Jorge Goulart

JORGE NEVES BASTOS
(86 anos)
Cantor

☼ Rio de Janeiro, RJ (16/01/1926)
┼ Rio de Janeiro, RJ (17/03/2012)

Jorge Goulart, nascido Jorge Neves Bastos, foi um cantor brasileiro. Seu primeiro sucesso foi "Xangô", de Ary Barroso e Fernando Lobo.

Foi Jorge Goulart quem lançou uma das mais emblemáticas marchinhas de carnaval, "Cabeleira do Zezé" (Olha a cabeleira do Zezé, será que ele é, será que ele é?). Além desse, colecionou outros tantos sucessos, como a também marchinha "Não Faz Marola" e o clássico "A Voz do Morro".

Foi artista da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, onde alcançou fama nacional. Jorge Goulart foi um dos grandes divulgadores das músicas de alguns dos principais sambistas brasileiros, além de puxador das escolas de samba Império Serrano, Imperatriz Leopoldinense e Unidos de Vila Isabel. Foi também o primeiro intérprete da música "A Voz do Morro", de autoria de Zé Keti.

Jorge Goulart lançou seu primeiro LP em 1945. Em 1952, o cantor ganhou o título de "Rei do Rádio".


Jorge Goulart foi casado com a companheira de profissão Nora Ney, conhecida como a "Rainha da Fossa" e tiveram uma filha. Juntos, eles fizeram diversas gravações e shows.

Em 1983, Jorge Goulart teve um câncer na garganta, o que fez com que ele ficasse impedido de cantar.

Sua última aparição na TV foi em 2010, no programa "História Sexual da MPB", comandado pelo jornalista e pesquisador musical Rodrigo Faour no Canal Brasil. Àquela altura, muita gente pensava que o cantor nem fosse ainda vivo, o que mostra como o Brasil trata mal seus ídolos do passado.

Jorge Goulart tinha 86 anos e estava internado no Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. A causa da morte, segundo o hospital, foi uma Parada Cardiorrespiratória.

Jorge Goulart, um dos principais nomes da chamada "Era do Rádio", na década de 1950, foi enterrado na tarde de domingo (18/03/2012), no Cemitério Jardim da Saudade, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Jorge Goulart e Nora Ney
Discografia

  • 1945 - A Volta / Paciência, Coração
  • 1945 - Nem Tudo é Possível / Feliz Ilusão
  • 1948 - Alfredo / Caso Perdido
  • 1948 - Meu Amor / Fiquei Louco
  • 1949 - Noites de Junho / São João
  • 1949 - Fantoche / Minha Maria
  • 1950 - Miss Mangueira / Balzaquiana
  • 1950 - Ai! Gegê
  • 1950 - São Paulo / No Fim da Estrada
  • 1950 - Marcha do América / Marcha do Madureira
  • 1955 - Brasil em Ritmo de Samba
  • 1977 - Jubileu de Prata (Com Nora Ney)
  • 1980 - Oh! As Marcinhas (Com Emilinha Borba)

Fonte: WikipédiaÉpocaG1
Indicação: Reginaldo Monte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!