Umberto Magnani

UMBERTO MAGNANI NETTO
(75 anos)
Ator e Produtor

☼ Santa Cruz do Rio Pardo, SP (25/04/1941)
┼ Rio de Janeiro, RJ (27/04/2016)

Umberto Magnani Netto foi um ator e produtor brasileiro. Atuando há mais de trinta anos, Umberto Magnani participou de diversas novelas da TV Globo, como "Cabocla" (2004), "Alma Gêmea" (2005) e "Páginas da Vida" (2006), além de atuar no teatro e no cinema.

Com intensa atividade em teatro, era um ator premiado, marcando presença na cena nacional não somente como intérprete, mas também como realizador dos espetáculos em que atuava.

Em sua cidade de origem fez várias peças infantis e participou dos autos de Natal, no papel de menino Jesus.

Em 1965 iniciou curso de interpretação na Escola de Arte Dramática (EAD), em São Paulo. Dentro deste período de formação participou de montagens com direção de Alfredo Mesquita, tendo sido dirigido também por Antunes Filho, em "A Falecida", de Nelson Rodrigues, 1965.

Dois anos depois, ainda na Escola de Arte Dramática, fez um exame de comédia em "Este Ovo é Um Galo", de Lauro César Muniz, com direção de Silnei Siqueira. Ruth Escobar assistiu ao espetáculo e convidou quatro integrantes para remontá-lo profissionalmente no Teatro Ruth Escobar, estreando em 1968.

No mesmo ano, seguiu para o Teatro de Arena, substituindo Antonio Fagundes em "Primeira Feira Paulista de Opinião", de Lauro César Muniz, Bráulio Pedroso, Jorge Andrade, Gianfrancesco Guarnieri, Plínio Marcos e Augusto Boal, com direção de Augusto Boal. Manteve-se no núcleo em "Mac Bird", de Barbara Garson, outra direção de Augusto Boal.


Fez assistência de direção para Silnei Siqueira na montagem de "Morte e Vida Severina", de João Cabral de Melo Neto, pela Companhia de Paulo Autran, que estreou em Curitiba, seguindo depois para São Paulo, em 1969.

Em 1970, em "Língua Presa e Olho Vivo", de Peter Shaffer, fez assistência de direção para Emílio Di Biasi. Ainda em 1970, atuou em "Cidade Assassinada", de Antônio Callado, com direção de Antônio Petrin, numa produção do Grupo Teatro da Cidade, que estreou no aniversário de Santo André, e integrou o elenco de "Macbeth", de William Shakespeare, numa direção de Fauzi Arap.

Sua primeira produção em teatro ocorreu em 1971, com "Palhaços", texto de Timochenco Wehbi, também dirigida por Emílio Di Biasi. Fez uma incursão como ator no Theatro São Pedro, em "Frank V", de Friedrich Dürrenmatt, sendo dirigido por Fernando Peixoto, em 1973. No ano seguinte, participou de "Um Homem Chamado Shakespeare", de Barbara Heliodora e Ana Amélia Carneiro de Mendonça, uma direção de Antonio GhigonettoBarbara Heliodora.

Em 1976, esteve em "Concerto nº 1 Para Piano e Orquestra", de João Ribeiro Chaves Neto, espetáculo com direção de Sérgio Mamberti.

Destacou-se como ator em 1977, em "O Santo Inquérito", de Dias Gomes, direção de Flávio Rangel.

Em 1979, atuou e produziu "Mocinhos Bandidos", com autoria e direção de Fauzi Arap.

Ganhou o Troféu Mambembe e Prêmio Molière de melhor ator em 1981, por sua atuação em "Lua de Cetim", de Alcides Nogueira, com direção de Márcio Aurelio. Na crítica ao espetáculo, elogiou Sábato Magaldi:

"Umberto magnani aproveita a melhor oportunidade que teve como ator e vive um Guima comovido, mentindo-se no fracasso e bebida, marcado pela tragédia!"


Em 1985, chamou atenção novamente em "Louco Circo do Desejo", de Consuelo de Castro, uma direção de Vladimir Capella. Recebeu o Troféu Mambembe e o Prêmio Governador do Estado de melhor ator em "Às Margens do Ipiranga", texto e direção de Fauzi Arap, em 1988.

Em 1989 participou de "Jesus Homem", autoria e direção de Plínio Marcos. Recebeu o Prêmio Governador do Estado novamente em 1989, agora em "Nossa Cidade", de Thornton Wilder, direção e adaptação de Eduardo Tolentino de Araújo, numa produção do Teatro Amador Produções Artísticas (TAPA).

Na década de 90, atuou em "A Guerra Santa", de Luís Alberto de Abreu, direção de Gabriel Villela, 1993; "Tartufo", de Molière, direção de José Rubens Siqueira, em "Fragmentos e Canções", colagem de trechos de peças de vários autores nacionais, outra direção de Eduardo Tolentino de Araújo, espetáculo comemorativo de 15 anos do Teatro Amador Produções Artísticas (TAPA) e em "O Jogo", inspirado em "Esperando Godot", de Samuel Beckett, autoria e direção de Reinaldo Maia, todos em 1994.

