Ruth de Souza

RUTH PINTO DE SOUZA
(98 anos)
Atriz

☼ Rio de Janeiro, RJ (12/05/1921)
┼ Rio de Janeiro, RJ (28/07/2019)

Ruth Pinto de Souza, nacionalmente conhecida como Ruth de Souza, foi uma atriz, primeira dama negra do teatro, do cinema e da televisão brasileira.

Ruth de Souza nasceu no Rio de Janeiro, no bairro do Engenho de Dentro, no dia 12/05/1921, e logo mudou-se com a família para um sítio em Porto Marinho, interior de Minas Gerais, ficando lá até os 9 anos de idade. Com a morte do pai, ela e a mãe voltaram a morar no Rio de Janeiro, em uma vila, no bairro de Copacabana.

Filha de um lavrador e de uma lavadeira, desde criança Ruth de Souza sonhava em ser atriz. Encantou-se pelo teatro e o cinema quando assistiu ao filme "Tarzan, O Filho Das Selvas" (1932).

Com ingressos que a mãe, lavadora de roupas, ganhava das patroas, ia assistir a espetáculos no Theatro Municipal.
"Eu era apaixonada por cinema. Queria ser atriz, mas naquela época não tinha atores negros, e muita gente ria de mim: 'Imagina, ela quer ser artista! Não tem artista preto!'. Eu ficava meio chateada, mas sabia que ia fazer. Como, não sabia!"

Ruth de Souza interessou-se pelo teatro e, em 1945, ingressou no Teatro Experimental do Negro, grupo liderado por Abdias do Nascimento. Ela abriu caminho para o artista negro no Brasil, tendo participado, ao lado de outras mulheres negras, do primeiro grupo de teatro negro a subir ao palco do Teatro Municipal do Rio de Janeiro com a peça "O Imperador Jones", de Eugênio O'Neill.

Como uma das pioneiras da TV brasileira, a atriz participou de programas de variedades e musicais no início das transmissões da TV Tupi, até adaptar para a televisão, com Haroldo Costa, a peça "O Filho Pródigo", que havia encenado no Teatro Experimental do Negro.

Estreou no cinema em 1948 no filme "Terra Violenta", baseado no romance "Terras do Sem-Fim", de Jorge Amado. Participou de inúmeras produções, tais como "Falta Alguém no Manicômio" (1948), "Também Somos Irmãos" (1949), "Ângela" (1951) e "Terra É Sempre Terra" (1952).

Na década de 50, participou de radionovelas e começou a atuar nos teleteatros da TV Tupi.

Em 1953, conquistou reconhecimento nacional por sua participação em "Sinhá Moça", o que impulsionou sua carreira de atriz cinematográfica. Em "Sinhá Moça" Ruth de Souza fez uma dupla inesquecível com Grande Otelo


Em 1954, no Festival de Veneza, Ruth de Souza foi a primeira atriz brasileira indicada ao prêmio de melhor atriz num festival internacional de cinema: "Sinhá Moça", a versão para o cinema de Tom Payne.

Em entrevista ao Memória Globo, ela lembrou que, por pouco, não levou o prêmio e ainda superou atrizes consagradas como Katherine Hepburn e a Michèle Morgan. Lili Palmer foi a vencedora.
"Era muito importante o festival, Veneza, o Festival de Veneza naquela época acho que era mais importante que o de Cannes, era muito importante. E aí, quando veio a notícia de que Lili Palmer tinha ganho o prêmio e eu tinha perdido por dois votos. Dois votos... Então, a Katherine Hepburn e a Michèle Morgan ficaram para trás, ficaram em quarto lugar, não sei.. Para mim, foi como se eu tivesse ganho o prêmio, foi muito importante para a minha carreira, inclusive!"
(Ruth de Souza)

Em 1959, viveu outro momento especial no palco, quando protagonizou "Oração Para Uma Negra", de William Faulkner, com Nydia Lícia e Sérgio Cardoso, no Teatro Bela Vista, em São Paulo.


Ruth de Souza recebeu bolsa de estudo da Fundação Rockefeller e passou um ano nos Estados Unidos, estudando na Universidade de Harvard e na Academia Nacional do Teatro.

Na década de 60, adquiriu sucesso na televisão com a telenovela "A Deusa Vencida" (1965), de Ivani Ribeiro, na TV Excelsior.

Ruth de Souza esteve também no clássico "O Assalto Ao Trem Pagador" (1962), de Roberto Farias.

Ruth de Souza era grande admiradora do cinema por entender que era onde o artista negro tinha mais oportunidades.
"O cinema sempre deu mais oportunidade para o negro, desde o Grande Otelo. Eu tive sorte na continuidade de trabalho, tanto no teatro quanto na televisão. Sempre tive trabalho, mas são poucos os negros que têm. Isso foi benção de Deus!"
Em 1968, integrou o elenco da TV Globo onde se tornou a primeira atriz negra a protagonizar uma telenovela, "Passo dos Ventos" (1968) de Janete Clair e "A Cabana do Pai Tomás" (1969), escrita por Hedy Maia, Glória Magadan e Walther Negrão. Até então, participou intensamente da teledramaturgia da emissora, atuando em diversas produções.


