Demétrius

DEMÉTRIO ZAHRA NETO
(76 anos)
Cantor e Compositor

☼ Jacarepaguá, RJ (28/03/1942)
┼ São Paulo, SP (11/03/2019)

Demétrius, nome artístico de Demétrio Zahra Neto, foi um cantor e compositor nascido em Jacarepaguá, RJ, no dia 28/03/1942.

Seus pais mudaram-se para São Paulo quando Demétrius tinha apenas 6 meses de vida. Ele estudou no Colégio Ateneu Paulista de Campinas como aluno interno. Estudou também no Colégio 7 de Setembro, no Colégio Paulistano, no Colégio Paes Leme e no Colégio Alfredo Pucca. Estes todos em São Paulo, Capital.

Sua primeira professora chamava-se Fidalga, e foi ela quem lhe deu os primeiros ensinamentos e de quem ele lembra com muito carinho e saudade. Cursou até o 2º ano colegial, quando iniciou sua carreira artística, interrompendo aí os estudos. 

O gosto pela música começou ainda jovem. Na adolescência, seus principais ídolos eram Cauby Peixoto, Angela Maria , Tito Madi e Elvis Presley.

Demétrius iniciou sua carreira em 1958 e nesse período gravou pelo selo Young, rocks de sua autoria.


Em 1960, quando cantava em uma festa de aniversário, músicas de Elvis Presley para seus amigos, foi convidado por Miguel Vaccaro Neto, Disc Jockey da Rádio Pan-americana de São Paulo, hoje Jovem Pan, e diretor da gravadora Young, para gravar um disco. A música, de autoria de Hamilton Di Giorgio, intitulada "Hold Me So Tight", logo apareceu como bem executada nas emissoras de rádio de São Paulo.

No ano seguinte, 1961, indicado por Genival Melo a Nazareno de Brito, diretor artístico da gravadora Continental e grande compositor, assinou contrato e gravou a versão que fez para o português da música "Corinna, Corinna", que logo transformou-se num dos maiores sucessos daquele ano entre os jovens de todo o Brasil.

As apresentações em televisão, entrevistas em rádio, revistas e inúmeros shows que fazia, rapidamente transformaram Demétrius num dos maiores ídolos da juventude do país.

Logo sucederam-se mais gravações de Long Plays (LP) e compactos, que rapidamente eram transformados em grandes sucessos. Assim ocorreu com "Rock do Saci" (Tony Chaves e Baby Santiago), "O Amor Que Perdi", versão de Fred Jorge para a música "Runaway", "Chega", versão que fez para "Making Love""O Ritmo da Chuva", versão em português de "Rhythm Of The Rain" do grupo The Cascades, que consagrou-o em todo o país como letrista e intérprete. Esta canção foi a responsável por apresenta-lo ao público nacional. Esta gravação, feita em 1964, nunca deixou de ser vendida e executada nas emissoras de todo o país, até os dias atuais. 


Quando surgiu o movimento Jovem Guarda, Demétrius gravou seu novo sucesso, de autoria de seu colega e amigo Roberto Carlos, a música "Eu Não Presto Mas Te Amo", que alcançou as paradas de sucesso do Brasil inteiro.

Em 1965 assinou com a RCA Victor e gravou a versão de sua autoria para a música de Estelle Levitt "Somehow It Got To Be Tomorrow Today", com o nome de "Ternura". Essa versão estourou em 1966 na voz de Wanderléia, que recebeu então o apelido de Ternurinha.

Demétrius vendeu milhares de cópias e se apresentou nos principais palcos brasileiros. Ganhou prêmios como o Troféu Chico Viola e vários Globos de Ouro, e foi presença constante nos principais programas de televisão e revistas da época.

Casado e pai de três filhos, Demétrius começou, com o passar do tempo, a dar mais atenção à sua carreira de compositor. Suas canções passaram a ser cantadas também nas vozes de seus colegas brasileiros e de outros países.

Na fase dos festivais, esteve presente a vários deles com suas músicas. Participou do III Festival da Música Popular Brasileira, da Record TV, com a composição "Minha Gente", de 1967. Em 1968, "Joana Maria, O Sertão" (TV Excelcior), em 1970, "Oferta" (TV Globo), e alguns outros. 


Assim como outros integrantes da Jovem Guarda, também compôs música sertaneja, alcançando sucesso com a canção "O Que Será Que As Outras Têm Que A Linda Não Tem?", gravada em 1969 por Ari Toledo.

