Sólon Salles

SÓLON HANSER SALLES
(71 anos)
Cantor

☼ Sorocaba, SP (05/12/1923)
┼ São Paulo, SP (15/01/1995)

Sólon Salles era filho de Antonio Marcelo de Salles e Rosa Hanser. Desde garoto foi ligado às artes. Logo aos três anos de idade, fazia acrobacias, trapézio e mágicas num circo da cidade. E ainda cantava pequenas músicas para agradar o público. Fazia sucesso, tão pequeno era. Começou logo a dedilhar um violãozinho de madeira, e mostrava mesmo que era artista.

Assim passou a primeira infância, mas aos 14 anos mudou-se com a família para a capital paulista e teve que trabalhar para ajudar em casa. Foi ser datilógrafo de um sindicato, embora seu pensamento estivesse sempre em arte.

Em 1943 apareceu na Rádio Cultura de São Paulo e foi aprovado em um teste. Nascia aí o profissional, pois assinou contrato como cantor. Nessa emissora, que era chamada de O Palácio do Rádio, pois possuía um grande auditório e os artistas se apresentavam em traje de gala, Sólon Salles cantou por vários anos. Cantava na "Novelinha Sertaneja" e ali fez sucesso, embora seu nome nem aparecesse.

Cantava marcando os personagens dos atores Laura Cardoso e Fernando Baleroni, que logo vieram a se casar e foram sucesso de mídia. Começaram a surgir cartas perguntando de quem era aquela voz tão melodiosa. Aí Sólon Salles ganhou seu programa musical e em seguida seu primeiro disco.

Em 1948 lançou "Segue Teu Caminho" (Mário Zan).


Da Rádio Cultura, Sólon Salles passou pela a Rádio Record, Rádio Bandeirantes, Rádio Excelsior e Rádio Nacional, e depois para a TV Paulista.

O tempo foi passando e o moço cantor fazendo sucesso e gravando discos. Cantava em todas as emissoras de rádio e televisão, mas principalmente na TV Record e TV Cultura.

Mas aí houve um fato trágico em sua vida. Ele que era casado e apaixonado por sua esposa Diva e veio a perdê-la. Isso muito o abateu. Ele passou a cantar menos, entristecido que estava. Era um casamento de 34 anos, do qual nasceram as duas filhas Regina Luzia e Teresinha de FátimaRegina Luzia falecera aos onze dias de vida, mas Sólon Salles seguira em frente, com o apoio de sua esposa. Já com o falecimento desta, ele começou a se afastar, entrando em depressão. Existe uma terceira pessoa de que Sólon Salles gostava muito e considerava como um filho. É Henrique Garutti, seu genro, casado com Teresinha de Fátima.

Deve-se frisar que foram mais de 40 anos de uma carreira belíssima, tendo Sólon Salles cantado, por exemplo, no Vale do Anhangabaú, na festa de comemoração dos quatrocentos anos da cidade de São Paulo. E também que ele foi um dos principais cantores da caravana artística que era organizada por Sílvio Santos, que se chamava "Caravana do Peru Que Fala".

Sólon Salles, um grande cantor paulista, veio a falecer em 15/01/1995. Deixou a filha Teresinha de Fátima e dois netos, Alexandra e Arthur Henrique. Deixou também muita saudade no coração de seus colegas e admiradores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!