Clenira Michel

CLENIRA MICHEL
(84 anos)
Atriz

* Porto Alegre, RS (15/03/1930)
+ São Paulo, SP (17/03/2014)

Clenira Michel foi uma atriz brasileira. Começou na Rádio América depois de ter trabalhado no jornal "A Época" e na empresa Light And Power.

Começou na Rádio Tupi e depois foi para a TV Tupi onde permaneceu por mais de 25 anos fazendo de teleteatros a novelas.

Participou do "TV de Comédia", do "TV de Vanguarda" e também de novelas como "O Sheik de Ipanema" (1975), "O Machão" (1974), "Rosa dos Ventos" (1973), "Vitória Bonelli" (1972), "Simplesmente Maria" (1970), "A Gordinha" (1970), "João Juca Jr." (1969), "Antônio Maria" (1968), "Meu Filho, Minha Vida" (1967), "Yoshico, Um Poema de Amor" (1967), "Calúnia" (1966), "O Mestiço" (1965) e "O Direito de Nascer" (1964).

Clenira Michel tinha uma veia cômica muito boa e também escreveu para programas humorísticos de rádio e televisão. Um deles foi o "Alma da Terra", em que ela fazia o papel de Nhá Serena e contracenava com o humorista Saracura.

No início dos anos 2000 ela se aposentou e passou a se dedicar às artes plásticas.

Fonte: Wikipédia
Indicação: Miguel Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!