Cyro Monteiro

CYRO MONTEIRO
(60 anos)
Cantor e Compositor

* Rio de Janeiro, RJ (28/05/1913)
+ Rio de Janeiro, RJ (13/07/1973)

Filho do capitão Monteiro, um dentista e funcionário público, Cyro Monteiro foi talvez o mais típico dos cariocas. Nascido no bairro do Rocha, do qual ele tinha muito orgulho e se proclamava símbolo, em 28 de maio de 1913, o destino só poderia reservar-lhe a música como futuro. Sobrinho do pianista Nonô, um dos mais famosos do Rio de Janeiro, à época, acompanhador de Sílvio Caldas, que ensaiava na casa da família Monteiro, Cyro Monteiro cresceu em ambiente musical, que no futuro geraria seus sobrinhos Cauby, Andiara, Araken e Moacir Peixoto, cantores e instrumentistas, ouvindo e aprendendo.

Foi o próprio Sílvio Caldas que o lançou, pois em 1933, quando a dupla que fazia com Luiz Barbosa, o cantor do chapéu de palha, se desfez, chamou Cyro Monteiro para substituí-lo. Apesar do sucesso, cada um acabou para seu lado e, no ano seguinte, Cyro Monteiro estava no "Programa das Donas de Casa", da Rádio Mayrink Veiga, já batucando sua caixinha de fósforos, criando a marca registrada que o acompanharia por toda a carreira.

Elizeth Cardoso e Cyro Monteiro
Em 1936, fez a primeira gravação para o carnaval daquele ano, o que o projetou para o sucesso, levando-o a cantar ao lado de Carmen Miranda, Francisco Alves e Mário Reis

Como de hábito naquele momento, cantava em todas as emissoras, ao lado dos grandes cartazes. Até ter seu próprio grande sucesso, que veio do compositor gaúcho Lupicínio Rodrigues em parceria com Felisberto Martins, com o samba "Se Acaso Você Chegasse", em 1937, que ele gravaria na RCA Victor, em 1938.

Teve muitos outros sucessos nos anos 40, como "Falsa Baiana", "Escurinho", ambas de Geraldo Pereira, e "Boogie-Woogie na Favela" de Denis Brean.

Cyro Monteiro e Jorge Veiga
Em 1956, participou como ator da peça "Orfeu da Conceição", de Vinicius de Moraes. Ainda nos anos 50 e 60 participou de programas de televisão como "O Fino da Bossa" e "Bossaudade", gravou discos e fez muitos espetáculos.

Figura humana de raras qualidades, Cyro Monteiro é até hoje exaltado por todos quantos o conheceram. Sua simpatia, bondade e bom caráter proverbiais abriam-lhe todas as portas durante a longa carreira, que nem uma enfermidade pulmonar conseguiu interromper. Recuperado, com voz pequena, mas conservando a bossa, a divisão e o vibrato, suas características marcantes, Cyro Monteiro foi senhor de uma das mais bonitas carreiras da música popular brasileira.

Fonte: Wikipédia e Fonte: MPB Net
Indicação: Reginaldo Monte

Um comentário:

  1. Cantor e compositor de muito sucesso nos anos 40 e 50,sobretudo na época áurea do Rádio. O Popular e centenario Saudoso Formigão.

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!