Margot Louro

MARGARIDA TERESA DIAS
(95 anos)
Atriz

* Rio de Janeiro, RJ (23/11/1916)
+ São Lourenço, MG (28/12/2011)

Foi uma atriz brasileira viúva do comediante Oscarito, seu esposo por 35 anos, com quem teve dois filhos, entre eles, a também atriz e dubladora Miriam Teresa.

Eles se conheceram no circo, quando começavam suas carreiras. Ela tinha 14 anos e cantava marchinhas de carnaval. Ele era bem mais velho, tinha 25 e divertia a platéia com suas palhaçadas profissionais.

Foi amor à primeira vista. A mãe dela não gostou nem um pouco de saber que a filha adolescente estava namorando um palhaço de circo, mais velho e sem uma situação financeira estável. Mas, depois de conhecer a família dele, e de um namoro de dois anos, a mãe aceitou o casamento da filha com o "palhaço", que viria a ser um dos humoristas mais famosos do Brasil.

Margot Louro, se tornou atriz e acompanhou o marido durante os 35 anos em que ficaram casados. A união rendeu dois filhos, cinco netos, um deles o também ator Carlos Loffler, e dois bisnetos. Inseparáveis, eles costumavam freqüentar cassinos, apresentavam-se juntos e tinham o mesmo tipo de pensamento: trabalhar, ganhar dinheiro e dar conforto para a família.

Nos últimos anos de vida de Oscarito, que morreu em agosto de 1970, eles viviam num apartamento de frente para a praia, na Avenida Atlântica, no Rio de Janeiro.

Anos depois da morte de Oscarito, Margot Louro preferiu o sossego e a paz da cidade de São Lourenço, em Minas Gerais, morando numa antiga casa que freqüentava com o marido. Sozinha, ela passeava por parques e reencontrava o pessoal da cidade, que sentava ao seu lado para relembrar os bons tempos e as divertidas histórias do rei da chanchada.
Oscarito e Margot Louro, 1938
Quando iam a São Lourenço, Oscarito ficava incomodado com o assédio dos fãs, dizendo à mulher que parecia um Papai Noel no trono, onde todo mundo queria chegar perto.

Segundo ela, ele era de um temperamento especial e em família não falava palavrões e nem gostava de imoralidade. "Tenho certeza de que se Oscarito ainda estivesse vivo, ficaria horrorizado com a onda de imoralidade na televisão", dizia Margot, que brincava dizendo que em seu tempo, o marido já ficava pasmo com o tamanho dos biquínis na praia de Copacabana: "Imagina se ele visse os de hoje em dia".

Para ela, não dava para comparar Oscarito com os humoristas atuais. Ela considerava todos muito iguais e repetitivos.

No teatro, dentre outras peças, Margot Louro atuou em Casa de Bonecas (1971).

Margot Louro estava internada na UTI do Hospital de São Lourenço desde 24/12/2011 e morreu no dia 28 em decorrência de um Acidente Vascular Cerebral e Insuficiência Respiratória.

Ela morava há 20 anos na cidade mineira, mas seu corpo foi levado e cremado no Rio de Janeiro, onde moram seus filhos.

Oscarito, Margot Louro e filhos
Cinema
  • 1933 - A Voz do Carnaval
  • 1955 - Colégio dos Brotos
  • 1956 - Vamos Com Calma
  • 1956 - Guerra ao Samba
  • 1956 - O Golpe
  • 1957 - Papai Fanfarrão
  • 1957 - De Vento em Popa
  • 1959 - Esse Milhão é Meu
  • 1960 - O Cupim
  • 1976 - O Ibraim do Subúrbio
  • 1985 - Tropclip

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!