Foi dirigido por Francisco Medeiros em "Uma Vida no Teatro", de David Mamet, que ganhou o nome de "Avesso" na montagem brasileira, com tradução de Edla Van Steen, em 1996. Neste espetáculo, atuou ao lado do filho Beto Magnani, discutindo a relação entre dois atores nos bastidores de um teatro. Por vários anos, pai e filho percorreram cidades do interior de São Paulo e do Brasil com esta montagem.

Em muitos de seus espetáculos como intérprete, atuou também como produtor. É o caso de "Palhaços" (1970), "Mocinhos Bandidos" (1979), "Lua de Cetim" (1981), "Cabeça e Corpo" (1983), "Louco Circo do Desejo" (1985), "O Jogo" (1994) e "Uma Vida no Teatro" (1996).

Umberto Magnani e Ana Rosa
Como homem de teatro, assumiu não só funções artísticas, mas também atuou em direção de produção e administração de vários espetáculos, dentre eles: "A Capital Federal" (1972), de Artur Azevedo, direção de Flávio Rangel, produção de Cleyde Yáconis; "Reveillon" (1975), de Flávio Márcio, direção de José Renato; "O Santo Inquérito" (1977), de Dias Gomes, direção de Flávio Rangel; "Honra" (1999), de Joanna Murray-Smith, direção de Celso Nunes.

Umberto Magnani tinha intensa atividade didática, política e administrativa na área, sendo diretor da Associação dos Produtores de Espetáculos Teatrais do Estado de São Paulo (APETESP), entre os anos de 1972 e 1988; diretor regional em São Paulo da Fundação Nacional de Artes Cênicas (FUNDACEN), do Ministério da Cultura de 1977 a 1990; presidente da Comissão de Teatro da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, em 1985; membro da Comissão de Reconhecimento dos Cursos de Artes Cênicas em São Paulo do Ministério da Educação, em 1987 e 1988; membro do Conselho Diretor do Laboratório Cênico de Campinas, da Prefeitura Municipal de Campinas em 1988 e 1989; coordenador das oficinas de Teatro Comunitário do Programa Universidade Solidária de 1996 e 1999. Secretário da Cultura e Turismo em Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, nos anos de 2001 e 2002.

Umberto Magnani trabalhava continuamente em televisão, tendo também algumas incursões no cinema nacional.

O novelista Manoel Carlos tinha um carinho especial por ele. Desde que Umberto Magnani participou de sua novela "Felicidade" (1991), Maneco sempre encontrava uma maneira de criar um personagem para ele.

Em 2016, após 10 anos na TV Record, retornou à TV Globo para atuar na novela "Velho Chico", onde permaneceria nas três fases.

Umberto Magnani foi retirado da novela "Velho Chico" e substituído pelo ator Carlos Vereza no dia 25/04/2016 após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC), foi submetido a uma cirurgia na madrugada do dia 26 para o dia 27/04/2016, mas não resistiu e morreu aos 75 anos.

Música

  • 2014 - Vitais - Eu Vou Viver Só (Clipe)


Televisão

  • 2016 - Velho Chico ... Padre Romão
  • 2016 - Conselho Tutelar ... Juca
  • 2014 - Milagres de Jesus ... Timeu
  • 2012 - Balacobaco ... Genivaldo Aragão
  • 2012 - Máscaras ... Administrador Jeremias
  • 2010 - Ribeirão do Tempo ... Delegado Luis Ajuricaba
  • 2008 - Chamas da Vida ... Dionísio Cardoso de Oliveira
  • 2007 - Amigas e Rivais ... Pedro Gonçalves
  • 2006 - Páginas da Vida ... Zé Ribeiro
  • 2005 - Alma Gêmea ... Elias
  • 2004 - Cabocla ... Chico Bento
  • 2003 - Mulheres Apaixonadas ... Argemiro Batista
  • 2001 - Presença de Anita ... Eugênio
  • 2000 - Laços de Família ... Eládio
  • 1999 - Sandy & Junior ... Otacílio
  • 1997 - Por Amor ... Antenor Andrade
  • 1996 - História de Amor ... Mauro Moretti
  • 1994 - Éramos Seis ... Alonso
  • 1991 - Felicidade ... Ataxerxes
  • 1990 - Rosa dos Rumos ... Olegário
  • 1985 - Joana (Seriado) ... Sérgio
  • 1985 - Grande Sertão: Veredas ... Borromeu
  • 1984 - Anarquistas Graças a Deus ... Tio Guerrando
  • 1983 - Razão de Viver ... Bruno
  • 1982 - Caso Verdade
  • 1973 - Mulheres de Areia ... Zé Luis


Cinema

  • 2005 - Quanto Vale ou é Por Quilo?
  • 2003 - Cristina Quer Casar
  • 2000 - Cronicamente Inviável ... Alfredo
  • 1989 - Kuarup ... Fontoura
  • 1985 - A Hora da Estrela ... Seu Raimundo
  • 1985 - Jogo Duro
  • 1976 - Chão Bruto


Teatro

  • 2014 - Elza e Fred
  • 1996 - Tempo de Namoro
  • 1996 - Dilema de Amor
  • 1993 - O Juramento

Indicação: Simone Simas e Fadinha Veras

Um comentário:

  1. Nasceu e morreu num abril -Infelizmente sofreu no seus 75 anos o AVC- E triste estava tão bem e sera substituido no Velho Chico da TV Globo. por Carlos Vereza. Partiu hoje era uma pessoa simples e atenciosa com seu publico.

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!