Na TV Globo, Ruth de Souza atuou em mais de 20 novelas. Entre elas: "A Cabana do Pai Tomás" (1969), "Pigmalião 70" (1970), "Os Ossos do Barão" (1973), "O Rebu" (1974), "Duas Vidas" (1976) e "O Clone" (2001). Também atuou em seriados como "Memorial de Maria Moura" (1994) e "Na Forma da Lei" (2010).

Ruth de Souza foi homenageada pela escola de samba carioca Acadêmicos de Santa Cruz no carnaval de 2019, com o enredo "Ruth de Souza - Senhora Liberdade. Abre as Asas Sobre Nós".

Seu último trabalho foi na minissérie "Se Eu Fechar Os Olhos Agora" (2018), que foi ao ar em 2019 na TV Globo. Na história recriada por Ricardo Linhares a partir do romance original de Edney Silvestre, ela viveu Madalena. Idosa e abandonada, a personagem era "adotada" pelos meninos Paulo Roberto (João Gabriel D’Aleluia) e Eduardo (Xande Valois) antes de ser assassinada de forma brutal e misteriosa.

Nos últimos anos, Ruth de Souza considerava-se aposentada, mas estava lúcida e bem de saúde.

Morte

Ruth de Souza faleceu na manhã de domingo, 28/07/2019, aos 98 anos. Ela estava internada no Centro de Tratamento Intensivo do Hospital Copa D'Or, em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, vítima de uma pneumonia. A causa da morte não foi informada pelo hospital.

O velório de Ruth de Souza ocorrerá na segunda-feira, 29/07/2019, no Theatro Municipal a partir das 8h00. Na primeira parte, o velório será fechado para a família até 10h00, segundo informações da assessoria do Theatro Municipal. Em seguida, será aberto ao público até às 12h00.

Carreira

Televisão
  • 1951 - Grande Teatro Tupi
  • 1952 - Grande Teatro Tupi
  • 1953 - Grande Teatro Tupi
  • 1954 - Grande Teatro Tupi
  • 1955 - Grande Teatro Tupi
  • 1965 - A Deusa Vencida ... Narcisa
  • 1968 - Passo Dos Ventos ... Mãe Tuiá
  • 1969 - A Cabana Do Pai Tomás ... Cloé
  • 1969 - Verão Vermelho ... Clementina
  • 1970 - Assim Na Terra Como No Céu ... Isabel
  • 1970 - Pigmalião 70
  • 1971 - O Homem Que Deve Morrer ... Maria das Dores
  • 1972 - Bicho do Mato ... Zilda
  • 1973 - O Bem Amado ... Chiquinha do Parto
  • 1973 - Os Ossos Do Barão ... Elisa
  • 1974 - O Rebu ... Lourdes
  • 1975 - Helena ... Madalena
  • 1975 - O Grito ... Albertina
  • 1976 - Duas Vidas ... Elisa
  • 1977 - Sinhazinha Flô ... Justina
  • 1978 - Sinal De Alerta ... Adelaide Santiago
  • 1980 - Olhai Os Lírios Do Campo ... Mariana
  • 1982 - Sétimo Sentido ... Jerusa Bueno
  • 1983 - Caso Verdade
  • 1984 - Caso Verdade
  • 1984 - Corpo A Corpo ... Jurema Nascimento Rangel
  • 1986 - Sinhá Moça ... Balbina
  • 1986 - Cambalacho ... Dona Aparecida
  • 1987 - Mandala ... Josefa Santana (Zezé)
  • 1987 - Expresso Brasil ... Chiquinha do Parto
  • 1988 - Fera Radical ... Cecília
  • 1989 - Pacto De Sangue ... Mãe Quitinha
  • 1990 - Rainha Da Sucata ... Juíza Elizabeth
  • 1992 - De Corpo E Alma ... Amiga de Calu
  • 1993 - Você Decide (Episódio: "A Cor Do Amor")
  • 1994 - Memorial De Maria Moura ... Siá Mena
  • 1995 - Você Decide (2 Episódios)
  • 1996 - Quem É Você? ... Isolina Barroso
  • 1997 - Você Decide (Episódio: "Enrascada")
  • 2000 - Você Decide ... Isaura (Episódio: "A Mãe Preta")
  • 2001 - O Clone ... Mocinha da Silva (Dona Mocinha)
  • 2004 - Senhora Do Destino ... Marina Cazarredo
  • 2006 - Sinhá Moça ... Mãe Maria
  • 2007 - Amazônia, De Galvez a Chico Mendes ... Madrinha Entrevada
  • 2007 - Duas Caras ... Tia Nena
  • 2008 - Faça Sua História ... Passageira (Episódio: "Super Mamãe Suzete")
  • 2010 - Na Forma da Lei ... Velha Oxalá
  • 2018 - Mister Brau ... Ela Mesma (Episódio: "01 de maio de 2018")
  • 2018 - Se Eu Fechar Os Olhos Agora ... Madalena dos Santos


