Núbia Lafayette

IDENILDE ARAÚJO ALVES DA COSTA
(70 anos)
Cantora

☼ Assu, RN (21/01/1937)
┼ Niterói, RJ (18/06/2007)

Idenilde Araújo Alves da Costa, conhecida pelo nome artístico de Núbia Lafayette, foi uma cantora brasileira. Nasceu em Assu, no interior do estado do Rio Grande do Norte, onde residiu até os três anos, idade que tinha quando a família se mudou para o Rio de Janeiro. Desde tenra idade demonstrou talento para a música apresentando-se em programas infantis desde os 8 anos de idade.

A carreira de Idenilde teve início no final da década de 50, com o nome artístico de Nilde Araújo. Nessa época trabalhava como vendedora nas Lojas Pernambucanas do Rio de Janeiro quando resolveu participar no programa de calouros "A Voz de Ouro", da TV Tupi, interpretando canções da época. Foi crooner da Boite Cave do Rio de Janeiro e estreou cantando Dalva de Oliveira.

Chegou a gravar um disco ainda como Nilde Araújo o seu primeiro nome artístico, e veio a assumir o nome definitivo de Núbia Lafayette em 1960 por sugestão do compositor Adelino Moreira, que a apresentou com o apoio de Nelson Gonçalves a gravadora RCA Victor e encontrou em Núbia Lafayette a interprete ideal para suas canções inolvidáveis.

E ainda em 1960, Núbia Lafayette grava seu primeiro disco de carreira com a música "Devolvi"(Adelino Moreira), que logo passou a tocar nas rádios de todo país e exaustivamente nas rádios de todo o nordeste o que a projetou como uma cantora romântica e popular.


Nelson Gonçalves teve uma grande importância na carreira de Núbia Lafayette: apresentou-a a RCA Victor, foi sua fonte de inspiração musical masculina e foi um grande professor ensinando-a como se comportar no palco.

Núbia Lafayette pela grande afinidade com o cantor foi apontada por muitos de seus fãs como um "Nelson Gonçalves de Saias", regravou muitos de seus sucessos como "Argumento" (Adelino Moreira), "A Volta do Boêmio" (Adelino Moreira) e "Fica Comigo Esta Noite" (Nelson Gonçalves e Adelino Moreira).

"Devolvi", o seu primeiro sucesso não foi o único, logo depois vieram cair na boca do povo músicas como o bolero "Seria Tão Diferente", "Prece à Lua, Solidão", "Preciso Chorar", "Primazia", "Ouvi Dizer", todas compostas por Adelino Moreira e "Mais Uma Lição" (Nonô Basílio).

Depois, já pelos anos 70 e pela gravadora CBS veio uma segunda fase de sucessos, Núbia Lafayette volta para as paradas com "Casa e Comida" música de Rossini Pinto que foi faixa título de um LP gravado em 1972. A música virou uma espécie de hino nacional das mulheres mal casadas e desprezadas pelo seu maridos infiéis. Quase todas sabiam de cor o refrão que dizia: "Não é só casa e comida que faz a mulher feliz".

Neste mesmo LP, a música "Aliança Com Filete de Prata" (Gloria Silva) também passou a fazer parte definitivamente do seu repertório, como também as músicas que lançou anos depois a exemplo de "Mata-me Depressa" (Rossini Pinto), "Quem Eu Quero Mão Me Quer" (Raul Sampaio e Benil Santos), "Esta Noite Eu Queria Que o Mundo Acabasse" (Silvio Lima) e as recordistas de pedidos suplicantes nos eufóricos shows de Núbia Lafayette,  "Lama" (Aylce Chaves e Paulo Marques) e "Fracasso" (Mário Lago), músicas que ficaram celebres em sua voz.


Apesar dos modismos, Núbia Lafayette sempre se manteve fiel ao romantismo das mágoas, da traição do desconsolo e da fossa que teve em Adelino Moreira seu grande profeta, mais ainda assim gravou também outro dos grandes especialista da dor de cotovelo como Lupicínio Rodrigues, Herivelto Martins, Raul Sampaio, Jair Amorim, Evaldo Goveia, Othon Russo entre outros.

