Pardinho

ANTÔNIO HENRIQUE DE LIMA
(68 anos)
Cantor

* São Carlos, SP (14/08/1932)
+ Sorocaba, SP (02/06/2001)

Pardinho foi um cantor brasileiro, famoso por ter formado com Tião Carreiro, a dupla Tião Carreiro & Pardinho.

Antonio Henrique nasceu em São Carlos, SP, na Fazenda São Joaquim. Logo depois, se mudou para a Fazenda Figueira Branca. "Na época da colheita do café havia muita festa e na fazenda Figueira Branca meu pai ganhou um cavaquinho, com 12 anos mais ou menos", contou Carlos Henrique seu filho.

Antonio Henrique começou cantando com o nome de Miranda e formou uma dupla com Zé Carreiro, da dupla Zé Carreiro & Carreirinho, em 1956, para concorrer a um concurso para violeiros lançado pela Rádio Tupi.

A dupla ganhou o prêmio com o cururu "Canoeiro". A partir daí, Antonio Henrique adotou o pseudônimo de Pardinho e começou a criar seus próprios sucessos.

Pardinho fez sucesso com o companheiro Tião Carreiro com a dupla Tião Carreiro & Pardinho. A discografia da dupla soma mais de 45 discos, encontrados facilmente em qualquer loja de discos do Brasil. Pardinho também cantou com outros parceiros, como João Mulato (Wilson Leôncio de Melo) e Pardal (Gonçalo Gonçalves), com o qual gravou 7 discos, incluindo o disco "4 Azes", no qual também participam a dupla Tião Carreiro & Paraíso.

Se destacam entre as suas músicas a trilogia do "Menino da Tábua", que conta a história de um menino que só bebia leite e água em cima de uma tábua onde vivia, e suas continuações, que fala de seus milagres depois da morte.

A dupla Pardinho & Pardal também gravou a música "O Poder da Viola", que conta a história de uma menina que recebeu várias picadas de aranha enquanto dormia e se salvou depois de ser benzida à toque de viola. A dupla gravou também a música "Sertão do Virador", de Zé Fortuna & Pitangueira, com o nome de "O Poder da Fé", no disco "O Poder da Viola" (1980).

Embora tenha se mudado muito jovem de São Carlos, entre 13 e 14 anos, Pardinho sempre visitava a cidade no dia 15 de agosto, pois era devoto de Nossa Senhora Aparecida da Babilônia.

Em janeiro de 1963, casou-se com Lucília Pires de Lima, e o casal passou a lua-de-mel no município. Tiveram dois filhos, Carlos Henrique e Rosângela Aparecida de Lima, que lhes deram duas netas, Lívia e Daniele de Lima.

Morte

Pardinho morreu na madrugada do dia 02/06/2001, aos 68 anos. Ele estava internado num hospital de Sorocaba, interior de São Paulo, desde o dia 23/05/20001, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral em seu sítio.

Homenagem

Na noite de 14/08/2007, dia em que completaria 75 anos, Antonio Henrique de Lima, o músico Pardinho, foi homenageado com a inauguração de um parque que leva seu nome. Um show com apresentações de 15 duplas de viola e do músico Mazinho Quevedo ao lado de Carlos Henrique, filho de Pardinho, com apoio da EPTV Central, marcou o evento. São-Carlense, Pardinho é reconhecido como um dos maiores músicos do país.

No parque, localizado no início da serra da Cidade Aracy, no bairro Monte Carlo, possuindo 15 mil m², foi erguido um monumento em homenagem ao músico, projetado e confeccionado pela cenógrafa Sueli Russo Paes de Barros, chefe da Divisão de Teatro da Prefeitura do município.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!