Laura de Vison

NORBERTO CHUCRI DAVID
(67 anos)
Ator, Professor e Transexual

* Rio de Janeiro, RJ (07/09/1939)
+ Rio de Janeiro, RJ (08/07/2007)

Norberto Chucri David, artisticamente Laura de Vison, foi um ator e transformista brasileiro.

Carioca do Engenho de Dentro, filho de pais libaneses que comercializavam tecidos com a ajuda dos filhos, Norberto estudou na Faculdade Nacional de Filosofia e licenciou-se em filosofia, psicologia e história. Como Norberto, viveu profissionalmente como professor de História em escolas públicas e particulares do Rio de Janeiro. Como professor, usava paletó e gravata, diariamente, mas não era sempre convencional. Certa vez, chegou a se vestir de Cleópatra para explicar a História do Egito.

Considerada a musa do underground carioca, Laura de Vison fez muito sucesso nas décadas de 70, 80 e 90 como transformista. Seu nome artístico surgiu ainda na década de 60 quando desfilava de biquíni e casaco de pele no Carnaval carioca. Até recentemente, Laura de Vison fazia shows na cena LGBT carioca e suas aparições eram sempre muito festejadas.

Norberto Chucri David

Um de seus principais palcos foi o Bar Boêmio, no Centro do Rio de Janeiro. Ali, era aplaudida por turistas, antropólogos, sociólogos, atores, cantores e personalidades internacionais, como o estilista Jean Paul Gaultier. Quando soube que Laura de Vison lecionava história e moral e cívica, Jean Paul Gaultier ficou pasmo: "Interessante essa faceta dupla, isso não seria permitido pela moral francesa", declarou à imprensa.

 Com reconhecimento internacional, principalmente pelo seu estilo exótico de se montar, Laura de Vison a ser capa da revista americana "Out Look".

Após 18 anos como professor no Colégio Cenecista Capitão Lemos Cunha, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, perdeu o emprego porque respondeu às perguntas dos alunos sobre a transmissão sexual da AIDS. Na década de 1970 foi presa por homofobia, segundo ela "simplesmente por ser gay". Ficou dez dias em uma cela que lhe rendeu uma grande experiência de vida.

Muito profissional, em "O Fantasma da Ópera" chegou a comer o cérebro do fantasma: dois miolos crus, com quase 300 gramas. Laura de Vison geralmente era comparada a drag queen americana Divine, atriz preferida do diretor John Waters no longa metragem Pink Flamingos (1972) por suas performances bizarras e incomuns.

Durante sua carreira, Laura atuou em oito filme, entre curtas e longas, inclusive no premiado "Cazuza, o Tempo Não Para", onde viveu a si mesma. Seu último trabalho foi a peça teatral "Dei a Elza Em Você", em 2006. No espetáculo, três drag-queens decadentes decidem montar um show com rapazes musculosos.


Morte

Laura de Vison faleceu no dia 8 de julho de 2007 vítima de Insuficiência Cardiorrespiratória decorrente de complicações de uma cirurgia para tratamento de problemas de Hérnia. O enterro aconteceu no dia posterior, às 14:00 hs, no cemitério de Inhaúma, no Rio de Janeiro. Deixou irmãos, sobrinhos, amigos, "afilhados" e uma legião de fãs. 

Filmografia
  • 2005 - Mamãe Parabólica
  • 2005 - Laura, Laura
  • 2004 - Cazuza - O Tempo Não Pára
  • 2001 - Memórias Póstumas
  • 1999 - Você Decide (Episódio: Ninguém é Perfeito)
  • 1994 - Incidente em Antares … Cantora Garcia  (Minissérie)
  • 1987 - No Rio Vale Tudo (Si Tu Vas à Rio… Tu Meurs)
  • 1985 - Noite

Prêmios

  • Medalha de Ouro no Festival du Court-Métrage de Bruxelles, na Bélgica, em virtude do filme "O Bigode da Aranha"
  • Candango de Ouro, em Brasília, e Sol de Prata, no Fest Rio, na categoria de melhor ator em "Mamãe Parabólica"

Fonte: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!