Em 1981, afastou-se da carreira artística para dedicar-se a outros afazeres, o que durou até o ano 2000.

O incentivo contínuo de seus amigos e familiares, somado ao carinho com que era cercado por seus fãs, fizeram com que, após mais de 20 anos de afastamento, Demétrius retornasse ao disco e às atividades artísticas. Deixou seu barco de lado, e gravou em São Paulo, no ano 2000, na Gravadora Zan-Brasidisc, um CD, que é uma coletânea de alguns dos seus maiores sucessos, além de algumas canções inéditas.

Demétrius era dono de uma imobiliária, de uma loja de barcos e até de um quiosque na praia.

Seu passatempo preferido desde a infância e até o seu falecimento era a pescaria, onde se inspirava diante da natureza e passava seus melhores momentos. Em 2015, o Jornal da Record exibiu uma reportagem falando sobre sua paixão pela pescaria.

Morte

Demétrius faleceu na segunda-feira, 11/03/2019, aos 76 anos, em São Paulo, SP, vítima de uma infecção generalizada. Ele estava meio adoentado, tinha sido internado há três dias. Ele deixou deixou esposa e três filhos.

Discografia

  • 1976 - Demétrius (Continental, LP)
  • 1975 - Teu Romântico Canalha / Só Deus Sabe o Quanto Amei Você (RCA Victor)
  • 1973 - Encontro / Preciso Lhe Encontrar (RCA Victor)
  • 1971 - O Passo Mais Errado da Minha Vida / Neblina Em Minha Estrada (RCA Victor)
  • 1970 - Não Se preocupe / Me Deixa (Fermata)
  • 1969 - O Estranho de Cabelos Longos / Hoje à Noite (Continental)
  • 1968 - Um Homem Só Chora de Amor (Continental)
  • 1968 - Viver Por Viver (Continental, LP)
  • 1967 - Não Presto Mas Eu Te Amo / Que Me Importa (Continental)
  • 1967 - O Ídolo Que Volta (Continental, LP)
  • 1966 - Glorinha / Comendador Mesquita (RCA Victor)
  • 1966 - O Durão / Dia Chegará (RCA Victor)
  • 1966 - Demétrius (RCA Victor)
  • 1966 - Imenso Amor / Urso Veloz (RCA Victor)
  • 1965 - Ternura / Levante Little Suzie (RCA Victor)
  • 1965 - Chorando Vou Te Pedir / Pensemos Na Alegria (RCA Victor)
  • 1964 - A Bruxa (Continental)
  • 1964 - O Ritmo da Chuva / Despenteada (Continental)
  • 1964 - Demétrius (Continental)
  • 1964 - O Ritmo da Chuva (Continental, LP)
  • 1964 - Esta Tarde Vai Chover / Muito Nova Pra Mim (Continental)
  • 1963 - Oh! Norminha / Hey! Baby (Continental)
  • 1963 - Filme Triste / Rosas São Grenás (Continental)
  • 1963 - Voltou a Carta / Baby (Continental)
  • 1963 - Jéssica / Marly (Continental)
  • 1963 - Demétrius (Continental, LP)
  • 1962 - O Amor Que Perdi / Chega (Continental)
  • 1962 - Cinderella / The Fool's Hall Of Fame (Continental)
  • 1962 - Demétrius (Continental)
  • 1962 - Namoradeira / Quinze Anos Tem o Meu Amor (Continental)
  • 1962 - Adeus Marlene / De Tanto Lhe Amar (Continental)
  • 1962 - Ídolo da Juventude (Continental, LP)
  • 1961 - Let's Think About Living / Corinna, Corinna (Continental)
  • 1961 - Rock do Saci / Broto Levado (Continental)
  • 1961 - Cuide Certinho do Meu Bem / Alfabeto de Natal (Continental)
  • 1961 - Demétrius Canta Com Amor e Mocidade (Continental, LP)
  • 1961 - Young And In Love / Hold Me So Tight (Young)


Indicação: Miguel Sampaio
#famososquepartiram #demetrius

Um comentário:


  1. Um dos precursores na musica jovem no Brasil a Jovem Guarda agora tambem eternizado na Festa de Arromba - Veja aqui sua ultima entrevista em vida Na Radio nacional Rj - Fui o ultimo fan a lhe fazer pergunta clicle no link no You tube e ouça - www.youtube.com/watch?v=Ab6NS8PlYiM

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!