Clayton Silva

CLAYTON SILVA
(74 anos)
Ator, Humorista e Dublador

* Carmo do Paranaíba, MG (06/02/1938)
+ Campinas, SP (15/01/2013)

Clayton Silva ficou marcado com os bordões "Tô De Olho No Sinhô" e "Êta Fuminho Bão", marcas registradas de seus personagens "Louco", que fazia apostas para que adivinhassem suas charadas, e "Caipira", que adorava contar causos ao lado do padre interpretado por Paulo Pioli, no programa "A Praça é Nossa". Nos últimos anos, Clayton Silva fazia participações esporádicas na "A Praça é Nossa", em função de seus problemas de saúde.

A trajetória do humorista na televisão é ainda mais antiga. Sua carreira na frente das câmeras começou nos anos 1960, quando estreou no programa "Miss Campeonato", na TV Paulista, no qual vivia o personagem Juventus. Também integrou o elenco do programa "Praça da Alegria", comandado por Manuel de Nóbrega, pai de Carlos Alberto de Nóbrega. Na década seguinte, fez participações em alguns quadros de "Os Trapalhões", na TV Globo.

Clayton Silva e Paulo Pioli
Mineiro nascido em Uberlândia em 6 de fevereiro de 1938, Clayton Silva deu os primeiros passos rumo ao meio artístico ainda em sua cidade natal, quando começou a fazer teatro. E foi lá mesmo que escreveu e produziu seu primeiro programa de rádio, "Tudo Pode Acontecer".

Clayton Silva também deixou sua marca no cinema nacional, onde participou de filmes como "Na Violência do Sexo" (1978), "O Bem Dotado - O Homem de Itu" (1979), com Paulo Goulart, Nuno Leal Maia e Fúlvio Stefanini, e "Pecado Horizontal" (1982), com Mariza Sommer e Matilde Mastrangi, "As Aventuras de Mário Fofoca" (1982).

Nos últimos anos, Clayton Silva se dividia entre "A Praça é Nossa", no SBT, apresentações em shows de humor pelo Brasil e um programa na Rádio Central, em Campinas, todos os domingos.

Clayton Silva contracena com Carlos Alberto de Nóbrega
Morte

Clayton Silva morreu, aos 74 anos, por volta das 16:00 hs na terça-feira, 15/01/2013, em Campinas, SP. O humorista estava internado no Centro Médico do distrito de Barão Geraldo desde o dia 27/12/2012 e lutava contra um câncer no pâncreas há três anos, de acordo com seu filho, que também se chama Clayton Silva.

No último dia 05/01/2013, Clayton Silva passou por uma cirurgia para retirar parte do tumor. Desde então, estava internado na UTI do hospital.

O velório ocorreu no Cemitério Memorial de Indaiatuba, município próximo de Campinas, SP, até às 13:00 hs. De lá, o corpo do humorista foi levado para o Cemitério Vila Alpina, em São Paulo, onde foi cremado.

Clayton Silva deixou a mulher, Isis, com quem era casado há 50 anos, três filhos, Clayton, Andréa e Érica, e quatro netos.

O também humorista Oscar Padini, companheiro de Clayton Silva no programa "A Praça é Nossa", lamentou a morte do colega em sua conta no Twitter:
"Saudades inconsoláveis para aqueles que te conheceram tanto e tiveram o privilégio de conviver com você, querido amigo. Que você esteja em paz. Deus console a família, os amigos de convívio e os admiradores, e que saibamos fazer rir até o fim de nossas vidas como você fez. Obrigado e adeus!"

Fonte: Terra, Veja, Gente IG e Yahoo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!