Fernando Torres

FERNANDO MONTEIRO TORRES
(80 anos)
Ator

☼ Guaçuí, ES (14/11/1927)
┼ Rio de Janeiro, RJ (04/09/2008)

Fernando Torres foi um ator brasileiro nascido em Guaçuí, ES, no dia 14/11/1927.

Fernando Torres formou-se médico pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro. Entrou para o teatro em 1949 no espetáculo "A Dama da Madrugada". Foi no teatro, fazendo o espetáculo "Alegres Canções nas Montanhas" que ele conheceu a atriz Fernanda Montenegro com quem se casaria em 1952 e se tornaria pai da também atriz Fernanda Torres e do cineasta Cláudio Torres.

Como diretor, Fernando Torres estrearia em 1958 com a montagem de "Quartos Separados", no Teatro Brasileiro de Comédia, local onde também estreou como ator grandes sucessos dessa época. Um ano depois ele fundaria sua própria companhia, o Teatro dos Sete, juntamente com Fernanda Montenegro, Sérgio Britto, Ítalo Rossi e Gianni Ratto.

O reconhecimento como diretor de teatro viria em 1961, ao ser premiado como diretor revelação por sua montagem de "O Beijo no Asfalto", de Nelson Rodrigues. Com o fim do Teatro dos Sete ele investiu na direção e montou espetáculos como "A Mulher de Todos Nós", "O Homem do Princípio ao Fim", "A Volta ao Lar" e "O Inimigo do Povo".

Fernando Torres e Fernanda Montenegro
Como ator, Fernando Torres brilhou nos palcos, nas montagens de "Interrogatório", "A Longa Noite de Cristal" e "Seria Cômico... Se Não Fosse Sério" na década de 70. Foi premiado como melhor diretor com o Prêmio Governador do Estado da Guanabara por "O Amante de Madame Vidal" e como melhor ator por "Seria Cômico... Se Não Fosse Sério" com o Prêmio da Crítica Teatral da Cidade de São Paulo.

Na década de 70, acompanhando a mulher, começou a trabalhar com mais frequência na TV e no cinema. Na TV estreou em 1971 na novela "Minha Doce Namorada" mas deixou sua marca de grande ator em sucessos como "Baila Comigo", "Amor Com Amor Se Paga", "Terras do Sem Fim", "Louco Amor", "Zazá" e "Laços de Família", todos na TV Globo.

No cinema o ator teve grandes momentos em "Engraçadinha Depois dos Trinta", "Os Inconfidentes", "O Descarte", "Tudo Bem", "Inocência", "O Beijo da Mulher Aranha", "Veja Esta Canção", "A Ostra e o Vento" e "Redentor", este último dirigido pelo filho.

Morte

Com sérios problemas de saúde e preso a uma cadeira de rodas nos últimos meses, Fernando Torres morreu em sua casa, no bairro de Ipanema, no dia 04/09/2008, vítima de um Enfisema Pulmonar. Seu corpo foi cremado em uma cerimonia simples e reservada apenas para a família e os amigos mais chegados.

Fonte: Wikipédia
#FamososQuePartiram #FernandoTorres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!