Nuno Roland

REINOLD CORREIA DE OLIVEIRA
(62 anos)
Cantor

* Joinville, SC (01/03/1913)
+ Rio de Janeiro, RJ (20/12/1975)

Reinold Correia de Oliveira, conhecido como Nuno Roland, foi um dos grandes cantores da época de ouro do rádio brasileiro.

Desde pequeno, manifestava senso rítmico e o gosto de cantar. Assim, de calças-curtas, tocava caixa e tarol na banda da cidade paranaense de Teixeira Soares. Com 13 anos, mudou-se para Porto União, em Santa Catarina, onde trabalhou como balconista, telegrafista e bancário.

Depois de servir o Exército em 1931, a convite de um cunhado, mudou-se para Passo Fundo, RS. Iniciou sua carreira artística e conseguiu emprego como cantor e baterista num cassino da cidade.

Na Revolução de 1932, alistou-se como voluntário no 7º Batalhão de Caçadores de Porto Alegre. Veio com sua tropa para São Paulo e nessa ocasião, ficou amigo de outro soldado, Lupicínio Rodrigues, que era crooner da Jazz Band do Batalhão. Nuno Roland relembrava sempre ter sido um dos primeiros a cantar as composições de Lupicínio Rodrigues.  

Numa apresentação do Jazz-Band na Rádio Gaúcha, Nuno Roland se destacou e recebeu um contrato da rádio, ainda como Reinold de Oliveira.


Em 1934, tentou a sorte em São Paulo e atuou na Rádio Record na base de cachês, mas poucos dias depois a turma do Regional de Garoto o levou à Rádio Educadora Paulista, daí advindo um contrato. Sobressaiu-se logo como um dos grandes cantores de São Paulo, já com o nome artístico de Nuno Roland, por sugestão do diretor da Rádio Educadora Paulista.

Ainda em 1934, fez seu primeiro disco, na Odeon: "Pensemos Num Lindo Futuro / Cantigas De Quem Te Vê". Só voltou a gravar em 1937, na Colúmbia, 2 discos com 4 musicas.

De 1937 a 1941, voltou à Odeon, fez em 1941 apenas 1 disco com 2 músicas na RCA Victor, e só retornou as gravações em 1944, na Continental. Ao todo, foram 47 discos com 87 músicas, sem contar as muitas gravações como integrante do Trio Melodia e os LPs.

Em 1936 mudou-se para o Rio de Janeiro onde assinou contrato com a Rádio Nacional, a fim de compor o elenco pioneiro, desde a sua inauguração, em 12/09/1936, dela nunca se desligando.

Também foi crooner, de 1937 a 1948, da orquestra do Copacabana Palace Hotel. Dentre seus sucessos, devem ser citados "Iracema", "O Primeiro", "Mil Corações", "Rosali", "Ao Som das Balalaicas" "Fim de Semana em Paquetá". Com Carmen Miranda, gravou "Nas Cadeiras da Baiana".

Também foi um campeão de carnavais: "Clodomira", "Pirata da Perna de Pau", "Tem Gato Na Tuba", "Serenata Chinesa", "Tem Marujo no Samba" (Com Emilinha Borba) e "Lancha Nova".

Nuno Roland é um cantor que merece ser sempre lembrado e reconhecido como um dos grandes intérpretes de nossa música popular.

Um comentário:

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!