Marku Ribas

MARCO ANTÔNIO RIBAS
(65 anos)
Cantor, Compositor e Percussionista

* Pirapora, MG (19/05/1947)
+ Belo Horizonte, MG (06/04/2013)

Marco Antônio Ribas mais conhecido como Marku Ribas foi um cantor, compositor e percussionista brasileiro. Seu estilo característico possuía diversos elementos, entre eles: soul, samba, samba rock, jazz, funk, reisado, batuque e ritmos africanos.

Nascido em Pirapora, no interior de Minas Gerais, Marco Antônio Ribas completou 50 anos de carreira em 2012. Recentemente, convidado a participar de um show em homenagem a Amado MaitaMarku Ribas cancelou sua participação devido à piora em seu estado de saúde.

Marku Ribas gravou seu primeiro disco, "Flamingo", em 1966. Em sua carreira, lançou 12 álbuns de estúdio, com destaque para "Underground" (1973), "Marku" (1976) e "Barrankeiro" (1977).

O músico, que tocou com nomes como Nara Leão, Wagner Tiso, Djavan, Chico Buarque, João Donato, Tim Maia, Marcelo D2, Emílio Santiago, entre outros, viveu quatro anos no Caribe, dois anos na Ilha de Martinica e dois anos na Ilha de Santa Lúcia, onde se encontrou pela primeira vez com Bob Marley ainda conhecido como Robert, cantor do conjunto The Wailers.

Em 1984, Marku Ribas foi convidado por Mick Jagger a participar do clipe da música "Just Another Night" e a tocar com o Rolling Stones, no ano seguinte, no tema "Dirty Work".


Morte

O compositor, cantor e instrumentista Marku Ribas morreu aos 65 anos na noite deste sábado em decorrência de um câncer no pulmão. Ele estava internado no hospital Lifecenter, em Belo Horizonte, desde a última quarta-feira, 03/04/2013. A morte do músico foi confirmada por sua filha, Lira Ribas.

Segundo ela, a causa da morte foi insuficiência respiratória. Marku Ribas foi diagnosticado com câncer no pulmão em 2012.

A mulher do músico, Maria de Fátima Ribas, informou que os médicos tinham diagnosticado uma metástase - espalhamento do câncer para outros órgãos -, que havia comprometido também a pleura do músico.

A família informou que o compositor será cremado, ainda sem data definida. O músico, que completaria 66 anos no dia 19 de maio, deixou a mulher e duas filhas, Lira Ribas e Júlia RibasMarku Ribas também foi incentivador da carreira de seu sobrinho, o percussionista Amoy Ribas.

"Ele vinha mal desde o meio do ano passado. Fez quimioterapia, teve uma melhora boa e a família ficou esperançosa. O Marku foi um cara com muita criatividade, muito à frente do seu tempo. Foi o primeiro cara a tocar reggae no Brasil, o primeiro a ter rastafári, o primeiro a ir à África para pesquisar ritmos e o primeiro a fazer efeitos percussivos com a boca, influenciou muita gente como João Bosco e Ed Motta. A criatividade excessiva atrapalhou a carreira comercial"
(Amoy Ribas)


O Marku é um daquele caras que não tiveram o sucesso que merecia, mas no meio musical era muito reconhecido. Trabalhamos muito juntos, ele será um dos grandes suingueiros do Brasil, como Wilson Simonal e Emílio Santiago, que nos deixou recentemente. Ele deixa uma filha que canta muito bem, a Júlia."
(Roberto Menescal, que produziu discos de Marku Ribas)


2 comentários:

  1. Olá amigo, hoje tirei o dia para visitar amigos e deixar um abraço iluminado...,Rica Almada http://perfumeedesejo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!