Cleide Alves

CLEIDE ALVES DA SILVA
(68 anos)
Cantora

* Rio de Janeiro, RJ (05/12/1946)
+ Rio de Janeiro, RJ (06/03/2015)

Apelidada de "A Estrelinha do Rock", Cleide Alves é uma das pioneiras da Jovem Guarda. Surgiu no início da década de 60, quando lançou, em 1960, o seu primeiro disco pela gravadora Copacabana, um 78 RPM, interpretando "Help, Help, Maybe" (Fernando Costa, Alfredo Max e Chamarelli) e "Seguindo e Cantando" (Roberto Correia).

Em 1962 gravou "Chega" (Floyd Robinson e Demétrius) e "Meu Anjo da Guarda" (Rossini Pinto e Fernando Costa). Tornou a primeira cantora a gravar uma música da dupla Roberto Carlos e Erasmo Carlos, "Procurando um Broto".

Em 1964 lançou o LP "Twist, Hully Gully e Cleide Alves", pela RGE, acompanhada pelo conjunto Renato e Seus Blue Caps, que tinha a música "Mamãe Acha Que é Normal", um de seus maiores sucessos.

Atuou ao longo dos anos 60 gravando vários compactos e obtendo algum sucesso no período da Jovem Guarda.

Em 1968 lançou um compacto simples com as músicas "Você Não Serve Para Ser Meu Namorado" e "Não Me Diga Adeus Agora"

Em 1970 lançou o LP "Canção de Nós Dois", com música-título de Vinícius de Moraes. Com o declínio da Jovem Guarda, afastou-se do meio artístico.

Nos anos 90 retornou às gravações no disco comemorativo aos 30 anos da Jovem Guarda interpretando "Estúpido cupido", sucesso gravado originalmente por Celly Campello.

Morte

Cleide Alves faleceu no Rio de Janeiro, aos 68 anos, no dia 06/03/2015. Foi sepultada no dia 07/03/2015, no Cemitério do Catumbi.

Discografia
  • 1970 - Canção de Nós Dois (RCA Victor)
  • 1968 - Você Não Serve Para Ser Meu Namorado / Não Me Diga AdeuS Agora (RCA, Compacto Simples)
  • 1964 - Twist, Hully Gully e Cleide Alves (RGE, LP)
  • 1963 - Habib Twist / Procurando Um Broto (Copacabana, 78)
  • 1961 - Chega / Meu Anjo da Guarda (Copacabana, 78)
  • 1960 - Help, Help, Maybe / Seguindo e Cantando (Copacabana, 78)

Indicação: Miguel Sampaio

2 comentários:

  1. Obrigada! Não conhecia, infelizmente essa artista da Jovem Guarda! Embora fosse criança lembro dos mais famosos. Só ouvia no rádio. Nessa época, no meu interior não havia TV. Obrigada!

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!