Hebe Camargo morreu em 29 de setembro de 2012, em São Paulo aos 83 anos após sofrer uma Parada Cardíaca de madrugada, enquanto dormia.

O velório será realizado no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo, no Morumbi, a partir das 18:00 hs de sábado, 29/09/2012 - o carro funerário chegou à casa da apresentadora por volta das 16:15 hs. O sepultamento está marcado para as 9:30 hs de domingo, 30/09/2012, no Cemitério Gethsemani, segundo funcionários do local e o governo do Estado de São Paulo.



Televisão

  • 2011 - Hebe (RedeTV!)
  • 2009 - Elas Cantam Roberto (TV Globo)
  • 2007 - Amigas e Rivais (SBT)
  • 2005 - Fora do Ar (SBT)
  • 2003 - Romeu e Julieta Versão 3 (SBT)
  • 2002 - SBT Palace Hotel (SBT)
  • 2000 - TV Ano 50 (TV Globo)
  • 1998 - Teleton (SBT)
  • 1995 - Escolinha do Golias (SBT)
  • 1990 - Romeu e Julieta Versão 2 (SBT)
  • 1986 a 2010 - Hebe (SBT)
  • 1979 a 1985 - Hebe (Bandeirantes)
  • 1980 - Cavalo Amarelo (Bandeirantes)
  • 1978 - O Profeta (TV Tupi)
  • 1970 - As Pupilas do Senhor Reitor (TV Record)
  • 1968 - Romeu e Julieta Versão 1 (TV Record)
  • 1960 - Hebe Comanda o Espetáculo (TV Continental) 
  • 1957 - Hebe Comanda o Espetáculo (TV Record)
  • 1955 - O Mundo é das Mulheres (TV Record)
  • 1950 - TV na Taba (TV Tupi)

Cinema

  • 2009 - Xuxa e o Mistério de Feiurinha
  • 2005 - Coisa de Mulher
  • 2000 - Dinossauro (Dublagem da personagem Baylene)
  • 1960 - Zé do Periquito
  • 1951 - Liana, a Pecadora
  • 1949 - Quase no Céu

Música

  • 2010 - Hebe Mulher
  • 2007 - As Mais Gostosas da Hebe
  • 2001 - Como é Grande o Meu Amor Por Vocês
  • 1998 - Pra Você
  • 1995 - Maiores Sucessos
  • 1966 - Hebe Camargo
  • 1961 - Festa de Ritmos
  • 1959 - Hebe e Vocês

7 comentários:

  1. Marcos, ficou muito bom...gostei de tudo que colocou,se for mesmo falar tudo sobre a HEBE tinha que ESCREVER UM LIVRO...PARABÉNS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hebe era conhecida como da Dama da Televisão brasileira.......tinha um grande carisma e ficou por muito tempo na TV

      Excluir
  2. Grande Hebe Camargo, descanse em paz porque a sua história de vida é muito linda e se tornará presente por todos os lugares. A televisão e nós perdemos uma grande artista mas fica a certeza de que o céu está em festa pois como você mesma dizia: Será um prazer INENARRÁVEL para Deus recebê-la neste dia!

    ResponderExcluir
  3. Hebe é UNICA!!! Jamais ninguém vai se equiparar a ela!!! Passou por aqui e fez bonito!!!83 anos muito bem vividos!!! Parabéns Hebe!!! Aplausos mil!!!Muita luz pra você!!! Valeu!!!

    ResponderExcluir
  4. Dizem que normalmente os comediantes são pessoas tristes. Hebe Camargo não era comediante, mas nos fez rir por décadas! Ao contrário dos comediantes profissionais, ela esbanjava bom humor, assim como uma amiga intima dela que também já morreu, Nair Belo! Com certeza o Brasil ficou muito mais sério e sem graça com a morte dessas duas estrelas da TV brasileira! Marcos, já vi várias biografias nesse seu espaço, mas essa página da Hebe, ficou incrível, caprichado mesmo, digno de uma artista do calibre de Hebe, PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  5. Se for falar tudo sobre Hebe,não haverá espaço suficiente.Afinal,quem nasceu pra ser rainha jamais perde sua Majestade...Será pra sempre a nossa estrela,a nossa Rainha...

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!