Muitos cantores da Música Popular Brasileira que estão fazendo sucesso por aí, são confessadamente influenciados por essa musa do povo que é Núbia Lafayette a exemplo de Alcione, Fafá de Belém, Elymar Santos e Tânia Alves. Realmente é uma legião de fãs dentro e fora do meio artístico.

Cauby Peixoto, Adilson Ramos, Waldick Soriano, Cláudia Barroso, Paulo Gracindo entre outros, muitos desses já puderam até exercitar sua tietagem dividindo microfone com Núbia Lafayette em gravações emocionadas que é o caso de Alcione, Gonzaguinha, Nelson GonçalvesElymar SantosWaldick Soriano, Noite Ilustrada, Gilberto Milfont e Trio Irakitan.

Núbia Lafayette continuou a participar em programas especiais e apresentações esporádicas até ao fim da sua vida. Morava em Maricá, no litoral do estado do Rio de Janeiro.

A cantora sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico no dia 10/03/2007, tendo ficado internada 10 dias. No dia 25/05/2007 voltou a ser internada no Hospital de Clínicas Niterói devido a complicações. Faleceu aos 70 anos de idade, no dia 18/06/2007, em Niterói, RJ.

Discografia

  • 1960 - Solidão (RCA Camden)
  • 1961 - Devolvi (Compacto, RCA Camden)
  • 1961 - Devoção (RCA Camden)
  • 1962 - Diferente (RCA Camden)
  • 1963 - Eu, Núbia Lafayette (RCA Camden)
  • 1964 - Triste Madrugada (RCA Victor)
  • 1965 - Noites Sem Fim (RCA Camden)
  • 1970 - Nem Eu, Nem Tu, Ninguém (Philips)
  • 1971 - Núbia Lafayette (CBS)
  • 1972 - Casa e Comida (CBS)
  • 1973 - De Quem Eu Gosto (Compacto, CBS)
  • 1974 - Núbia Lafayette (CBS)
  • 1975 - Abandono Cruel (CBS)
  • 1976 - Núbia Lafayette (CBS)
  • 1977 - Migalhas (CBS)
  • 1978 - Núbia Lafayette (CBS)
  • 1980 - Núbia Lafayette (CBS)
  • 1981 - Os Vinte Anos Artísticos de Núbia Lafayette (CBS)

Fonte:  Letras.com.br

4 comentários:

  1. Juntamente com Geysa Celeste, são as vozes femininas mais lindas que o Brasil já teve

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma otima interprete essa norte Riograndense de um talento extraordinario e uma voz inconfundivel,deixou muitos fãs e saudades

      Excluir
  2. Núbia Lafayette, foi uma das mais importantes intérpretes românticas do Brasil, e como tantas outras cantoras de sua geração, teve como musa inspiradora a extraordinária Dalva de Oliveira. Ontem, dia 21 de Janeiro, a nossa saudosa estrela completaria 76 anos de vida, se não tivesse partido tão prematuramente aos 70 anos em 2007.
    Núbia Lafayette, foi, também, uma mulher batalhadora, sincera, simples, e muito acessível e carinhosa no trato com seus admiradores e fãs; além, da artista talentosa que o Brasil conheceu e aplaudiu.
    Portanto, não pode e não deve ser esquecida jamais!
    Aplausos eternos para a estrela Núbia Lafayette!
    Paulo A.Ventura
    E.T - No link abaixo, você encontrará maiores dados biográficos da cantora Núbia Lafayette, que eu disponibilizei para seus admiradores:
    http://www.samba-choro.com.br/artistas/nubialafayette

    ResponderExcluir
  3. Quando jovem foi uma linda mulher e uma voz agradável e bela, Núbia Lafayette deixou muitos fãs durante sua carreia de cantora alem dos seus grandes sucessos

    ResponderExcluir

Atenção!

Prezado amigo leitor, a partir desta data, 13/05/2019, não serão mais aceitos comentários anônimos. Portanto, não me responsabilizarei pelos comentários que alguém possa vir a fazer denegrindo a imagem de quem quer que seja e que esteja publicada neste blog.

Antes de fazer o seu comentário, se identifique e se responsabilize.

Desde já fico grato!