Cinema
  • 1948 - Terra Violenta ... Empregada
  • 1948 - Falta Alguém No Manicômio ... Júlia
  • 1949 - Também Somos Irmãos ... Rosália
  • 1950 - A Sombra Da Outra
  • 1950 - Aglaia
  • 1951 - Ângela ... Divina
  • 1951 - Terra É Sempre Terra ... Bastiana
  • 1953 - Sinhá Moça ... Sabina
  • 1954 - Candinho ... Dona Manuela
  • 1956 - Quem Matou Anabela?
  • 1957 - Osso, Amor E Papagaios ... Benedita
  • 1958 - Ravina ... Mariana
  • 1959 - Fronteiras Do Inferno
  • 1960 - Mistério Da Ilha De Vênus ... Mama Rata
  • 1960 - Favela
  • 1961 - Bruma Seca ... Luísa
  • 1961 - A Morte Comanda O Cangaço ... Rezadeira
  • 1962 - O Assalto Ao Trem Pagador ... Judith
  • 1963 - O Cabeleira ... Jovina
  • 1963 - Gimba, O Presidente Dos Valentes ... Chica
  • 1968 - O Homem Nu ... Testemunha de Jeová
  • 1974 - Pureza Proibida ... Cotinha
  • 1975 - Ana, A Libertina ... Empregada
  • 1976 - Um Homem Célebre
  • 1977 - Quem Matou Pacífico?
  • 1977 - Ladrões De Cinema ... Rainha Louca
  • 1980 - Fruto Do Amor ... Ana Maria
  • 1987 - Jubiabá
  • 1994 - Boca ... Srª Esteban
  • 1999 - Um Copo De Cólera
  • 2001 - A Negação Do Brasil ... Ela Mesma
  • 2003 - Aleijadinho - Paixão, Glória E Suplício ... Joana Lopes
  • 2004 - As Filhas Do Vento ... Maria Aparecida (Cida)
  • 2015 - O Vendedor De Passados ... Dona Célia
  • 2018 - Primavera ... Josephina / Matilda / Madre Amélia


Teatro
  • 1945 - O Imperador Jones
  • 1946 - Todos Os Filhos De Deus Têm Asas
  • 1946 - O Moleque Sonhador
  • 1947 - O Filho Pródigo
  • 1947 - Terras Do Sem-Fim
  • 1948 - Recital Castro Alves
  • 1948 - A Família E A Festa Na Roça
  • 1949 - Aruanda
  • 1949 - Filhos De Santo
  • 1950 - Calígula
  • 1958 - Vestido De Noiva
  • 1959 - Oração Para Uma Negra
  • 1960 - Oração Para Uma Negra
  • 1961 - Quarto De Despejo
  • 1964 - Vereda Da Salvação
  • 1967 - O Milagre De Anne Sullivan
  • 1978 - A Revolução Dos Patos
  • 1980 - Passageiros Da Estrela
  • 1983 - Requiém Para Uma Negra
  • 1994 - Anjo Negro

Ruth de Souza e Grande Otelo
Prêmios e Indicações

Prêmios Internacionais
  • 1954 - Festival Internacional de Cinema de Veneza  -  Troféu Leão de Ouro a Melhor Atriz "Sinhá Moça" (Esta indicação fez de Ruth a primeira atriz brasileira indicada a um prêmio internacional de cinema)


Prêmios Nacionais
  • 1976 - Troféu APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte)  -  Melhor Atriz Coadjuvante "Pureza Proibida" (Venceu)
  • 2004 - Festival de Gramado  -  Melhor Atriz "As Filhas Do Vento" (Venceu)
  • 2006 - Prêmio Contigo! de Cinema Nacional  -  Melhor Atriz "As Filhas Do Vento" (Indicado)
  • 2018 - 5º Festival Brasil de Cinema Internacional   -  Melhor Atriz Coadjuvante "Primavera" (Venceu)

Fonte: Wikipédia e G1
#FamososQuePartiram #RuthdeSouza

Um comentário:

  1. Lamentável a morte dessa grande DIVA. Nesse último carnaval de 2019, eu tive o prazer de acenar pra ela e retribuído com seu sorriso. A escola de samba SANTA CRUZ fez um belíssimo desfile, onde falava sobre a vida e as obras feita por ela. Vai deixar saudade de montão. Mas com certeza está ao lado de Deus.

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!