Dirce Camargo

DIRCE NAVARRO DE CAMARGO
(100 anos)
Empresária

* (1913)
+ São Paulo, SP (20/04/2013)

Dirce Navarro de Camargo foi uma empresária brasileira, viúva do empreiteiro Sebastião Camargo, dona e matriarca atrás do conglomerado Grupo Camargo Corrêa em São Paulo.

A discreta comandante do conglomerado Camargo Corrêa, Dirce Navarro de Camargo, foi considerada a mulher mais rica do Brasil, com patrimônio líquido de US$ 13,1 bilhões (cerca de R$ 26,3 bilhões), de acordo com ranking de bilionários da Bloomberg. Com isso, ela ocupava a posição de 59ª mulher mais rica do mundo, segundo o levantamento.

A companhia foi fundada em 1939 por seu falecido marido, Sebastião Camargo, e atualmente é controlada pelo Morro Vermelho Participações, com divisão igualitária entre as três filhas do casal: Regina de Camargo Pires Oliveira Dias, Renata de Camargo Nascimento e Rosana Camargo de Arruda Botelho. No entanto, elas não estão no comando das empresas, que é feito por administradores profissionais.

A fortuna de Dirce Camargo tem crescido desde a morte de Sebastião Camargo, em 26/08/1994. Em junho a companhia se envolveu em mais um grande negócio e, em uma transação de € 3 bilhões, adquiriu 95% de participação na empresa portuguesa Cimpor.


Controladora

Um porta-voz da empresa confirmou que Dirce Camargo era a controladora da fortuna da família, que não tem os valores revelados. Contudo, ela não estava a frente dos negócios, e somente esteve sentada na cadeira da presidência por um curto período logo após a morte do marido.

Após conquistar a medalha de bronze dos bilionários brasileiros, ela ficou a frente do banqueiro Joseph Safra, que, segundo o ranking, tem uma fortuna de US$ 10,4 bilhões. A medalha de ouro brasileira segue com Eike Batista, com US$ 21,1 bilhões, e a de prata pertence ao investidor Jorge Paulo Lemman, da Inbev, com US$ 17,2 bilhões.


Controlada

O braço de construção civil do grupo, pelo qual ficou conhecido por suas obras, que participou, inclusive, da construção de Brasília, está presente na construção da Usina de Belo Monte, no Pará e Usina do Jirau em Rondônia, responsáveis por aproximadamente 30% da receita total do grupo de R$ 17,3 bilhões no ano passado.

A família Camargo Corrêa mantém participação de 26% na Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), somando o valor de US$ 2,8 bilhões, 17% na Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) avaliada em US$ 2,6 bilhões, além de participação majoritária na Alpargatas, no valor de US 1,1 bilhão.

Morte

Dirce Navarro de Camargo, morreu na noite de sábado, 20 de abril de 2013, em casa, aos 100 anos.

3 comentários:

  1. Visitando amigos..., passando para deixar um carinho
    com frescor de primavera no teu coração.
    ABRAÇOS ILUMINADOS...

    ResponderExcluir
  2. Querido amigo Marcos, hoje realmente estou fazendo visitas, mas não posso deixar de parabenizá-lo. Este teu blog é o máximo, sem demagogia. ELES PARTIRAM! Me sinto num santuário de memorias...
    muito lindo vc não deixar eu esquecer de pessoas que de alguma forma fizeram parte da minha história. ABRAÇOS ILUMINADOS... sua seguidora e fã.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rica Almada, agradeço seu carinho para com o blog e suas palavras. Obrigado pela visita e seja sempre bem vinda! Abração

      Excluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!