Kátia Regina

KÁTIA REGINA
(19 anos)
Dançarina

* (1953)
+ (1972)

Kátia Regina estreou no programa do Chacrinha em 1969, aos 16 anos, levada pela amiga chacrete Vera Furacão. Deixou o programa e foi ser silvete no programa do Silvio Santos, juntamente com outras chacretes.

Retornou ao programa do Chacrinha e num dos shows do Velho Guerreiro levou um tombo. Com o tempo essa lesão foi transformada num câncer, só que ela não sabia e continuava trabalhando. Tomava remédios para anestesiar as dores. Em seguida, traumatizou o joelho e a amputação da perna foi feita.

Trabalhou pouco tempo como secretária do apresentador Flávio Cavalcanti. Meses depois, voltou a ser internada, tentou amputar a outra perna mas, o câncer havia tomado-lhe todo o corpo.

Houve uma comoção quanto a seu estado. O cantor Roberto Carlos fez um show em seu benefício. No Natal de 1972, comemorou no hospital seu último aniversário e no dia seguinte faleceu pela manhã, aos 19 anos.

Em seu velório, seu rosto foi maquiado pela chacrete Lucinha Apache.

Fonte: As Chacretes

2 comentários:

  1. Não vi nada sobre a cantora Gina Carla ex mulher do Vladmir Britha,gostaria de saber sobre carreira cidade natal,etc Paola

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente não possui nenhuma informação sobre a cantora Gena Carla Ribeiro, pois não existem biografias disponíveis sobre a cantora.


      Gena Carla Ribeiro foi uma cantora e esposa do ator Wladimir Britcha. Em 1999 Gena faleceu de porfiria (doença hematológica, cuja manifestação é misteriosa). O casal tinha uma filha e Wladimir Britcha, por conta de sua carreira no Rio de Janeiro, viajava constantemente entre o Rio de Janeiro e Sergipe para estar sempre junto a sua família. Quando a mulher morreu, não pode fazer mais do que deixar a filha com a avó materna até que arranjasse melhores condições para levar sua filha para o Rio de Janeiro.

      Quando, em 2002, a avó materna simplesmente pediu a guarda da menina, Wladimir Britcha iniciou uma batalha parecida com a do americano David Goldman. Só parecida, mais nada.

      Wladimir Britcha nunca abandonou a sua filha, ele e a mulher estavam juntos e vivendo bem até a doença fazer dele um viúvo.

      Excluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!